segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

UFSCar adquire espectrômetro ultrassensível

 O Laboratório de Bioquímica e Biotecnologia de Sistemas Bioluminescentes da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), sediado no campus de Sorocaba, adquiriu um espectrômetro ultrassensível de bio e quimioluminescência biológica fraca da empresa japonesa Atto, com apoio da FAPESP.


“O equipamento, único no mundo em sua sensibilidade, é utilizado para medir espectros de luminescência de amostras biológicas fracamente emissivas em microvolumes”, disse o professor Vadim Viviani, líder do grupo de Bioluminescência e Biofotônica na UFSCar.
Segundo Viviani, as aplicações do espectrômetro envolvem a utilização de luciferases, fotoproteínas e proteínas fluorescentes em biossensores luminescentes, marcação celular com genes repórter, acompanhamentos de processos intracelulares como apoptose e acidificação, interações entre macromoléculas como proteína-proteína por meio das técnicas de BRET (Bioluminescence Ressonance Energy Transfer) e FRET (Fluorescence Ressonance Energy Transfer) e caracterização de quimioluminescência biológica fraca.
“O Laboratório de Bioquímica e Biotecnologia, que abriga os grupos de Bioluminescência e Biofotônica e Biota-Biolum, e a colaboração dos grupos Nanoneurobiofísica e Biologia Estrutural e Funcional, realiza pesquisas na especialidade de fotobioquímica e fotobiologia sendo referência mundial no estudo de enzimas luciferases, bioluminescência e suas aplicações biotecnológicas”, disse Viviani.
O espectrômetro está sendo instalado e será disponibilizado a partir de 2013 à comunidade científica interessada, mediante consulta e pré-agendamento.
Mais informações pelo e-mail   e www.biolum.ufscar.br 
Fonte: Agência FAPESP 

Nenhum comentário: