terça-feira, 6 de abril de 2010

Cresce acesso à internet no Brasil

Pesquisa aponta crescimento do acesso à internet no Brasil

Os mais recentes dados da Pesquisa TIC Domicílios, divulgados nesta terça-feira (6), apontaram que o uso da internet nos lares brasileiros passou de 20% para 27% entre 2008 e 2009, o que representa um crescimento de 35% no período. O tipo de conexão mais utilizado nos domicílios é a banda larga, presente em 66% das residências com acesso à rede. Apesar de se concentrar nos lares economicamente mais favorecidos, a taxa de crescimento anual mostra que a população com menor renda está usando cada vez mais esse tipo de conexão.

O estudo também apontou crescimento significativo no percentual de acessos à internet nos domicílios em comparação aos centros públicos pagos, mais conhecidos como lanhouses. Pela primeira vez desde 2007, o acesso residencial, com 48% das menções, ficou à frente desses locais, citados por 45% dos respondentes.

Apesar do menor número no total, o papel desempenhado pelos centros de acesso, tanto pagos como gratuitos, continua sendo de extrema importância para a inclusão digital, principalmente na área rural, disse Alexandre Barbosa, gerente do Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (CETIC.br), que conduziu o estudo.

A análise apontou, ainda, que o crescimento do acesso à internet não acompanhou o ritmo recorde das vendas, o que demonstra que o custo desse serviço ainda é elevado. Em 2009, 36% dos domicílios possuíam computador, ante 28% em 2008. Trata-se do maior crescimento registrado nos últimos cinco anos.

O levantamento contemplou, pelo segundo ano consecutivo, a área rural do país, dando continuidade à série histórica de resultados consolidados. A pesquisa está disponível no site www.cetic.br. (Com informações do Ministério do Planejamento)

Fonte: Gestão CT

USP - Aberto processo seletivo para professor doutor

A Universidade de São Paulo abriu processo seletivo para contratação de quatro professores doutores para atuar em regime de dedicação integral à docência e à pesquisa (MS-3), em diferentes campus e departamentos.

Uma vaga é para a Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) no Departamento de Reprodução Animal, na área de Reprodução de Suínos. O processo seletivo envolverá prova pública de arguição, com julgamento do memorial (peso 4), além de prova prática e didática, ambas com peso 3. As inscrições vão até 7 de maio e o salário é de R$ 7.107,77.

Há duas vagas na Escola de Engenharia de Produção de São Carlos da USP. A primeira é para o Departamento de Engenharia de Produção, na área de Conhecimento de Processos de Fabricação. As inscrições vão até 22 de abril.

A outra vaga é para o Departamento de Engenharia de Estruturas, na de Área de Conhecimento Resistência dos materiais e estruturas de concreto. As inscrições se encerram no dia 29 de abril. Para as ambas as vagas, haverá prova didática (peso 4), escrita (2) e julgamento memorial com prova pública de arguição (4).

Há também uma vaga para doutor na Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq), no Departamento de Ciências Florestais, na área de Silvicultura de Espécies Nativas. O julgamento do memorial com prova pública de arguição terá peso 5, além da prova didática e escrita, com pesos 3 e 2, respectivamente. As inscrições vão até 29 de abril.

As inscrições podem ser feitas pessoalmente ou por procuração. Mas há informações específicas para cada edital com locais diferentes para entrega de documentos.

Os editais estão disponíveis em:

* Departamento de Reprodução Animal - Área de Reprodução de Suínos

* Departamento de Engenharia de Produção - Conhecimento Processos de Fabricação

* Departamento de Engenharia de Estruturas

Fonte: Agência FAPESP