sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Portal da Inovação

Portal aproxima pesquisadores e empresas
As empresas interessadas em concorrer ao edital de subvenção econômica da Finep, no valor de R$ 500 milhões, têm a disposição um portal com informações de mais de 6,5 mil pesquisadores especialistas nas seis áreas estratégicas contempladas na chamada. Trata-se do Portal da Inovação, coordenado pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).

A ferramenta traz um mapa com informações diversas sobre os pesquisadores do país. A iniciativa possibilita realizar buscas e identificar os resultados por competências, propriedade intelectual, ofertas e demandas tecnológicas.

De acordo com o presidente da ABDI, Reginaldo Arcuri, a proposta é incentivar, gratuitamente, a cooperação tecnológica entre empresas e instituições técnico-científicas. “O portal tornou-se a grande vitrine das empresas e dos profissionais envolvidos com projetos de inovação. Assim, é possível unir as duas pontas, de um lado, o especialista que possui expertise em determinado setor, e do outro, a empresa, que precisa de um profissional específico para coordenar o seu projeto”, avaliou Arcuri.

Informações sobre o portal podem ser obtidas pelo e-mail. (Com informações da ABDI)

Fonte: Gestão CT

Capes: inscrições para doutorado pleno no exterior

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) abriu processo seletivo para a edição 2011 do Programa de Bolsa de Estudos para Doutorado Pleno no Exterior. Os interessados podem se inscrever até 27 de setembro. A iniciativa beneficiará 100 pesquisadores.

Podem participar do concurso pessoas com nacionalidade brasileira e que tenham diploma de nível superior, reconhecido na forma da legislação do Brasil. A duração inicial da bolsa é de, no máximo, 12 meses. A renovação ficará condicionada ao desempenho acadêmico do estudante. A Capes lembra que o período, entretanto, não pode ultrapassar 48 meses, com vigência até o mês da defesa da tese.

Para os candidatos selecionados que já estejam realizando o doutorado no exterior, será deduzido o tempo já cumprido com o curso antes da concessão da bolsa, considerando o início das atividades acadêmicas informadas pela instituição à qual estão vinculados.

O edital 51/2010 foi publicado na quinta-feira (12), no Diário Oficial da União.

Fonte: Gestão CT

CNPq: chamada incentiva a realização de eventos científicos

Edital lançado pelo CNPq apoiará a realização, no Brasil, de eventos científicos como congressos, simpósios, workshops, seminários, ciclos de conferências, de abrangência nacional ou internacional. Interessados podem submeter as propostas até 29 de setembro. A chamada investirá R$ 20 milhões.

Podem participar pesquisadores, professores e especialistas com vínculo empregatício e/ou funcional com instituições de ensino superior (IES), centros e institutos de pesquisa e desenvolvimento públicos e privados ou empresas públicas. São R$ 12 milhões para eventos a serem contratados no segundo semestre de 2010 e R$ 8 milhões para os realizados no primeiro semestre de 2011.

As propostas devem ser encaminhadas exclusivamente pela Plataforma Carlos Chagas, disponível no endereço .

O edital está disponível neste link

Fonte: Gestão CT

IVH - Novo indicador retrata vivências no trabalho, na educação e na saúde

IVH (Índice de Valores Humanos), calculado para o Brasil e as cinco regiões do país, é inédito no mundo e tem escala igual à do IDH

Foi divulgado nesta terça-feira um indicador inédito no mundo, o IVH (Índice de Valores Humanos), que retrata as vivências dos brasileiros nas áreas de saúde, educação e trabalho. Ele faz parte da versão inicial do terceiro caderno do Relatório de Desenvolvimento Humano Brasil 2009/2010.

O IVH indica o grau de respeito a valores nas áreas de saúde, conhecimento e padrão de vida — as mesmas categorias levadas em conta no IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), criado em 1990 e calculado para mais de 180 países. Assim como o indicador divulgado anualmente pelo PNUD, ele varia de 0 a 1 (quanto mais próximo de 1, maior).

