quinta-feira, 30 de outubro de 2008

AEB promove Jornada Espacial com alunos vencedores da OBA

Nos dias 2 a 7 de novembro, em São José dos Campos (SP), 59 alunos de escolas públicas e particulares de 16 Estados brasileiros participarão da Jornada Espacial, evento de premiação aos primeiros colocados da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), realizada no mês de maio deste ano. Participaram da OBA cerca de 500 mil alunos de todo o Brasil.

Organizada pela Agência Espacial Brasileira (AEB), entidade associada à ABIPTI, e pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB), a OBA tem como objetivo popularizar o ensino de Astronomia e de Astronáutica junto a professores e estudantes de todo o país, além de promover a integração entre a comunidade científica e a estudantil.

Em texto da AEB, Ivette Rodrigues, coordenadora do Programa AEB Escola, responsável pela organização da OBA e da Jornada, disse que o prêmio tem o objetivo de oferecer aos alunos uma “experiência única e estimulante”.

Os participantes da Jornada Espacial vão conhecer de perto um importante pólo do desenvolvimento da tecnologia espacial do país. Eles visitam os órgãos executores como o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o Laboratório de Integração e Testes (LIT) e o Comando-Geral de Tecnologia Aeroespacial (CTA).Informações adicionais, no site www.aeb.gov.br.(Com informações da AEB)

Fonte: Gestão CT

Fundo Amazônia tem instituído Comitê Técnico

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, instituiu, por meio de portaria publicada na edição do dia 23 do Diário Oficial da União, o Comitê Técnico do Fundo Amazônia (CTFA). A instância tem o objetivo de atestar a Emissões de Carbono Oriundas de Desmatamento – ED, calculada pelo Ministério do Meio Ambiente, devendo avaliar: a metodologia de cálculo da área de desmatamento; e a quantidade de carbono por hectare utilizada no cálculo de emissões.

O Serviço Florestal Brasileiro atuará como secretaria executiva do comitê. O grupo será composto pelos seguintes representantes: Alberto Val, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa); Adalberto Veríssimo, do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon); Carlos Afonso Nobre, do Instituto de Pesquisas Espaciais (Inpe); Cristiano Pires Campos, do Centro de Pesquisas da Petrobras; Paulo Roberto de Souza Moutinho, do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam); e Roberto Dell’agnol, da Universidade Federal do Pará (UFPA).

O Inpa e o Inpe são associados à ABIPTI. A íntegra da portaria está disponível neste link.

GT discutirá ações relacionadas à gestão dos serviços de saúde oferecidos aos povos indígenas

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, assinou uma portaria que cria um grupo de trabalho com o objetivo de discutir e apresentar uma proposta de ações e medidas a serem implantadas no âmbito do Ministério da Saúde no que se refere à gestão dos serviços de saúde oferecidos aos povos indígenas. A portaria foi publicada na edição do dia 27 do Diário Oficial da União.

O grupo será coordenado pela Secretaria Executiva do Ministério da Saúde e será composto por representantes do Gabinete da Secretaria de Atenção à Saúde (SAS); do Departamento de Atenção Básica (DAB/SAS); da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS); da Fundação Nacional de Saúde (Funasa); do Departamento de Administração da Funasa; da Fundação Nacional do Índio (Funai); e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A instância também contará com a participação de representantes da comunidade indígena.

A Fiocruz é associada à ABIPTI. A íntegra da portaria está disponível neste link.

Fonte: Gestão CT

MDA lança o Projeto Territórios Digitais

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel, lançou no último dia 22, em Belém (PA), o Projeto Territórios Digitais, concebido pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) para promover a inclusão digital no meio rural brasileiro. O projeto Territórios Digitais faz parte do Programa Territórios da Cidadania. O Territórios Digitais consiste na implantação de Casas Digitais – espaços públicos e gratuitos com acesso a computadores e internet – em assentamentos, escolas agrícolas, comunidades tradicionais, sindicatos e casas familiares rurais.

