segunda-feira, 22 de março de 2010

IAC utiliza softwares para baratear método de seleção de frutas e hortaliças

Vegetal digital
Câmeras, computadores e aparelhos automatizados podem substituir o olhar humano em uma tarefa importante para o mercado agrícola: a seleção de frutas e hortaliças.

Diferentemente do controlador de qualidade humano, o sistema eletrônico não sofre fadiga visual, estresse nem faz julgamentos subjetivos, além de ser rápido. Seus principais pontos negativos estão em seus altos custos.

O Instituto Agronômico de Campinas (IAC) procura minimizar os gastos utilizando programas de computador que permitem acesso ao código fonte. Os softwares livres estão no coração do programa “Uso de imagem digital para seleção e classificação para plantas e hortaliças”, que desenvolveu um sistema específico para triar morangos.

Com um computador, uma câmera digital e o software livre Image J, o estudante de engenharia agrícola da Universidade Estadual de Campinas, Danilo Carlos Silva, orientado pela pesquisadora do IAC, Juliana Sanches, desenvolveu um sistema capaz de medir e analisar imagens das frutas a fim de executar uma seleção automática.

O sistema desenvolvido por Silva utiliza arquitetura aberta, o que permite a inclusão de programas acessórios (plug ins) que podem aumentar a capacidade e as funções executadas pelo programa original. Em 2009, o trabalho rendeu ao estudante o prêmio “Maria Beatriz Perecin” concedido pelo IAC às melhores pesquisas desenvolvidas dentro do instituto.

Mais informações: www.iac.sp.gov.br Fonte: FAPESP