terça-feira, 19 de outubro de 2010

1ª Conferência Luso-Brasileira de Acesso Livre

Portugal sedia Conferência Luso-Brasileira de Acesso Livre
Nos dias 25 e 26 de novembro será realizada a 1ª Conferência Luso-Brasileira de Acesso Livre, na Universidade do Minho, em Braga, Portugal. O objetivo é reunir as comunidades portuguesas e brasileiras que desenvolvem atividades de pesquisa, desenvolvimento, gestão de serviços e elaboração de políticas, relacionadas com o acesso livre ao conhecimento, por meio de repositórios e revistas de acesso livre.

Alguns dos temas que serão debatidos são: repositórios de publicações científicas; revistas científicas de acesso livre; repositórios de dados; políticas e mandatos de acesso livre; interoperabilidade entre os repositórios e outros sistemas de informação de apoio à atividade científica e acadêmica; impacto do acesso livre nas atividades e nas comunidades científicas.

O evento é resultado de um memorando de entendimento assinado entre os ministros da Ciência e Tecnologia de Portugal e do Brasil em outubro de 2009, sendo também uma continuidade das conferências sobre o acesso livre ao conhecimento, organizadas pela Universidade do Minho nos anos de 2005, 2006, 2008 e 2009.

Fonte:Gestão CT

Capes: sai o resultado do PNPD - Programa Nacional de Pós-Doutorado

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulgou o resultado final do Edital 1/2010 – Programa Nacional de Pós-Doutorado (PNPD). Ao todo, foram aprovados 360 projetos, todos vinculados a instituições de ensino superior, centros e institutos de pesquisa e desenvolvimento, públicos ou privados, que possuam programa de pós-graduação avaliado e recomendado pela Capes.

Serão oferecidas 526 bolsas no valor de R$ 3,3 mil para cada bolsista. Um dos objetivos do PNPD é garantir a incorporação de pesquisadores altamente qualificados na atividade econômica brasileira, uma das ações integrantes da política de formação e capacitação de recursos humanos em apoio à Política de Desenvolvimento Produtivo (PDP). (Com informações da Capes)

Fonte: Gestão CT

Apex-Brasil conquista o TPO Network Awards

Agência brasileira é eleita a melhor do mundo em promoção comercial

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) foi eleita, na última quinta-feira (14), a melhor agência de promoção comercial do mundo. A unidade brasileira concorreu com instituições de outros 11 países e ficou na melhor colocação entre as nações em desenvolvimento.

Esta foi a primeira vez que o Brasil conquistou o prêmio TPO Network Awards, dado pelo International Trade Centre (ITC), agência da Organização das Nações Unidas. Concedida a cada dois anos, a iniciativa conta com um júri formado por especialistas do ITC e por agências que foram vencedoras nas edições anteriores.

O grande destaque da Apex foi o Programa Extensão Industrial Exportadora (Peiex), que beneficia 5,3 mil micros, pequenas e médias empresas com cursos de capacitação. A proposta da iniciativa é ofertar informações para que as instituições possam realizar exportações de modo mais eficiente. Os cursos são realizados em parceria com universidades e institutos de pesquisa.(Com informações da Apex-Brasil)

Fonte: Gestão CT

Sebraetec: R$ 787 milhões para inovação

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) lançou, nesta segunda-feira (18), em São Paulo (SP), a nova versão do Sebraetec, programa direcionado para as instituições de pequeno porte interessadas em inovar. A iniciativa começará a funcionar somente no próximo ano e prevê o investimento de R$ 787 milhões de 2011 a 2013.

A proposta do programa é aumentar a competitividade por meio da inovação e tecnologia, visando, entre outros aspectos, à redução de desperdícios, ao aumento da produtividade, à segurança dos empregados e à adequação de produtos para competir no mercado interno e externo.

