quinta-feira, 16 de junho de 2011

Pesquisa busca identificar células e moléculas responsáveis pela resposta inflamátoria nas lesões teciduais renais

Eu sou Niels Saraiva Câmara, professor associado do departamento de Imunologia da Universidade de São Paulo (ICB-USP). Desde o ano de dois mil pesquiso os mecanismos inflamatórios nas lesões renais agudas e crônicas. 

Esse estudo tem como objetivo identificar os mecanismos fisiopatogênicos envolvidos no desenvolvimento da lesão tecidual em modelos de doenças renais de alto impacto social, econômico e de alta morbi-mortalidade. Empregamos modelos experimentais de doenças renais simulando as características clínicas vistas em pacientes. Utilizamos metodologias de quantificação de transcritos gênicos, dosagens e identificação de proteínas em tecido renal. 

Os resultados demonstram que mesmo após uma lesão renal aguda, a resposta inflamatória é persistente e envolvida no desenvolvimento de fibrose, que seria a via final pré-falência do órgão. Nós estudamos também a capacidade do tecido que está sofrendo a lesão de se proteger deste insulto, o que chamamos de re! sposta protetora tecidual ao estresse. 

Nós evidenciamos também que se melhorarmos essa resposta, podemos diminuir os danos a longo prazo no órgão lesado. Se compreendermos melhor como os danos e complicações renais acontecem, poderemos desenhar estratégias que visem diminuir a resposta inflamatória e aumentar a resposta protetora.

Confira a notícia na íntegra no nosso site

Fonte:Toque de Ciência

Nenhum comentário: