sexta-feira, 6 de maio de 2011

Fundação Bill & Melinda Gates seleciona projetos de pesquisa

A Fundação Bill & Melinda Gates está com inscrições abertas para o programa Grand Challenges Explorations (GCE), aberto a pesquisadores de todo o mundo que queiram desenvolver projetos para melhorar a qualidade de vida nos países em desenvolvimento.

Cada proposta selecionada receberá US$ 100 mil. As propostas serão recebidas até o dia 19 de maio.

As linhas de pesquisa incluídas nesta seleção são: “A erradicação da pólio”, “Nova geração de tecnologias de saneamento”, “Novas abordagens para curar a infecção pelo HIV”, “Soluções de baixo custo para uso do telefone celular para as condições de saúde global” e “Novas tecnologias para melhorar a saúde das mães e recém-nascidos”.

Iniciativa de US$ 100 milhões lançada em 2008, o Grand Challenge Explorations já foi concedido a cerca de 500 pesquisadores de mais de 40 países.

O programa de subvenção está aberto a qualquer pessoa de qualquer disciplina e de qualquer organização. A verba de US$ 100 mil é concedida duas vezes por ano. Os projetos aprovados têm ainda a oportunidade de receber um financiamento de até US$ 1 milhão.

Na nova seleção, anunciada na semana passada em Seattle, nos Estados Unidos, 88 cientistas de 25 países foram premiados, entre os quais um brasileiro, Antonio Ferreira Ávila, da Universidade Federal de Minas Gerais.

Com o projeto “Lego like Sanitation System: Pit Latrines Made of Biocomposites”, o pesquisador propõe desenvolver tijolos feitos de composto orgânico para substituir os de cimento na construção de fossas. A equipe de Ávila testará a eficácia e o grau de biodecomposição para definir a sustentabilidade da construção dessas fossas que irão se decompor uma vez que estiverem cheias. Isso permitirá um possível reaproveitamento da terra para fins de agricultura ou uso comunitário.

"Uma ideia ousada é tudo que precisamos para catalisar novas abordagens para a saúde global e o desenvolvimento. Apesar do progresso na saúde global e no desenvolvimento, temos uma carência de ideias criativas para descobrir e distribuir vacinas que salvam vidas, erradicar doenças ou retardar a propagação de doenças evitáveis", disse Tachi Yamada, presidente do Programa de Saúde Global da Fundação Bill & Melinda Gates.

Fonte: Agência FAPESP

Nenhum comentário: