segunda-feira, 21 de setembro de 2009

ERC - Conselho Europeu de Pesquisa lança chamada para bolsas

O Conselho Europeu de Pesquisa (ERC, na sigla em inglês) lançou chamada de propostas para seus dois programas de bolsas em todos os campos de pesquisa: Jovens Pesquisadores Independentes (ERC Starting Grants) e Pesquisadores Avançados (ERC Advanced Grants).

As bolsas para Jovens Pesquisadores Independentes terão teto de 1,5 milhão de euros, para um período de cinco anos. As inscrições estarão abertas até o dia 28 de outubro para ciências físicas e engenharia; até 18 de novembro para ciências da vida; e até 9 de dezembro para ciências sociais e humanas.

As bolsas para Pesquisadores Avançados disponibilizarão um total de até 2,5 milhões de euros, durante cinco anos. As inscrições estarão abertas até 24 de fevereiro de 2010 para ciências físicas e engenharia; até 17 de março de 2010 para ciências da vida; e até 7 de abril de 2010 para ciências sociais e humanas.

O ERC é uma iniciativa europeia de financiamento criada recentemente com o objetivo de apoiar na Europa cientistas, engenheiros e acadêmicos. O conselho é mantido pelo 7º Programa-Quadro Europeu de Pesquisa, com uma dotação de 7,51 bilhões de euros para sete anos (2007-2013).

O objetivo das bolsas para Jovens Pesquisadores Independentes é fornecer efetivo suporte para as carreiras independentes de pesquisadores: de altíssimo nível; de qualquer nacionalidade; estabelecidos em um estado-membro da UE ou país associado, ou pretendendo nele realizar sua atividade de pesquisa; e que estejam formando ou consolidando sua própria equipe ou, em certas áreas, seu programa independente de pesquisa.

Incentivar e apoiar projetos inovadores de pesquisadores experientes, conduzindo-os para os estados-membros da UE e países associados é o objetivo das bolsas para Pesquisadores Avançados.

A excelência científica é o único critério de seleção. Equipes individuais de pesquisa chefiadas por um único pesquisador-líder (PI, de Principal Investigator) recebem o auxílio. As bolsas são concedidas para a instituição anfitriã que contrata o PI.

A instituição anfitriã – uma universidade, um organismo de pesquisa ou uma empresa que realiza pesquisas – garante a independência do PI e proporciona as condições de pesquisa para a condução do projeto e administra a dotação.

As bolsas ERC apoiam projetos conduzidos por equipes individuais lideradas por um único PI de qualquer nacionalidade e, se necessário, incluem membros adicionais da equipe. Essas equipes podem ser nacionais ou transnacionais. O PI não precisa necessariamente estar empregado pela instituição anfitriã no momento em que a proposta é submetida.

Os PIs financiados pelo ERC devem estar fortemente comprometidos com o projeto e dedicar a ele um período significativo de tempo: no caso de uma Starting Grant, pelo menos 50% de suas horas de trabalho e, no caso de uma Advanced Grant, pelo menos 30%.

Fonte: Agência FAPESP