“O novo índice busca dar materialidade à discussão sobre a importância dos valores para o desenvolvimento humano”, afirma o coordenador do RDH Brasil 2009/2010, Flávio Comim. “O IDH concentra-se nos resultados. O IVH desloca a atenção para os processos que levam a um pior ou melhor desenvolvimento humano. Os dois índices são complementares”, acrescenta.

Os dados foram coletados em pesquisa feita no início deste ano com parceria do Instituto Paulo Montenegro, ligado ao Ibope, com 2.002 entrevistados em 148 municípios de 24 unidades da Federação. Os valores abordados estão entre os destacados na pesquisa Perfil dos Valores dos Brasileiros, que fez parte do segundo caderno do relatório: respeito, liberdade, reciprocidade e convivência.

A elaboração do IVH partiu do conceito de que os valores são formados a partir das experiências das pessoas — por isso, o índice capta a percepção dos indivíduos sobre situações vivenciadas no dia a dia.

Subíndices
O IVH do Brasil é 0,59, valor que equivale à média dos três subíndices que o compõem. O maior é o ligado a trabalho (chamado IVH-T): 0,79. Isso indica que as pessoas têm mais vivências positivas nessa área do que nas outras duas, segundo Comim.

O IVH-T abrange principalmente questões ligadas a liberdade e reciprocidade. Um IVH próximo de 1 aponta que, no ambiente de trabalho, as pessoas experimentam mais situações positivas (como realização profissional, cooperação entre os colegas, liberdade para expressar opiniões, motivação) do que negativas (frustração, estresse, discriminação, falta de reconhecimento e indignação, por exemplo).

Na dimensão de educação (IVH-E), o índice é 0,54. Ela destaca os valores de convivência e aborda três aspectos. Um deles capta o que os entrevistados acham que a educação escolar deve priorizar: conhecimento para ser uma boa pessoa, um bom cidadão, para ter uma boa vida ou conseguir emprego. Quanto mais respostas indicando os conhecimentos que tendem a gerar mais benefícios públicos (como ser uma boa pessoa e um bom cidadão), maior o IVH-E. Outro aspecto incluído no IVH-E é a avaliação dos entrevistados sobre os estudantes (se têm interesse pelos estudos, respeito aos professores e honestidade, por exemplo). O terceiro é uma avaliação dos professores (semelhante à dos alunos: se respeitam os alunos, se têm interesse pelo alunos, honestidade e liberdade para expressar suas ideias).

O indicador em que o Brasil se sai pior é o de saúde (IVH-S): 0,45. Este subíndice sintetiza a opinião dos entrevistados sobre três aspectos relacionados aos serviços do setor: tempo de espera por atendimento, facilidade de compreensão da linguagem usada pelos profissionais de saúde e interesse que a equipe médica tem pelo paciente.

Os resultados da pesquisa mostram que mais da metade da população (51,1%) julga que a espera por atendimento em serviço de saúde é demorada (não foi feita distinção entre setor público ou privado). Apenas 27,1% acham fácil a compreensão da linguagem dos profissionais do setor, e 30,7% avaliam que eles têm pouco interesse em ajudar os pacientes.

Diferenças
O IVH foi calculado não apenas para o Brasil, mas também para as regiões. Sudeste e Sul, justamente as regiões com maior IDH, lideram o ranking do Índice de Valores Humanos, com 0,62. Em seguida, vêm Centro-Oeste (0,58), Nordeste (0,56) e Norte (0,50).

No IVH-S, a média brasileira é superada por Sudeste (0,51), Centro-Oeste (0,48) e Sul (0,47). O Norte é, novamente, a região com menor valor (0,31), seguido do Nordeste (0,36). Mais de dois terços (66,9%) dos moradores do Norte avaliam, por exemplo, que o tempo de espera por atendimento de saúde é elevado, e quase metade (44,6%) considera que a linguagem dos profissionais da área é muito difícil (44,6%).

Na dimensão educação, as diferenças são um pouco menores, com exceção da região Norte. A média brasileira do IVH-E (0,54) é superada por pouco no Sudeste (0,55) e no Sul (0,55), coincide com a do Centro-Oeste e fica pouco acima da do Nordeste (0,53). No Norte, o valor é 0,47. Nessa região, “a maior parte da população (40,4%) considera que o mais importante a ser ensinado às crianças são conhecimentos para obter um bom emprego”, destaca o relatório.

No IVH-T, o Sul é que se saiu melhor (0,84), seguido do Sudeste (0,80). Nordeste (0,78) e Norte (0,74) não ficam muito longe da média brasileira (0,79). O pior nessa dimensão é o Centro-Oeste (0,68), região em que há mais relatos de vivências no trabalho relacionadas a sofrimento.

Calculado para diferentes grupos de renda e de nível de escolaridade, o IVH contraria a desconfiança de que os mais pobres ou menos escolarizados tendem a ser mais condescendentes. Pelo que sinaliza o índice, há uma tendência, ainda que nem sempre linear, de que as vivências positivas sejam mais frequentes nos grupos com mais renda e educação. “As pessoas mais pobres e com menos educação não indicaram que tudo está bem. Pelo contrário, elas confirmaram a hipótese de que a pobreza e a exclusão impõem penalidades dobradas a elas”, afirma o relatório.

Fonte: PNUD

CNPq: R$ 12,5 milhões no desenvolvimento de tecnologias e inovações para Semiárido Brasileiro

Apoiar projetos com vistas a desenvolver tecnologias e inovações para a conservação e recuperação dos recursos naturais do Semiárido Brasileiro, assim como projetos de difusão de tecnologias que contribuam para o desenvolvimento sustentável da região. Este é o objetivo do edital 35/2010, lançado pelo CNPq. A data limite para a submissão das propostas é 30 de setembro.

O edital contempla as seguintes linhas temáticas: recuperação de áreas degradadas do Semiárido Brasileiro; exploração econômica das potencialidades do Semiárido Brasileiro; difusão de tecnologias para convivência com a seca; e capacitação de educadores e agentes de extensão.

Os investimentos somam R$ 12,5 milhões, dos quais R$ 1,5 milhão oriundos do CT-Hidro (Fundo Setorial) e R$ 11 milhões provenientes da Ação Transversal. O candidato deve possuir o título de doutor e ter seu currículo cadastrado na Plataforma Lattes, além de ter vínculo celetista ou estatutário com a instituição de execução do projeto.

Fonte: Gestão CT

CNPq: R$ 6 milhões para a área de genética clínica

O CNPq está selecionando propostas para apoio às atividades de pesquisa em genética clínica, por meio do edital 57/2010. As inscrições podem ser feitas até 30 de setembro. O objetivo é apoiar projetos que contribuam para o avanço do conhecimento, a geração de produtos e dêem subsídios para a formulação de ações públicas voltadas à genética clínica no Sistema Único de Saúde (SUS).

Os pesquisadores poderão apresentar propostas individualmente ou em parceria com instituição de ensino superior; empresas que desenvolvam projetos inovadores; serviços de saúde; empresas da iniciativa pública ou privada; centros e fundações de pesquisa e desenvolvimento; organização da sociedade civil de interesse público; organizações não governamentais; entre outros.

O edital contempla projetos de pesquisa e desenvolvimento acerca das temáticas deficiência mental; anomalias congênitas; câncer familial; doenças gênicas; erros inatos do metabolismo; e prioridade para atendimento. As propostas aprovadas serão financiadas com recursos da ordem de R$ 6 milhões, oriundos do Fundo Setorial de Saúde.

Fonte: Gestão CT

UK-Brazil Frontiers of Science Symposium.

