quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

SBPC finaliza banco de dados que reúne acervo dos 60 anos da fundação

No fim do mês de outubro, foi concluída a elaboração do modelo de banco de dados para o cadastro eletrônico dos documentos históricos ao longo dos 60 anos da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

Em texto da SBPC, a atividade desenvolvida na sede da entidade, em SP, pelos estagiários Fábio Albuquerque e Tiago Bertolotti, faz parte do projeto de recuperação, conservação e disponibilização dos diversos suportes que compõem o acervo histórico da entidade, como fotografias, vídeos, fitas de áudio e materiais impressos (anais, programas das reuniões anuais/regionais, cartazes, atas das assembléias, dossiês, entre outros documentos). O banco de dados dispõe do registro de cerca de 1,7 mil fotografias e 73 fitas de vídeo. No início do mês de novembro, foi realizado o trabalho de registro dos documentos impressos, que será desenvolvido durante os próximos meses. Em 2009, o banco de dados estará disponível ao público por meio de um site específico na internet, que poderá ser acessado pelo portal da SBPC www.sbpcnet.org.br.

Os trabalhos estão sendo coordenados pela professora Lisbeth Cordani, membro da diretoria da SBPC, e pela escritora de ciência Fabíola de Oliveira. Os estagiários Fábio Albuquerque e Cibele Monteiro são orientados, respectivamente, por Regina Keiko O. F. Amaro, professora do curso de Biblioteconomia da Universidade de São Paulo (USP), e por Lúcia Elena Thomé, docente do Instituto de Estudos Brasileiros (IEB) também da USP. (Com informações do JC e-mail 3.648, de 25 de novembro)

Fonte: Gestão CT

INT/MCT realiza curso destinado a especialistas em células a combustível

Nos dias 16 a 17 de dezembro, o Instituto Nacional de Tecnologia (INT/MCT) promoverá, no Rio de Janeiro, o curso gratuito destinado a especialistas em células a combustível.


A duração prevista do curso é de 16 horas, com aulas das 8h às 17h. Durante o curso, serão tratados os seguintes tópicos: Mercado e Produção de H2, Células a Combustível; Sistema Internacional de Unidades, Gás Ideal x Gás Real; Segurança de Gases e H2; Cilindros, Conexões e válvulas para gases e H2; Purgas Gasosas; Infra-estrutura para gases e H2; Acidentes com H2; Aspectos normativos e legais; exercícios e dúvidas.

O curso é gratuito, mas as vagas são limitadas. Os interessados devem enviar e-mail aos cuidados de Suzette, com nome, ramal ou telefone para contato, setor onde trabalha e formação profissional.

O evento é organizado pela Divisão de Catálise e Processos Químicos do INT, por intermédio do chefe da área Marco Fraga, contexto do projeto "Levantamentos e Dados para Promover a Estruturação da Rede de Utilização para a Economia do Hidrogênio (UTILH2)", coordenado por Vera Lellis, da Divisão de Informação e Prospecção Tecnológicas/INT.

Mais informações, no site www.int.gov.br. O INT é associado à ABIPTI. (Com informações do INT)

Fonte: Gestão CT

InovaBrasil chega a 5000 postagens

O InovaBrasil, que teve seu início em 07 de julho de 2007, chega hoje a 5.000 postagens.

Agradeçemos a todos os parceiros que liberaram a reprodução das matérias em nosso blog, e aos mais de 1.000 assinantes que solicitaram receber semanalmente o índice das matérias publicadas.

A todos muito obrigado por ajudar a divulgar a Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil e na América Latina, ferramentas fundamentais para o desenvolvimento sustentável e harmoniosos de nossas sociedades.

Aproveitamos o ensejo para desejar a todos um Feliz Natal e Próspero 2009.

Um grande abraço

Rogério Brasil

MCT e Fazenda aumentam em 100% a quota de importação para pesquisa científica e tecnológica

O CNPq divulgou, hoje (1º), que no último dia 27 o ministro da C&T, Sergio Rezende, e o da Fazenda, Guido Mantega, entraram em acordo para para expandir a quota de importação para pesquisa científica e tecnológica. Para isso, foi assinada, pelo ministro da Fazenda uma portaria que amplia para US$ 500 milhões o limite para importação de bens destinados à pesquisa científica e tecnológica neste ano. Esse aumento é de 100% em relação a 2007.

Segundo texto do CNPq, o aumento acompanha a tendência crescente dos recursos do Poder Executivo destinados à pesquisa nos últimos anos.
O CNPq terá que fazer a distribuição da quota às instituições credenciadas junto à agência, de acordo com a Lei 8.010/90. Informações adicionais, no site www.cnpq.br.

Fonte: Gestão CT

Edital do PNADB - Programa Nacional de Apoio e Desenvolvimento da Botânica - é lançado pela Capes

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior do Ministério da Educação (Capes/MEC) deve lançar, em fevereiro de 2009, um novo edital do Programa Nacional de Apoio e Desenvolvimento da Botânica (PNADB). A idéia é utilizar a estrutura de diferentes instituições de ensino superior (IES) para apoiar projetos conjuntos de pesquisa e formar recursos humanos de alta qualificação. O edital foi definido em reunião entre os coordenadores de cursos na área de botânica e o presidente da Capes, Jorge Guimarães, em Brasília.

Segundo informações repassadas ao Gestão C&T online, a proposta do edital é que os projetos se voltem para caracterizar as espécies botânicas, mas sob ótica interdisciplinar. Em texto da Capes, o coordenador da área de Ecologia e Meio Ambiente, Fábio Scarano, explicou que pode haver interação numa área como a taxionomia, que dá nome às plantas, com a área de farmácia; ou que a fisiologia vegetal, que é uma área pilar, com a ecologia para poder prever efeitos de mudanças climáticas e, com isso, conseguir dar características em maior grau de detalhes para as plantas.

O programa propõe estabelecer redes de parceria. Cada proposta deverá ter, no mínimo, duas instituições envolvidas e, no máximo, quatro. O foco é o fortalecimento dos cursos de pós-graduação que estão em fase de consolidação, mas tendo parceiros com conceito quatro ou superior, nas avaliações da Capes, possibilitando a troca de experiências, especialmente entre regiões geograficamente distantes no país. Os projetos terão uma coordenação geral, que deverá ser exercida por um professor/pesquisador, coordenador de cada equipe, pertencente ao quadro da IES, com reconhecida competência na área de aplicação do projeto.

Segundo Scarano, a expectativa do edital é que se promova uma revolução na botânica do país. "O Brasil deve ter, até 2010, uma lista de espécies de plantas do país. O novo edital irá ajudar a concluir essa meta", disse o coordenador Scarano.

Mais informações, no site www.capes.gov.br. (Com informações da Capes)

Fonte: Gestão CT