A meta do Sebrae é atingir aproximadamente 48 mil empresas, sendo 12,7 mil já em 2011. A iniciativa terá cinco frentes de atuação, sendo duas na área de tecnologia (básica e avançada), duas no ramo de inovação (incremental e de ruptura) e uma em indicação geográfica.(Com informações do Sebrae) 

Fonte:Gestão CT

UFSCar: pequisa analisa processos de liberação de matéria orgânica por cianobactérias que pode causar assoreamento


Dinâmica de cianobactérias
Formado pela junção de dois rios altamente poluídos – o Piracicaba e o Tietê –, o Reservatório de Barra Bonita, no interior paulista, tem seus 384 quilômetros quadrados repletos de cianobactérias, algo recorrente nesse tipo de ambiente em todo o mundo.

Por meio de diferentes processos, esses microrganismos – também conhecidos como algas azuis – liberam nas águas imensas quantidades de matéria orgânica dissolvida (MOD), que podem causar eventos indesejáveis como o assoreamento, agravando ainda mais as condições ambientais do reservatório. Por outro lado, podem também promover eventos ecológicos de interesse científico.

Com o objetivo de fundamentar a busca de soluções para esse problema, um grupo de pesquisadores da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) estudou, durante os últimos cinco anos, o destino da MOD e os processos envolvidos com sua liberação por cianobactérias naquele reservatório.

O estudo, realizado no âmbito de um Projeto Temático apoiado pela FAPESP, foi coordenado por Armando Augusto Henriques Vieira, do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS- UFSCar). Segundo ele, as pesquisas geraram várias publicações e suas conclusões poderão ser extrapoladas para outros reservatórios no país.

“Conhecendo o comportamento da MOD liberada pelas cianobactérias poderemos selecionar prováveis soluções para esse tipo de problema. Os resultados podem ser transpostos para outros casos, porque quase todos os reservatórios no Brasil estão poluídos e eutrofizados – isto é, têm excesso de nutrientes – e em quase todos as cianobactérias predominam”, disse Vieira.

Segundo o pesquisador, os dois rios que formam o Reservatório de Barra Bonita estão altamente poluídos, com uma carga de esgoto industrial e doméstico que leva à eutrofização, facilitando a proliferação das cianobactérias e, consequentemente, de MOD. O aumento da biomassa presente na água leva a uma diminuição do oxigênio, provocando a morte de inúmeros organismos.

“Quando as cianobactérias morrem, elas se decompõem e liberam imensas quantidades de MOD. Descobrimos que parte dessa biomassa pode ser modificada pela radiação ultravioleta do Sol, gerando novos compostos diferentes dos que foram excretados pelos microrganismos”, disse Vieira.

Parte da MOD liberada pelas cianobactérias é reabsorvida não só por outras bactérias, mas também por diferentes organismos eucarióticos. Nessa MOD encontram-se grandes quantidades dos chamados polissacarídeos extracelulares, que podem ser utilizados como fonte de carbono e nitrogênio – já que sempre existe uma porcentagem de proteína associada aos polissacarídeos extracelulares – por populações de algumas espécies de zooplânctons.

“Medimos e quantificamos essas transformações que a matéria orgânica sofre ao longo do tempo. Avaliamos também a atividade enzimática das bactérias, identificando a quantidade e o tipo de enzimas liberadas pelas bactérias no reservatório. Atualmente estamos estudando a diversidade das bactérias que se associam à MOD de cada uma das principais espécies de cianobactérias do reservatório”, disse Vieira.

A maior parte dos dados, de acordo com o cientista, já foi publicada em revistas nacionais e internacionais. O estudo também gerou diversas teses e dissertações com abordagens específicas sobre a atividade das cianobactérias.

“Surgiram diversos problemas interessantes e agora vamos partir para a análise de todos os compostos identificados. Com os dados que reunimos até o momento vamos publicar um livro de divulgação, que será uma síntese de todas as pesquisas”, adiantou Vieira.

Estudando as enzimas e os açúcares presentes na água, os pesquisadores aprofundaram o conhecimento sobre a dinâmica do fluxo de matéria orgânica.

“Alguns polissacarídeos são liberados pelas cianobactérias em estado coloidal, transformando-se em agregados gelatinosos que se grudam continuamente com detritos e outras espécies, formando uma espécie de biofilme flutuante que se torna cada vez maior e no qual há crescimento de bactérias”, afirmou.

Esse processo, segundo o professor, interfere no fluxo vertical da MOD em direção ao fundo do reservatório. "Certas espécies, como alguma diatomáceas, utilizam esse processo como uma maneira para afundar, mantendo-se em ambientes onde o tempo de residência das águas é baixo – como ocorre em pequenos reservatórios –, evitando que elas sejam 'lavadas' para fora do reservatório", disse.

Reações solares
A ação da radiação solar sobre o processo de formação da MOD, segundo Vieira, foi um dos aspectos mais surpreendentes do estudo. “Achávamos que a radiação solar aumentaria o ataque bacteriológico sobre a MOD. Mas descobrimos que o processo de radiação e o processo bacteriológico competem entre si”, disse.

Os pesquisadores achavam inicialmente que a MOD acumulada em grandes quantidades seria prontamente atacada por bactérias e transformada em CO2 e que, portanto, apenas uma pequena parcela dessa matéria orgânica dissolvida seria transportada.

“Como o ambiente é turbulento, há uma intensa mistura das águas, fazendo com que a MOD na superfície seja constantemente renovada e exposta à radiação ultravioleta do Sol. Achávamos que essa radiação facilitaria a quebra de moléculas e a decomposição da matéria orgânica. Mas o que ocorre é o contrário: grande parte dessas moléculas se transforma em compostos refratários ao ataque bacteriológico – ou seja, inibe o ataque de bactérias. A síntese desses compostos se daria por condensação em moléculas maiores e por transformações diretas em compostos refratários por degradação”, explicou.

O impacto ambiental causado pelo acúmulo de cianobactérias é muito grande, de acordo com Vieira. Em torno das barragens, acumulam-se as chamadas manchas verdes, formadas pela exposição das bactérias ao Sol. Nesses locais e nessas condições, as cianobactérias envelhecidas morrem, liberando então grande quantidade de MOD, acompanhada de toxinas que, devido à proximidade dos vertedouros, são exportadas a jusante do reservatório.

"Além disso, o acúmulo de cianobactérias diminui a diversidade de peixes. Até há poucos anos era possível encontrar em grande quantidade, na região de Barra Bonita, peixes como trairão, piranha, lambari e outros. Hoje, eles não são encontrados com facilidade e alguns nem existem mais. Apenas as tilápias predominam”, disse Vieira.

Fonte: Fábio de Castro /Agência FAPESP

O engenheiro agrônomo Engler recebe o trofeu “O Semeador”

O engenheiro agrônomo Joaquim José de Camargo Engler, diretor administrativo da FAPESP, recebeu o Troféu “O Semeador”, concedido pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da Universidade de São Paulo (USP).

A premiação ocorreu durante a 53ª Semana Luiz de Queiroz, realizada de 4 a 9 de outubro. O troféu é concedido há dois anos a personalidades do cenário esalquiano que contribuíram de forma significativa para o desenvolvimento do ensino na área de agricultura ou do agronegócio brasileiro.

Também ganhou o troféu Roberto Rodrigues, ex-ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. No ano passado, Fernando Penteado Cardoso, formado na turma de 1936, recebeu a distinção.

De acordo com Antonio Roque Dechen, diretor da Esalq, Engler, graduado pela escola em 1964, foi escolhido pela brilhante carreira profissional e pela grande contribuição dada à Esalq.

“Engler foi um dos principais responsáveis por transformar a então unidade de ensino, que à época era apenas Escola Luiz de Queiroz, em campus universitário, quando foi diretor em 1985, e por ter projetado a Esalq no cenário nacional e internacional como um dos principais centros de pesquisa agrícola do Brasil”, disse Dechen, que também é professor titular no Departamento de Ciência do Solo da Esalq, à Agência FAPESP .