Este ano, serão lançados os primeiros Territórios da Cidadania. A partir de 2009 e até 2010, a meta do projeto é ter Casas Digitais nos 120 territórios do Programa. O objetivo dos Territórios Digitais é disponibilizar acesso às tecnologias digitais de informação e comunicação para aprimorar os processos de gestão da produção; o controle social das políticas públicas; o acesso à informação; e a formação de rede de troca de experiências.

A conexão das Casas Digitais à internet será feita por meio do Programa Governo Eletrônico Serviço de Atendimento ao Cidadão (Gesac), do Ministério das Comunicações (MC). Cada casa digital será equipada com dez computadores, mobiliário, impressora, webcam e servidor. Elas também terão tecnologia de transmissão de voz pela internet (VoIP), serviço oferecido pelo Gesac que propicia uma alternativa de comunicação a famílias que não possuem linha telefônica.

Implantação
A implantação do projeto é feita em quatro módulos: gestão do laboratório (hardware, espaço e manutenção); inclusão digital (apropriação da cultura digital: navegação, e-mail); informática educativa e educação a distância, promovendo uma rede de conhecimentos rurais em parceria com o projeto do Centro de Difusão de Tecnologia e Conhecimento (CDTC) do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI).

Consultora de Inclusão Digital do Núcleo de Estudos Agrários e Desenvolvimento Rural do Ministério do Desenvolvimento Agrário (NEAD), Rossana Moura, explicou, em texto do MDA, que a capacitação das comunidades será feita em duas etapas, uma presencial e outra a distância. Na fase presencial, a comunidade recebe os equipamentos e aprende a instalá-los, monitorar a antena, usar os programas, a internet, e a fazer a manutenção de rede, hardware e software.

Além do ministro Guilherme Cassel e da governadora Ana Júlia Carepa, participaram do lançamento o coordenador-geral NEAD, Carlos Mário Guedes de Guedes; o diretor de Serviços de Inclusão Digital do Gesac/Ministério das Comunicações, Heliomar Medeiros; o secretário-executivo do Ministério da Cultura, Alfredo Manevy; o secretário de Cultura do Pará, Edilson Moura da Silva; o secretário de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia do Pará, Maurílio de Abreu Monteiro; e representantes da Superintendência Regional do Incra de Marabá. Mais informações, nos site www.mda.gov.br.(Com informações do MDA)

Fonte: Gestão CT

Anprotec seleciona duas empresas para participar do Encontro de Negócios com os membros da Rede Diáspora

Empresas geradas em incubadoras são escolhidas para encontro em Nova York


A Anprotec selecionou duas empresas para participar do Encontro de Negócios com os membros da Rede Diáspora, que ocorrerá entre os dias 30 e 31 deste mês, em Nova York (EUA).

O Encontro, que terá como sede o consulado geral do Brasil na cidade, oferece a experiência de troca de conhecimento e oportunidades de negócios para os participantes.

As empresas escolhidas para fazer parte do evento foram as graduadas GCT Global, atuante nos setores de pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências físicas e naturais, e a ProVitro, que trabalha com melhoramentos genéticos e produção de mudas, especialmente da Amazônia.

Segundo a diretora da ProVitro, Monique Sugeren, o encontro proporcionará uma troca de conhecimento e importante oportunidade para a empresa. “Espero poder apresentar nosso trabalho de clonagem de mudas 'elites' para os membros da rede, e trazer bastante experiência para o Brasil”, afirma.

Brazil Diaspora Network
A rede integra atualmente mais de cem profissionais entre executivos, profissionais seniores, empreendedores, consultores, acadêmicos e outros especialistas, que buscam promover e apoiar o acesso de empresas brasileiras ao mercado externo e fortalecer a imagem do país no cenário empresarial internacional.

Entre as principais atividades da Rede, destacam-se o apoio a start-ups (empresas pequenas de tecnologia caracterizadas por sua agilidade e capacidade de inovação), a partir de serviços de aconselhamento e networking.

Outro importante objetivo da rede é o investmento em negócios brasileiros, em fase de desenvolvimento, principalmente nos setores de software, serviços de TI, energia solar e biotecnologia.

Para conhecer melhor a Rede Brazil Diaspora Network, acesse o site: www.braziloutsourcing.com.br .

TST é parceiro do ensino público no DF

Na semana passada, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) fez uma doação de 500 computadores à rede pública de ensino do Distrito Federal. Durante a cerimônia de doação, realizada na sede da Corte, em Brasília, o secretário de Ciência e Tecnologia, Izalci Lucas, comemorou a iniciativa. “A responsabilidade do trabalho que realiza exige que o TST esteja equipado com a informática de ponta. Ao doar os computadores substituídos às escolas, o Tribunal soma qualidade ao ensino e vida ao DF”, disse o secretário.

Lucas destacou a qualidade das máquinas. “Estes equipamentos são de 2006. Tão novos que nem precisaremos recuperá-los: vão direto para o uso dos alunos”, disse. Ele explicou que, normalmente, os computadores doados precisam, primeiro, ir aos cuidados das escolas técnicas administradas pela Secretaria de Ciência e Tecnologia, onde são recuperados para depois poderem ser dirigidos a seus destinatários.

O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, agradeceu o TST e ressaltou o entendimento que se firma na unidade da Federação sobre a responsabilidade de todos diante da qualidade do ensino. “Esta Corte está dando um grande exemplo ao país. Imagina se todos os tribunais brasileiros dirigissem às escolas públicas equipamentos de informática que não usarão mais”, afirmou.

Já o presidente do TST, Rider Nogueira de Brito, destacou que poder colaborar com a educação pública é uma enorme alegria. “Num certo momento deste país, resolveu-se promover desenvolvimento, sem atrelá-lo à educação. E aí houve o desastre. Parabenizo e agradeço aqui, ao atual GDF, que tem entre seus principais objetivos reverter esta situação”, disse.

Informações sobre as ações do TST podem ser obtidas no site www.tst.gov.br. (Com informações da Secretaria de C&T/DF)

Fonte: Gestão CT

Conama conta com novos integrantes

Por meio de portaria publicada na edição do dia 23 do Diário Oficial da União, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, designou novos membros para integrarem o Conselho Nacional do Meio Ambiente.

A instância conta agora com a participação dos seguintes representantes: João Urbano Cagnin, Fabrizio Pierdomenico e Antonio Mauricio Ferreira Netto, da Secretaria Especial de Portos da Presidência da República; Ivonete Carvalho e Mário Luiz Nonato Canevello, da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República; Jair Sarmento da Silva, do Ministério dos Transportes; Samyra Brolho de Serpa Crespo e Regina Elena Crespo Gualda, do Ministério do Meio Ambiente; e Francisco de Assis de Sousa Lira e André Arantes Luciano, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. A portaria está disponível neste link.

Fonte: Gestão CT

Seminário de Certificação de Produtos na Área de Compatibilidade Eletromagnética

Cientec e Rede Metrológica do RS realizam evento

No dia 18 de novembro, no Hotel Deville, em Porto Alegre (RS) será realizado o Seminário de Certificação de Produtos na Área de Compatibilidade Eletromagnética. A iniciativa é da Fundação de Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (Cientec), entidade associada à ABIPTI, e da Rede Metrológica do RS e da Rede Metrológica do RS. A Finep é uma das apoiadoras do evento.

O evento tem como foco propiciar informações relevantes às empresas e profissionais do setor eletroeletrônico, sobre os processos de certificação dos produtos com relação à compatibilidade eletromagnética e à produção de circuitos impressos para o mercado nacional e internacional.

O evento terá início às 8h e encerra às 18h. Veja a programação completa e outras informações por este link.

Fonte: Gestão CT

3° Encontro Estadual de Empreendedores e Empretecos acontece em João Pessoa no mês de novembro

No próximo dia 8 de novembro, acontecerá, em João Pessoa (PB) o 3° Encontro Estadual de Empreendedores e Empretecos. Para aumentar a participação de empreendedores do interior do Estado, este ano, os escritórios do Sebrae em Monteiro, Sousa e Guarabira estão organizando caravanas para o evento.

As inscrições, limitadas em apenas 200 vagas, podem ser feitas por meio dos telefones (83) 2108-1281 e 2108-1287, ou pelo e-mail .

O evento tem como objetivo destacar a importância de ações voltadas para o desenvolvimento das características empreendedoras, além de atualizar os participantes com as novidades e pensamentos da área, desenvolvendo redes de contatos entre os gerentes de negócios dos mais diversos setores na Paraíba.

A programação do evento acontece das 8h às 17h, com palestras de empresários de sucesso no Estado e no país. Entre elas está a palestra “O sucesso a partir das atitudes: as regras de competências”, ministrada por Tom Coelho.

Também será realizado um painel, onde empretecos (apelido dado aos ex-alunos do curso oferecido pelo Sebrae) debaterão o tema "O Empretec fez a diferença?" e contarão histórias de como o seminário ajudou na evolução de seus negócios.

Empretec
O Empretec é um programa executado pelo Sistema Sebrae, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), dirigido a empresários e futuros empreendedores. O Empretec atua como um agente estimulador de mudanças no comportamento pessoal que refletirão no campo empresarial.

Mais informações, pelo telefone (83) 2108-1215/ 2108-1126, ou pelo e-mail . (Com informações do Sebrae/PB)

Fonte: Gestão CT

CNA realiza eleição no próximo dia 12

Com apenas uma chapa inscrita, no próximo dia 12, serão realizadas as eleições para a diretoria da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), com sede em Brasília. Segundo texto da CNA, apenas uma chapa foi inscrita. A atual vice-presidente da instância, a senadora Kátia Abreu, do Estado do Tocantins, é a candidata para o cargo de presidente.

Como 1º vice-presidente, está inscrito Ágide Meneguette (Paraná). Estão ainda inscritos para os outros cargos de vice-presidente os seguintes nomes: Executivo, Fábio de Salles Meirelles Filho (Minas Gerais); de Secretaria, Pio Guerra Junior (Pernambuco); e de Finanças, Ademar Silva Junior (Mato Grosso do Sul).

O mandato da atual diretoria, comandada pelo presidente Fábio de Salles Meirelles, segue até o dia 12 de dezembro. Veja os inscritos para o Conselho Fiscal por este link.

Fonte: Gestão CT

Fapeal e Fapern divulgam suas atividades realizadas durante a 5ª SNCT

Na última edição deste informativo (nº 777) foi publicada uma compilação de ações das fundações de amparo à pesquisa (FAPs) durante a Semana Nacional de C&T em seus Estados. Na ocasião, foram divulgadas as atividades de 14 Estados dos 22 que possuem suas fundações. A matéria pode ser acessada por este link. Em continuidade à divulgação, mais duas FAPs nos repassaram informações sobre suas atividades nesta importante semana para o Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação.

Em entrevista ao Gestão C&T online, a diretora de Políticas de Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal), Lenilda Austrilino, disse que no Estado, com recursos da Fapeal e a execução da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), foi realizada em cinco municípios a Caravana Itinerante de C&T.

Segundo a diretora, que também coordenou a caravana, os municípios contemplados com as atividades foram escolhidos por serem localidades onde as atividades da Semana de C&T não passaram por lá em anos anteriores e que também são considerados como municípios pólo de cada uma das cinco regiões de Alagoas. São elas: Zona da Mata, região Litoral Norte, Médio São Francisco, Metropolitana e Agreste. Os municípios são: Matriz de Camaragibe, União dos Palmares, Pilar, Teotônio Vilela e Pão de Açúcar.

“A caravana atingiu de 18 a 20 mil pessoas. Esse foi o auge da nossa semana, em cada município tínhamos, em média, cerca de 3 a 4 mil visitantes e o evento virava a grande atração de cada cidade”, conta a coordenadora.

Cada município teve um dia inteiro com atividades da caravana. Ao todo foram cinco dias de atividades, nos dias 20 a 25.

Caravana
Segundo Lenilda Austrilino, compunham as atividades da caravana shows de física, química, astronomia e matemática. Foram realizadas oficinas com temas voltados ao meio ambiente. Outra grande atração foi o planetário inflável onde as crianças, jovens e adultos puderam observar o céu pelo telescópio, assistir apresentação teatral e participar da atividade Constelário, que é quando cada participante pode escolher sua própria constelação.

Foram parceiros na caravana, além da Fapeal e da Secti, a Fundação Teotônio Vilela (ITV), o Centro de Estudos Astronômicos de Alagoas (Ceaal), o Instituto de Metrologia e Qualidade de Alagoas (Inmeq) e a Universidade Federal de Alagoas (Ufal).
A Fapeal é associada à ABIPTI.

Fapern
No Rio Grande do Norte, a Semana Potiguar de C&T 2008 foi realizada pela Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado (Fapern) em parceria com o Centro Federal de Educação Tecnológica RN (Cefet-RN) e a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa).

Segundo texto disponibilizado no site da Fapern, ao todo, mais de 60 instituições realizaram atividades de popularização da C&T, que este ano teve como tema Evolução e Diversidade. O Estado contou com 250 eventos, mais de 600 atividades, com destaque para as cidades de Natal, Mossoró, Currais Novos, Parnamirim, Caicó e Alto Rodrigues, sendo que mais de 30 municípios aderiram à programação. Como parte da iniciativa Escola Vê Ciência, as instituições parceiras abriram suas portas para alunos, professores e público em geral, "numa demonstração de democracia no fazer e divulgar a ciência e a tecnologia desenvolvida nos projetos e pesquisas que visam o crescimento e o desenvolvimento do Estado".

De acordo com a Fapern, mais de 80 títulos que abordam temas sobre ciência e tecnologia estão sendo exibidos nas Escolas públicas e privadas por meio do programa Ver Ciência – Filmes e Documentários, uma versão potiguar do programa nacional Ver Ciência.

A Fapern, por meio da Semana Potiguar, lançou em Natal e em Mossoró, os prêmios Iniciação Científica do Ensino Básico, nas categorias Leopoldo Nelson para o nível fundamental e Augusto Severo para o nível médio, estimulando a pesquisa científica nas escolas; Salão Abraham Palatnik de Artes Visuais, incentivando a utilização de novas técnicas e materiais no segmento das artes; o Mostra Curta Celular, fomentando a reflexão científica e a produção artística através de vídeos gravados originalmente em câmeras de aparelho de telefonia celular e o Prêmio Fapern de Jornalismo, nas categorias jornalismo impresso, jornalismo eletrônico e fotografia, estimulando a produção de matérias e publicações sobre temas de ciência e tecnologia nos diversos meios de comunicação, todos em sua segunda edição, correspondendo a mais de 50 premiações e o equivalente a 60 mil reais em valores atuais.

No Estado as atividades da Semana Potiguar foram coordenadas por Lucina Guerra e desenvolvida pela Fapern. Informações adicionais, por este link. (As informações da Fapern são creditadas ao site da instituição)

Fabiana Santos / Gestão CT

Portaria institui parceria entre o Ministério da Defesa e a Secretaria Especial de Portos

Foi publicada, na edição do dia 27 do Diário Oficial da União, uma portaria que institui uma cooperação técnica e financeira entre o Ministério da Defesa e a Secretaria Especial de Portos para a realização de trabalhos voltados a obras e serviços de engenharia, bem como de pesquisa e desenvolvimento de tecnologias pertinentes.