Fronteiras da ciência
Com o desafio de discutir, sob perspectiva multidisciplinar, importantes questões das fronteiras do conhecimento, cientistas proeminentes do Brasil e do Reino Unido estarão reunidos, a partir do dia 27 de agosto, em Itatiba (SP), para o UK-Brazil Frontiers of Science Symposium.

O evento de quatro dias faz parte do programa Fronteiras da Ciência, uma série de encontros promovidos periodicamente pela Royal Society, em diversos países, com o objetivo de estimular os participantes a refletir sobre os novos rumos de seus campos de atuação, assim como de outras áreas do saber. O simpósio anterior foi realizado em Pequim, China, em novembro de 2009.

Além da Royal Society, participam da organização do evento no Brasil a FAPESP, o British Council, a Academia Brasileira de Ciências (ABC), a Academia Chilena de Ciências (ACC) e a Cooperação Reino Unido-Brasil em Ciência e Inovação.

De acordo com um dos coordenadores da organização do evento, Marcelo Knobel, pró-reitor de graduação e professor do Instituto de Física Gleb Wataghin (IFGW) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), a decisão de realizar o simpósio no Brasil tem um significado especial.

“A Royal Society completa 350 anos em 2010 e está realizando uma série de eventos comemorativos. A escolha do Brasil para sediar uma das principais iniciativas nessa data mostra a importância conquistada pelo país no contexto internacional da ciência”, disse.

Para o simpósio, foram selecionados preferencialmente pesquisadores com menos de 20 anos de doutorado e liderança reconhecida no meio acadêmico. A participação no evento é restrita aos convidados, mas as palestras serão transmitidas integralmente, ao vivo, pela internet.

Os debates se concentrarão em nove temas: “Biocombustíveis”, “Plasticidade cerebral”, “Sistema da Terra profunda”, “Modelagem matemática de populações e doenças”, “Formação e evolução do planeta”, “Mudança climática e desenvolvimento de plantas”, “Emaranhamento quântico”, “Regulação de metabolismo energético” e “Jornalismo científico”.

A Royal Society convocou oito membros brasileiros e oito britânicos para compor o comitê organizador do evento. Depois de um amplo debate, o comitê realizou uma reunião presencial, em Londres, para eleger os temas a serem abordados no simpósio.

Além de Knobel, o comitê de organização é coordenado por Richard Kirby, da Escola de Ciência e Engenharia Marinha da Universidade de Plymouth, no Reino Unido.

“Cada membro indicou três ou quatro temas considerados pertinentes. A partir daí, fizemos uma votação geral. Além dos oito temas escolhidos por esse procedimento, introduzimos um nono, que é o jornalismo científico e a percepção pública da ciência”, disse Knobel.

Com os temas definidos, o comitê organizador selecionou três pesquisadores em cada área, britânicos e brasileiros, para apresentar conferências de 20 minutos cada. Depois de apresentadas as três perspectivas sobre um tema, os convidados terão uma hora para debater.

Além dos 27 palestrantes e dos 16 membros do comitê organizador, foram convidados outros 27 pesquisadores para participar dos debates. “As palestras terão um enfoque geral – já que serão apresentadas a cientistas de outras áreas –, contextualizando os temas. O objetivo é fomentar a discussão, para que cada um possa expandir seus horizontes de pesquisa, refletindo sobre assuntos que normalmente não temos oportunidade de abordar, devido à especialização da ciência”, disse.

Para Knobel, que também é membro da coordenação da área de Física da FAPESP, essa dinâmica é bastante enriquecedora, principalmente quando se leva em conta o perfil dos participantes. “Como são cientistas que ainda têm muito pela frente, esse contato com as grandes questões científicas de todas as áreas tende a gerar parcerias e colaborações internacionais. Essa é a principal finalidade do simpósio”, afirmou.