“O professor Engler também transformou o Centro de Energia Nuclear na Agricultura (Cena), do qual também foi diretor, em um instituto de pesquisa, e foi responsável pela criação do Centro de Informática na Agricultura”, disse Dechen.

Outro ponto destacado por Dechen foi a atuação de Engler no Departamento de Economia da Esalq. “Ele deu um grande impulso ao departamento. Não foi apenas chefe, mas um reorganizador do Departamento de Economia que hoje é uma referência na Esalq”, disse.

Dechen também destacou a passagem de Engler como bolsista na The Ohio State University, nos Estados Unidos. “Depois, ele foi coordenador do projeto envolvendo a universidade norte-americana e a Esalq. Foi um processo muito importante na consolidação dos nossos programas de pós-graduação”, destacou.

Rodrigues formou-se engenheiro agrônomo pela Esalq em 1965. Foi ministro da Agricultura de 2003 a 2006. É professor titular do Departamento de Economia da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Jaboticabal, coordenador do Centro de Agronegócio da Fundação Getúlio Vargas - Escola de Economia de São Paulo e presidente do Conselho do Agronegócio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

“A escolha de Rodrigues para receber ‘O Semeador’ se deu pela sua intervenção na prática de políticas de integração e de desenvolvimento da agricultura brasileira, em particular do agronegócio. Ele é um esalquiano orgulhoso que sempre destaca a Esalq como sua principal bagagem de formação”, disse Dechen.

Na 53ª Semana Luiz de Queiroz, também foram homenageadas as turmas quinquenais de Engenharia Agronômica, Engenharia Florestal, Economia Doméstica, Ciências Econômicas, Ciências dos Alimentos, Gestão Ambiental e Ciências Biológicas de 1935 (Jubileu de Diamante), 1940, 1945, 1950, 1955, 1960 (Jubileu de Ouro), 1965, 1970, 1975, 1980, 1985 (Jubileu de Prata), 1990, 1995, 2000 e 2005.

A exemplo das edições anteriores da Semana Luiz de Queiroz, a Associação dos Engenheiros Agrônomos do Estado de São Paulo (Aeasp) homenageou o Engenheiro Agrônomo do Ano, para celebrar o Dia Nacional do Engenheiro Agrônomo, comemorado no dia 12 de outubro. O escolhido deste ano foi Luis Carlos Guedes Pinto, formado na turma de 1965, e ex-ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Font: Agência FAPESP

CTIC: três novas chamadas

O Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Tecnologias Digitais para Informação e Comunicação (CTIC/MCT) está com as inscrições abertas para três editais; Cidades Inteligentes, Computação em Nuvem, e Virtualização de Redes e Serviços. A data limite para a submissão das propostas é 10 de novembro.

A Chamada Cidades Inteligentes tem como objetivo selecionar propostas de projetos em tecnologias e soluções ligadas aos diversos aspectos relacionados a cidades inteligentes, em especial aqueles que permitam o avanço da área considerando o contexto do mercado brasileiro e suas municipalidades.

Na primeira etapa de identificação de competências, cada proposta está limitada ao máximo de R$ 200 mil. Após unificar as propostas selecionadas na primeira fase, um novo valor limite será indicado.

O objetivo é selecionar propostas de projetos em tecnologias e soluções ligadas
aos diversos aspectos relacionados à computação em nuvem, incluindo a administração pública federal, de computação em nuvem. Na primeira etapa de identificação de competências, cada proposta está limitada ao máximo de R$ 200 mil.

A chamada engloba os seguintes temas: plataformas e soluções para governança, gerenciamento de recursos e serviços de infraestrutura, de plataforma e de software, monitoração, medição, tarifação e contabilização; soluções para ambiente de sistema operacional e software básico; soluções para fomento do ciclo de vida do software e para estruturação da gestão do conhecimento; e soluções para tecnologias e equipamentos de redes de computadores e de telecomunicações.

O CTIC também convida pesquisadores brasileiros a submeterem propostas de projetos em tecnologias e soluções ligadas aos diversos aspectos relacionados à virtualização de redes e serviços, principalmente aqueles que permitam o avanço da área, considerando o contexto do mercado brasileiro de redes de computadores e serviços.

As propostas deverão descrever projetos com prazos entre 18 e 24 meses. Na primeira etapa de identificação de competências, cada proposta está limitada ao máximo de R$ 200 mil. Após unificar as propostas selecionadas na primeira fase, um novo valor limite será indicado.

Fonte: Gestão CT

CNPq: edital de apoio a identificação molecular da biodiversidade (PPbIO - BR-BoL)

Estão abertas até o dia 29 de novembro as inscrições para o Edital 50/2010 do CNPq. O objetivo é formar uma Rede de Pesquisa de Identificação Molecular da Biodiversidade Brasileira (BR-BoL), por meio de códigos de barra de DNA, no âmbito do Programa de Pesquisa em Biodiversidade (PPBio).

Os projetos integrados em uma única rede de pesquisa deverão ter como finalidade a coleta, curadoria e processamento de amostras biológicas de espécies da biodiversidade brasileira com fins de sua utilização na geração de códigos de barra de DNA e informações associadas; o tombamento e depósito de espécimes-referência dos códigos de barra de DNA em coleções biológicas abrigadas em instituições nacionais; entre outros.

A rede de pesquisa deverá envolver pelo menos três instituições executoras localizadas em diferentes unidades da Federação, inter-relacionadas e adequadas aos objetivos da BR-BoL. Os recursos somam R$ 5,4 milhões, dos quais R$ 4 milhões oriundos do FNDCT/Fundos Setoriais-Ações Transversais e R$ 1,4 milhão do Plano Plurianual do MCT.

Fonte: Gestão CT

CNPq: R$ 30 milhões para INCT em ciências do mar

Edital lançado pelo CNPq promoverá a formação ou a consolidação de dois institutos nacionais de ciência e tecnologia (INCTs) especializados em pesquisas marítimas. O escopo da Chamada 71/2010, que disponibilizará recursos da ordem de R$ 30 milhões, é a Plataforma Continental Brasileira de Norte a Sul. A submissão das propostas pode ser feita até 20 de dezembro.

Poderão apresentar projetos pesquisadores que tenham reconhecida competência nacional e internacional na temática e que sejam beneficiários de bolsa de Produtividade em Pesquisa nível 1A ou 1B do CNPq ou perfil equivalente.

O pesquisador deverá, ainda, ter título de doutor e ter vínculo empregatício com a instituição sede. Os laboratórios ou grupos de pesquisa externos à instituição sede, associados ao desenvolvimento do projeto podem pertencer a instituições públicas, privadas ou empresas.

A chamada priorizará propostas que foquem, por exemplo, geodiversidade; papel do oceano nas mudanças climáticas; formação e capacitação de pessoal qualificado; e formulação de políticas públicas. Os valores dos projetos não podem exceder R$ 15 milhões. (Com informações do CNPq) 

Fonte:Gestão CT

Finep: R$ 120 milhões para inovação no setor de esportes (14-BIS)

Lançado pela Finep na última sexta-feira (15), o 14-BIS irá investir R$ 120 milhões em projetos de inovação tecnológica voltados para o setor de esportes. Trata-se de um programa de investimentos para a Copa de 2014, mas que também irá apoiar as Olimpíadas de 2016.

Além de desenvolver um conjunto de práticas visando proporcionar à sociedade brasileira e aos visitantes um panorama da criatividade, inovação, cultura e sustentabilidade do Brasil, o programa 14-BIS irá contribuir para a realização de uma Copa do Mundo dotada de serviços e tecnologias de alta qualidade, alavancando empresas brasileiras no exterior.

Um exemplo é o Laboratório Olímpico, que será a principal referência em ciências do esporte da América Latina. O investimento no espaço, que deve ser inaugurado em 2011, é de R$ 11,5 milhões. O ambiente servirá para o acompanhamento e preparação dos atletas, nos moldes do que já é feito pelas potências esportivas mundiais.

A ideia é produzir e transferir conhecimento aos treinadores e equipes, gerando recursos humanos qualificados para desenvolver o esporte nacional. Para o ano que vem, está previsto ainda o lançamento de um fundo de venture capital diretamente ligado à área de esporte.(Com informações da Finep)

Fonte: Gestão CT

34º Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais

Pierre Rosanvallon lança livro em reunião da Anpocs
O professor Pierre Rosanvallon, professor do Collège de France, lançará o livro Por uma história do político (Alameda Editorial) durante o 34º Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (Anpocs), que será realizado entre 25 e 29 de outubro na cidade mineira de Caxambu.

A edição tem apoio da Anpocs e do Centro Franco-Brasileiro de Documentação Técnica e Científica (Cendotec). Considerado um dos especialistas mais respeitados em história e ciências políticas, Rosanvallon fará a primeira conferência da reunião, intitulada “A democracia no século 21: possibilidades e perigos”.

Rosanvallon criou em 2002 o La République des Idées , grupo de intelectuais que divulga suas ideias por meio da publicação de livros e artigos.

O evento ainda terá outras duas sessões especiais com convidados estrangeiros. Uma delas será com o sociólogo norte-americano Craig Calhoun, professor da Universidade de Nova York. O antropólogo da Universidade Stanford, James Gordon Ferguson, também dos Estados Unidos, dará a conferência “What cames after the social? Toward a New Anthropology of Distribution”.

Entre os destaques do encontro está a sessão especial “A conjuntura política e social”, que será coordenada por Cicero Araújo (Universidade de São Paulo, USP) e contará com a participação de cientistas de diferentes especialidades: André Singer (USP), Antonio Jorge Fonseca Sanches de Almeida (Universidade Federal da Bahia), José Eli da Veiga (USP) e Rubem Barboza Filho (Universidade Federal de Juiz de Fora).

Especialistas brasileiros e ingleses estarão na sessão “Modalidades de financiamento de campanhas eleitorais. O debate nacional no contexto de experiências internacionais”, coordenada por Bruno Wilhelm Speck (Universidade Estadual de Campinas) e com os expositores Bruno Reis (Universidade Federal de Minas Gerais), Kevin Casas-Zamora (Universidade de Oxford) e Quentin Reed (Oxford).

Também estão agendadas sessões com os temas “Horizontes das ciências sociais no Brasil”, “Pós-graduação e política científica nas ciências sociais”, “Drogas e a sociedade contemporânea”, “Estudos políticos sobre os Estados Unidos” e “Imagens e interpretações: a pesquisa social em áreas e situações de conflito e tragédia”.

Haverá uma sessão especial em homenagem ao cientista político Gildo Marçal Brandão, falecido em 15 de fevereiro deste ano. Professor do Departamento de Ciência Política da Universidade São Paulo (USP), Brandão foi secretário adjunto da Anpocs entre 2004 e 2008.

Fonte:Agência FAPESP

Sergipe elabora Política de Desenvolvimento Produtivo

Está em andamento no Estado de Sergipe a elaboração da Política de Desenvolvimento Produtivo (PDP), cujo objetivo é consolidar setores líderes e promissores, incentivando e fortalecendo áreas estratégicas ou estagnadas.

De acordo com o secretário do Desenvolvimento Econômico, da Ciência, Tecnologia e do Turismo, Jorge Santana, o Estado já vem desenvolvendo programas e ações alinhados com a PDP nacional. “Vamos elaborar um documento que irá confirmar e ampliar a parceria existente entre empresas e órgãos governamentais. A nossa PDP vai servir de bússola para os próximos quatro anos”, disse.

Para discutir o tema, a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) realizou na semana passada uma oficina em Sergipe. O papel da ABDI é de orientar a construção, apresentando experiências de outros Estados nesse processo de elaboração da política.

Para o coordenador do núcleo da Rede Nacional de Agentes de Política Industrial (Renapi), Paulo Lacerda, Sergipe é um dos primeiros Estados a elaborar a PDP de acordo com a orientação do governo federal, que incentiva a construção de políticas estaduais de desenvolvimento industrial nos moldes da PDP federal.(Com informações da Sedetec

Fonte:Gestão CT

1ª Jornada de Tecnologia do Piauí – Engenharias e Computação

Jornada de Tecnologia do Piauí começa na quarta-feira
Tem início nesta quarta-feira (20) a 1ª Jornada de Tecnologia do Piauí – Engenharias e Computação. O evento, que segue até a sexta-feira (22), tem como objetivo apresentar oportunidades sobre as possibilidades de transformar o atual cenário tecnológico no qual o Piauí está inserido.

Nesse sentido, o encontro propõe conscientizar a comunidade de educadores, pesquisadores, alunos e interessados, permitindo aos profissionais da área de engenharia e computação o acesso a novos conhecimentos, por meio de palestras e oficinas.

Alguns dos temas a serem debatidos são: empreendedorismo digital; redes de automação industrial; fundamentos de sistemas inteligentes e suas aplicações para a ciência da computação e engenharias; pesquisa e inovação em redes de comunicação; entre outros.

O evento será realizado no Centro de Ensino Unificado de Teresina (Ceut), na Avenida dos Expedicionários, 790.

Fonte: Gestão CT

Facepe: sai o resultado preliminar do Pappe Integração

A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (Facepe) divulgou o resultado preliminar de enquadramento do Edital 17/2010 - Apoio à Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pappe Integração).

Foram selecionadas 79 propostas. As escolhidas já estão habilitadas para a próxima etapa de julgamento. De acordo com a Facepe, os coordenadores das propostas não-enquadradas receberão correspondência eletrônica com a justificativa do desenquadramento e poderão recorrer da decisão até a próxima sexta-feira (22).

Alguns dos projetos classificados são: “Aeronave desportiva leve super flamingo”; “Artefatos digitais de aprendizagem”; “Audiobus”; “Babás - contratação on line”; “CDC - certificação digital de contêiner”; “Clickmarcas”; “Assistente agrícola inteligente da fruticultura, baseado em técnicas de inteligência computacional”; “Bindseed - sistema informatizado para gestão de fruticultura”; entre outros.

Fonte: Gestão CT

3° Prêmio Porto Digital de Jornalismo

Prêmio estimula jornalismo científico em Pernambuco
O Porto Digital, parque tecnológico instalado em Recife (PE), receberá até o dia 3 de novembro as inscrições para a terceira edição do Prêmio Porto Digital de Jornalismo. O objetivo da iniciativa é estimular a produção de reportagens na imprensa pernambucana sobre a contribuição do setor de tecnologia da informação para a economia e para o desenvolvimento social do Estado.

Podem concorrer ao prêmio, profissionais de imprensa com diploma do curso superior de jornalismo, devidamente registrados no Ministério do Trabalho e Emprego, associados ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Pernambuco (SinjoPE) e estudantes de graduação ou recém formados que tenham concluído o curso no período máximo de 24 meses.

A premiação para os profissionais será de R$ 5 mil em cada uma das categorias: impresso, digital, eletrônico televisão e eletrônico rádio. Já os estudantes concorrerão com suas monografias e trabalhos de conclusão de curso e o valor da premiação será de R$ 2,5 mil. Cada participante poderá inscrever até cinco trabalhos, cada um com uma ficha eletrônica de inscrição.

