segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Censo da Educação Superior - aumento de profissionais de tecnologia

O Censo da Educação Superior 2009, divulgado no último dia 13 pelo Ministério da Educação (MEC), mostra que os cursos tecnológicos tiveram crescimento de 26,1% de 2008 para 2009. Foram registradas 680,6 mil matrículas em 2009, enquanto que no ano anterior a marca foi de 539,6 mil. Há dez anos, esse número era de aproximadamente 70 mil.

As matrículas em cursos superiores de tecnologia são as que mais crescem no país. Em 2008, as escolas federais registraram um aumento recorde em matrículas em cursos tecnológicos, passando de 34 mil para 57 mil em um ano. Das 680 mil matrículas em cursos superiores de tecnologia, 101 mil são em instituições públicas.

O levantamento também demonstrou que os cursos de graduação tiveram crescimento de 13% em relação a 2008. O número de professores chegou a 307,8 mil. Já a quantidade de doutores que lecionam em universidades teve crescimento de 16% em 2009, em comparação com o ano anterior.

Fonte: Gestão CT

Jardim Botânico do Rio de Janeiro - Instituto de Pesquisas oferece bolsas DTI

O Núcleo de Computação Científica e Geoprocessamento do Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro (JBRJ) seleciona candidatos a Bolsas de Desenvolvimento Tecnológico e Industrial (DTI), como apoio ao desenvolvimento de projetos institucionais.

São duas as modalidades: DTI-A, cujo profissional deve ter nível superior com, no mínimo, seis anos de efetiva experiência em atividades de pesquisa, desenvolvimento ou inovação; e DTI-B, na qual exige-se nível superior com, no mínimo, dois anos de experiência na área. As mensalidades são de R$ 4 mil e R$ 3 mil respectivamente.

O candidato deve atender a alguns requisitos, como ser graduado em ciência da computação e possuir conhecimentos e experiência em programação em PHP ou Java, e Bancos de Dados (MySQL/PostgreSQL). Também é desejável conhecimento com Drupal , ou outro sistema gerenciador de conteúdos (CMS).

Fonte:Gestão CT

Capes - seleção de candidatos à bolsa na Espanha

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) seleciona candidatos à bolsa do Programa Estágio de Curta Duração na Espanha, uma parceria com a Fundação Carolina. As inscrições podem ser feitas até 28 de fevereiro.

Podem participar docentes, pesquisadores e estudantes de pós-graduação brasileiros ou com nacionalidade brasileira, ou visto permanente de residência no país, no caso de estrangeiro. A Capes concederá até 300 mensalidades de bolsas.

O candidato a doutorado sanduíche não pode ter usufruído anteriormente no curso de outra bolsa de estágio de doutorando ou doutorado pleno no exterior, além de ter obtido aprovação no exame de qualificação e/ou no projeto de tese.

Já para o estágio pós-doutoral é exigível diploma de doutorado, obtido há menos de oito anos, bem como demonstrar atuação em atividade de docência e de pesquisa no Brasil compatíveis com o tempo de trabalho como doutor, e ter carta de aceite da universidade espanhola.

O estágio de curta duração nas modalidades doutorado sanduíche será de quatro a seis meses, com mensalidade no valor de 1,3 mil euros, e o pós-doutorado de três a seis meses, cuja bolsa é de 2,1 mil euros. Os selecionados também receberão seguro saúde, auxílio instalação, e passagem aérea de ida e volta.

Fonte: Gestão CT

Sebraetec - Edital facilitará acesso a serviços tecnológicos no Nordeste

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) lançará ainda nesta semana um edital para selecionar empresas prestadoras de serviços de consultoria tecnológica na região Nordeste. A chamada será via Sebraetec, programa da instituição que visa facilitar o acesso das pequenas empresas aos serviços tecnológicos.

O edital será válido para empresas de consultoria de Alagoas, Paraíba, Sergipe, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Bahia. Para participar será necessário ter CNPJ, Certidão Negativa, Contrato Social, Atestado de Capacidade Técnica, entre outros critérios que serão divulgados na chamada.

O Sebraetec atende às micro e pequenas empresas dos setores do comércio, serviços, agronegócios e indústria com faturamento anual inferior a R$ 2,4 milhões. O projeto foi reformulado e pretende, neste ano, atender 48 mil empreendimentos de todo o país, num aporte de R$ 85 milhões.

Fonte: Gestão CT

Governo do Espírito Santo - prioridade para a inovação e desenvolvimento

No ultimo dia 14, o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, instalou e realizou, no Palácio Anchieta, a primeira reunião com o comitê do eixo estratégico “Produção do Conhecimento, Inovação e Desenvolvimento”.

As primeiras discussões sobre projetos voltados para a formação profissional, a inovação tecnológica e a diversificação da economia capixaba já começaram. Eles serão levados para debate durante o Seminário de Planejamento Estratégico, que acontecerá nos dias 24, 25 e 26 de fevereiro, em Vitória.

O comitê conta com a participação dos secretários de Ciência e Tecnologia, Jadir Pella, de Desenvolvimento, Márcio Félix, de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Paulo Ruy Valim Carnelli, e de Agricultura, Abastecimento, Aqüicultura e Pesca, Enio Bergoli.

No início do mês, o governador Casagrande também assinou o decreto que instituiu o Sistema de Gestão do Plano Estratégico do governo do Estado. O objetivo é aperfeiçoar a prestação de serviços ao conjunto da sociedade capixaba, com foco na busca permanente de resultados. O sistema de gestão fundamenta-se na definição de dez eixos estratégicos, entre eles consta “Produção do Conhecimento, Inovação e Desenvolvimento”.

Fonte: Gestão CT