Sessões de debates
Ao todo, serão 70 participantes: 35 brasileiros e 35 britânicos. “Neste simpósio de 2010, no entanto, teremos também a presença de oito cientistas chilenos com o mesmo perfil, e que atuam nas oito áreas em pauta, convocados pela Academia Chilena de Ciências”, disse Knobel.

Os títulos das nove sessões de debates são: Biofuels: new developments, challenges and limitations, Brain plasticity, Deep Earth system, Mathematical modelling of populations and disease, Planet formation and evolution, Plant development and climate change, Quantum entanglement, Regulation of energy metabolism e Science Journalism and Public Perception on Science.

O evento terá participação de palestrantes brasileiros do Instituto Ludwig, da Unicamp, da Universidade de São Paulo (USP), do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa) e da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Do lado britânico, a programação terá palestrantes da Universidade de Bath, da Universidade de Oxford, da Universidade de Plymouth, da Universidade de Warwick, da Universidade de Bristol, da Universidade de Exeter e do Imperial College de Londres.

Fonte: Fábio de Castro / Agência FAPESP

CNPq: APL é tema de novo edital

O CNPq está selecionando propostas de capacitação, pesquisa e interação tecnológica para o desenvolvimento dos Arranjos Produtivos Locais (APLs). A data limite para a submissão das propostas é 29 de setembro. O objetivo é apoiar projetos que minimizem ou eliminem gargalos dos APLs em âmbito nacional.

Os projetos devem estar enquadrados nos seguintes temas: capacitação; pesquisa tecnológica e inovação; e interação tecnológica entre APLs. O edital prevê investimentos da ordem de R$ 6 milhões, a serem liberados em duas parcelas de R$ 3 milhões, nos exercícios de 2010 e 2011.

Para os temas capacitação e interação tecnológica entre APLs é exigível titulação, no mínimo, de mestre. Já no tema pesquisa tecnológica e inovação, o proponente deve ser, no mínimo, doutor. Para todos eles, exige-se currículo cadastrado na Plataforma Lattes, e vínculo empregatício, celetista ou estatutário, com a instituição de execução do projeto.

O edital está disponível neste link.

Fonte: Gestão CT

Lista de Espécies da Flora do Brasil 2010

Flora brasileira ganha lista
A Lista de Espécies da Flora do Brasil está disponível para acesso pela internet, com informações sobre mais de 40 mil espécies da flora brasileira, divididas em angiospermas, algas, briófitas, pteridófitas, gimnospermas e 3,6 mil fungos.

A lista é resultado do trabalho de cerca de 400 taxonomistas de instituições de pesquisa brasileiros e está inserida nas metas da Convenção sobre a Diversidade Biológica (CDB), que compreende, entre seus compromissos, a implementação da Estratégia Global para a Conservação de Plantas (GSPC).

A GSPC tem o objetivo de facilitar o consenso e a sinergia nos níveis global, nacional, regional e local para impulsionar o conhecimento e a conservação de plantas.

Das 16 metas estabelecidas pela GSPC, a primeira é a elaboração de uma “lista funcional amplamente acessível das espécies conhecidas de plantas de cada país, como um passo para a elaboração de uma lista completa da flora mundial”.

A elaboração da lista foi coordenada pelo Jardim Botânico do Rio de Janeiro, em parceria com o Centro Nacional de Conservação da Flora (CNCFlora). O sistema de informação foi desenvolvido pelo Centro de Referência em Informação Ambiental (Cria).

A intenção é que a lista seja atualizada periodicamente para incluir novas espécies e mudanças taxonômicas.

A estimativa dos organizadores é que a lista seja transformada em livro para ser lançado no 61º Congresso Nacional de Botânica, que ocorrerá de 5 a 10 de setembro, em Manaus.

Fonte: Agência FAPESP

FCM-Unicamp: Doutorado com Bolsa da FAPESP

O Laboratório de Fisiopatologia Renal da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) procura candidato para ingressar no programa de doutorado direto com especial interesse em complicações microvasculares do diabetes mellitus, retinopatia e nefropatia.

A posição, com Bolsa de Doutorado Direto da FAPESP, é para aluno de pós-graduação na área de biologia/bioquímica. A bolsa terá duração de três anos e faz parte do Projeto Temático "Efeito do chá verde, cacau e um doador de óxido nítrico na nefropatia e retinopatia diabética; papel da redução do estresse oxidativo e da inflamação e do aumento do óxido nítrico".

O projeto tem foco em mecanismos de estresse oxidativo e óxido nítrico na patogênese dessas complicações, além de avaliar os possíveis efeitos benéficos do tratamento com polifenóis do chá verde e do cacau nas doenças ocular e renal.

O estudo será conduzido em animais e em cultura de células. Os candidatos interessados devem ter experiência em biologia molecular e cultura de células.

Interessados poderão enviar mensagem com CV anexado ao professor José Butori Lopes de Faria, pelo e-mail , até o dia 30 de agosto de 2010.

Outras vagas de bolsas de pós-doutorado, em diversas áreas do conhecimento, estão no site FAPESP-Oportunidades.

Fonte: Agência FAPESP

Reuni: 230 bolsas de pós-doutorado em 14 universidades federais

A Secretaria de Educação Superior (Sesu) e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) assinaram portaria conjunta disciplinando a concessão de bolsas de pós-graduação, nível pós-doutorado, no âmbito do Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni).

De acordo com o texto, os candidatos às bolsas de pós-doutorado do Reuni deverão desenvolver, durante todo o período de recebimento do benefício, pesquisa acadêmica visando à melhoria e à inovação do ensino de graduação. Além disso, os bolsistas deverão gerar objeto educacional de interesse das instituições federais de ensino superior (Ifes).

As bolsas terão vigência de até 12 meses, sendo permitida a renovação por igual período. As universidades federais deverão enviar à Sesu e à Capes relatórios de acompanhamento da execução do plano de trabalho, onde deverão constar os resultados obtidos. As universidades têm até amanhã (20) para apresentar o plano de trabalho à Capes.

Serão oferecidas 230 bolsas que somam R$ 9,1 milhões em investimentos. As universidades federais contempladas são: do Espírito Santo, de Goiás, de Minas Gerais, do Paraná, do Rio Grande do Norte, do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina, de Roraima, do Triângulo Mineiro, Rural de Pernambuco, de São Paulo, do Amazonas, de Viçosa, e a Fundação Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

A portaria nº 1 está disponível neste link.

Fonte: Gestão CT

Número de doutores cresce mais de 1000% nos últimos 20 anos

Dados divulgados pelo MCT mostram que o número de doutores titulados no Brasil subiu de mil, em 1987, para quase 11 mil, em 2008, crescimento de aproximadamente 1000%, em duas décadas. O balanço revela ainda que a maior alta foi registrada entre os doutores titulados nas instituições públicas federais, com 416%, seguido das instituições particulares, com 396%, e das instituições públicas estaduais, com 170%.

A apresentação foi feita na quarta-feira (11), em Brasília (DF), em evento que contou com a participação do ministro de Ciência e Tecnologia, Sergio Rezende; da presidente do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), Lucia Melo; e do presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Jorge Guimarães.

Mesmo num cenário de crescimento expressivo, Rezende lembrou que o desafio do país é desenvolver mecanismos para estimular a desconcentração regional de mestres e doutores e aumentar a formação pós-graduada em regiões menos desenvolvidas. Também de acordo com ele, é necessário incentivar a formação de pesquisadores nas áreas de engenharia nuclear e espacial, ciências do mar e Amazônia. “O Brasil está formando um percentual relativamente pequeno em vista das nossas necessidades nestas áreas”, destacou.

O balanço faz parte da publicação “Doutores 2010 - Estudos sobre a demografia da base técnico-científica brasileira e Descentralização do Fomento à CT&I no Brasil”, produzida pelo CGEE. O livro, dividido em cinco capítulos, foi lançado recentemente e divulga conhecimentos sobre a formação e emprego dos doutores no Brasil.(Com informações do MCT)

VEJA MAIS SOBRE ESTA PUBLICAÇÃO NO SITE.

Fonte: Gestão CT

INPI: inscrições para mestrado em Propriedade Intelectual terminam hoje

Fecha nesta sexta-feira (20), o período de inscrição para o processo seletivo do mestrado em propriedade intelectual e inovação, que será realizado pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Os interessados devem enviar o formulário até às 16 horas para o e-mail .

O curso é gratuito e aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Serão ofertadas, ao todo, 25 vagas. O edital, assim como a ficha de inscrição, estão disponíveis neste link.(Com informações do INPI)

Fonte: Gestão CT

DF inaugura o Nice - Núcleo de Inovação e Capacitação Empresarial

Foi inaugurado dia18 , o primeiro Núcleo de Inovação e Capacitação Empresarial (Nice) do Distrito Federal. A unidade, instalada em Ceilândia, tem o objetivo de capacitar empresários formais e informais.

Trata-se de uma parceria entre o Centro de Apoio ao Desenvolvimento (CDT), órgão ligado à Universidade de Brasília (UnB); o Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas (Sebrae); com o apoio da Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social (Secis), do MCT. De acordo com informações do CDT, a meta é levar a iniciativa para outras regiões do DF. (Com informações do MCT)

Fonte: Gestão CT

Secti - Alagoas discute parcerias com quilombolas

A Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação (Secti) de Alagoas se reuniu com o Movimento Social Raízes de África para discutir e propor parcerias voltadas para o desenvolvimento sócio tecnológico de comunidades negras e quilombolas do Estado.

O encontro, realizado na quinta-feira (12), contou com a participação de representantes da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal), do Ministério de Promoção à Igualdade Racial (MPIR), entre outras instituições.

“Alagoas tem um papel de destaque na história dos quilombos do Brasil. Essa parceria, com toda certeza, dará um melhor delineamento para as pesquisas”, destacou Walisson Costa, consultor da Secretaria de Políticas de Promoção à Igualdade Racial, (SPPIR), que também participou do evento. (Com informações da Secti) 

Fonte: Gestão CT

Bahia investe em certificação nas redes de fruticultura

O Estado da Bahia tem investido em redes de fruticultura na região do Vale do São Francisco, com vistas a alcançar o mercado externo. Um exemplo são os produtores da Cooperativa Agrícola Juazeiro (CAJ) da Bahia, que receberam serviço de consultoria e certificação de frutas para exportação.

De acordo com o presidente da CAJ, Yoshio Uzumaki, com as certificações, novos produtores conseguem exportar uva para os Estados Unidos e países da Europa que exigem certificações específicas. Em dois anos, a previsão de investimento de recursos para as redes de fruticultura do Vale do São Francisco é de aproximadamente R$ 3 milhões.

Projeto
O secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), Feliciano Monteiro, apresentou, nesta semana, durante reunião de avaliação dos planos de negócios das redes de fruticultura da região do Vale do São Francisco, um projeto estruturante de competitividade da cadeia da fruta.

O proposta prevê a instalação de uma rede de laboratórios de certificação e análise e de um observatório de inovação e mercado. Segundo ele, a iniciativa oferecerá ferramentas para tornar os produtores da região ainda mais competitivos. A iniciativa está em fase de elaboração do termo de referência para o processo de licitação.

Também estão em andamento estudos de viabilização para a instalação de uma unidade de processamento de frutas, em Juazeiro, com o apoio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). “Toda nossa estrutura e equipe estarão à disposição dos projetos que incluam a inovação e a competitividade dos nossos produtores”, destacou a coordenadora regional do Sebrae, Jussara Oliveira.(Com informações da Secti-BA) 

Fonte: Gestão CT

Funcap - Capes: Convênio no valor R$ 30 milhões incentivará a pós-graduação no Ceará

A Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap) assinou, na última terça-feira (17), acordo no valor de R$ 30 milhões para incentivar a pós-graduação no Estado.