Fonte: Gestão CT

Fapema e Inria: convênio com instituição francesa será assinado este mês

Este mês a Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema) assinará um convênio com o Instituto Nacional de Pesquisa em Informática e Automação (Inria), da França.

O objetivo é lançar um edital de apoio ao desenvolvimento de projetos conjuntos de pesquisas científicas, tecnológicas e de inovação. Serão financiadas atividades de cooperação entre pesquisadores vinculados às instituições sediadas no Maranhão e especialistas do Inria, com atuação em projetos de pesquisa e desenvolvimento (P&D).

“Posteriormente, é possível também o desenvolvimento de projetos de pesquisa em conjunto em que os laboratórios brasileiros serão financiados no Brasil tanto pelas FAPs [Fundações de Amparo à Pesquisa] quanto pelos órgãos de fomento federal. E os laboratórios franceses da mesma forma pelo governo francês”, disse a diretora presidente da Fapema, Rosane Guerra.

Para o coordenador de pós-graduação do curso de engenharia elétrica da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Sebastian Yuri Catunda, o edital representa um avanço no sentido de internacionalização, pois possibilitará o intercâmbio de pesquisadores e alunos que poderão conhecer tecnologias mais avançadas daquele país.(Com informações da Fapema) 

Fonte:Gestão CT

Funcap: selecionadas 48 propostas do edital Bolsa de Apoio Técnico

A Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap) divulgou o resultado do Edital 5/2010 – Bolsa de Apoio Técnico (BAT). Foram aprovadas 48 propostas. As bolsas serão implementadas a partir deste mês.

O edital contempla as seguintes áreas do conhecimento: ciências agronômicas e veterinárias; ciências biológicas e ambientais; ciências exatas e da terra; ciências humanas, linguagem e artes; ciências médicas e da saúde; ciências sociais aplicadas; e engenharia e ciência da computação.

O objetivo é prover pessoal técnico especializado para o desempenho de tarefas de apoio à pesquisa, atendendo a uma demanda da comunidade acadêmica, que relatava a dificuldade em agregar aos seus laboratórios e aos seus grupos de pesquisa profissionais para o desempenho de tarefas e procedimentos técnicos.

Fonte: Gestão CT

Alagoas: Caravana da Ciência acontece durante toda a semana

A Caravana da Ciência, que acontece no Estado de Alagoas, durante toda esta semana, terá na programação três novas atividades. Uma delas é a exposição Ciência em Alagoas, além das oficinas de Quebra-Cabeça Científico e do Carro Foguete de Corrida.

“Estamos instigando o desejo de conhecimento, além de estimular a criatividade por meio da reciclagem”, disse a superintendente da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Lenilda Austrilino.

Também estão previstas atividades relacionadas à popularização da ciência, como sessão de planetário, oficinas científicas e mostra de vídeos científicos. O evento, realizado pela Secti, contemplará as cidades de Igreja Nova, Penedo, Pão de Açúcar, Canindé do São Francisco, em Sergipe, encerrando suas atividades no município de Piranhas.(Com informações da Secti) 

Fonte:Gestão CT

BID: Bahia apresenta melhor programa de APLs do país

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) visitou, de 4 a 8 de outubro, os 11 Arranjos Produtivos Locais (APLs) contemplados pelo programa Progredir. A proposta foi avaliar os 60 planos de atividades voltados para o apoio de ações em mercado, tecnologias e estruturas dos empreendimentos instalados na Bahia.

Na opinião do banco, o Estado apresenta o programa com o estágio mais avançado de apoio aos APLs do país e conta com experiências interessantes. As conclusões da visita servirão de subsídio para iniciativas semelhantes apoiadas em outras partes da América Latina.

Coordenado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia (Secti), com financiamento do banco, o Progredir apoia APLS dos setores de tecnologia da informação; turismo; confecções; transformação plástica; entre outros.(Com informações da Secti)

Fonte: Gestão CT