O convênio, firmado com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), terá duração de quatro anos e prevê a realização de ações diversas, como cooperação internacional e associações com grupos de pesquisa de excelência. (Com informações da Funcap) 

Fonte: Gestão CT

Facepe: 100 bolsas de mestrado e doutorado

A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (Facepe) divulgou o resultado do edital 8/2010 Concessão de Bolsas de Pós-Graduação Stricto Sensu. No total, foram aprovadas cem bolsas, sendo 60 de mestrado e 40 de doutorado.

As propostas aprovadas englobam as áreas de ciências agrárias, ciências biológicas, ciências da saúde, ciências exatas, ciências humanas e sociais aplicadas, ciências exatas e da terra, e engenharias.

As instituições contempladas são: a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Instituto Materno Infantil de Pernambuco (Imip), e Universidade Católica de Pernambuco (Unicap).

A Facepe irá formalizar a comunicação dos resultados por meio de correspondência e e-mails, que serão enviados para cada coordenador de programa de pós-graduação.

Os coordenadores terão até 6 de setembro para a implementação das bolsas. Passado esse prazo, os benefícios não implementados serão concedidos a projetos ainda não contemplados. A Facepe é uma instituição associada à ABIPTI.

Fonte: Gestão CT

Fundação Certi recebe Prêmio Melhores Práticas de Estágio 2010

A Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi) recebeu dia 18 o Prêmio Melhores Práticas de Estágio 2010, realizado pelo Instituto Euvaldo Lodi de Santa Catarina (IEL/SC). Os dois programas da instituição contemplados foram o Training of Professional (ToP) e o NEO Empresarial.

O objetivo do ToP é qualificar alunos de áreas como engenharia, administração ou economia. Já o NEO é voltado para a capacitação de graduandos de engenharia e oferece atividades desenvolvidas em parceria com grandes empresas brasileiras. Ambas as iniciativas são desenvolvidas em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

A proposta é identificar as necessidades profissionais e, a partir desse panorama, desenvolver e aplicar atividades técnicas, gerenciais e experiências profissionais para os estudantes em diversas áreas. “Procuramos desenvolver nos alunos habilidades humanísticas e gerenciais com o objetivo de formar líderes para atuar em empresas ou criar seu próprio negócio”, disse o diretor executivo da Certi, Antonio Rogerio de Souza. A Certi é uma instituição associada à ABIPTI.(Com informações da Certi)

Fonte: Gestão CT

Embrapa: edital para seleção de empreendedores no Sul do país

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) anunciou que lançará em setembro edital para selecionar ideias empreendedoras no Sul do país. A chamada será realizada pela unidade Suínos e Aves da empresa, em pareria com a Incubadora Tecnológica da Universidade Comunitária Regional de Chapecó (Inctech/Unochapecó). As inscrições podem ser feitas até 30 de novembro.

Serão apoiados empreendimentos oriundos de tecnologias desenvolvidas pela Embrapa e disponibilizados no portal do Programa de Apoio ao Desenvolvimento de Novas Empresas de Base Tecnológica Agropecuária e Transferência de Tecnologia (Proeta).

Serão disponibilizadas quatro vagas, sendo uma para empresa residente na Inctech e as demais para não residentes. As propostas poderão ser apresentadas por pessoas físicas, individualmente ou em grupo. Os projetos devem objetivar o desenvolvimento de produtos, processos ou serviços inovadores, baseados em tecnologias da Embrapa.

Informações sobre a chamada podem ser obtidas pelo e-mail .(Com informações da Embrapa Suínos e Aves) 

Fonte: Gestão CT