De acordo com o texto, os trabalhos a serem realizados estarão centrados nos seguintes pressupostos: execução de serviços e obras identificados como emergenciais ou de situação crítica e calamitosa; execução de obras e serviços de engenharia; realização de serviços técnicos de acompanhamento do desenvolvimento físico e financeiro de obras de engenharia; e implementação de ações que objetivem a criação e consolidação de um Centro de Excelência em Engenharia Portuária.

A portaria ainda estabelece que as atividades a serem realizadas deverão observar a dinâmica operacional das seguintes estruturas organizacionais e setoriais: Ministério da Defesa e Secretaria Especial de Portos (órgãos participantes) e Ministério da Defesa, por meio do Departamento de Engenharia e Construção do Comando do Exército, por intermédio dos Grupamentos de Engenharia de Construção ou Batalhões de Engenharia de Construção (órgão delegatório co-executor).

A íntegra da portaria está disponível neste link.

Fonte: Gestão CT

ELO Group prevê crescimento de 500% após sair da Incubadora da Coppe / UFRJ


Com passagem em tempo recorde pela Incubadora, consultoria em gestão de riscos e processos conta com uma carteira de clientes de peso, como Vale e Petrobras

Um dos indicativos de que as metas de uma Incubadora estão sendo alcançadas é a graduação das empresas. Criada por cinco mestres em Engenharia de Produção, a ELO Group originou-se de um spin-off do Grupo de Produção Integrada da COPPE/UFRJ, um dos mais renomados grupos acadêmicos em gestão empresarial do país. Residente na Incubadora de Empresas da Coppe/UFRJ desde março de 2007, a ELO acaba de se graduar após curta passagem pela Incubadora, que pode abrigar empresas por até três anos.

“Depois de um ano e meio, nos sentimos preparados para passar para uma nova etapa, mais independente”, conta Leandro Jesus, um dos sócios da ELO, que ainda ressalta o relacionamento construído com grupos de pesquisa no Brasil, EUA e Europa como um dos principais fatores para este sucesso. Para Regina Faria, gerente da Incubadora de Empresas da Coppe/UFRJ, a ELO é um bom exemplo de que o capital intelectual é capaz de gerar negócios de futuro.

A empresa deixa a Incubadora com um balanço bastante positivo e um futuro promissor. Já no segundo ano de atuação, a ELO espera alcançar um faturamento 500% superior ao ano passado. Hoje, a empresa conta com uma carteira de mais de 30 clientes. Entre as principais empresas que já trabalharam com a ELO, estão Petrobras, Vale, Nossa Caixa, Andrade Gutierrez, Furnas, Souza Cruz, ONS e Prudential.

Instalada em nobre endereço, na região central do Rio, a ELO prevê, até meados de 2009, abrir escritórios em São Paulo e Brasília para melhor atender aos clientes que já conquistou nestes estados. E a perspectiva é crescer ainda mais nos próximos meses. “Desenvolvemos um portal de conteúdo de Governança, Riscos e Compliance, e até o final do ano, iremos lançar nossa tecnologia em Governança e Inteligência de Processos”, conta Leandro.

O foco de atuação da ELO são companhias de médio e grande porte que demandam soluções de gestão customizadas. Os principais segmentos que a empresa desenvolve soluções são: seguros, telecomunicações, finanças, mineração, petróleo e gás, construção, manufatura, varejo, petroquímica, biofármacos, propaganda e mídia, governo. (Assessoria de Comunicação da Coppe/UFRJ)

Fonte: Anprotec

O movimento da energia: uma experiência sensorial

Museu da Energia de São Paulo abrirá nova exposição
A partir de 04/11, o Museu da Energia de São Paulo abrirá uma nova mostra temporária: "O movimento da energia: uma experiência sensorial" fará uso de diversas linguagens que vão estimular os cinco sentidos dos visitantes, ao mesmo tempo em que proporciona a compreensão de fenômenos da física relacionados com a energia.
A nossa proposta para essa exposição é a de tratar de fontes de energia através de atividades desafiadoras e multissensoriais, discutindo a energia e estimulando os sentidos dos visitantes através de sons, cheiros, experiências científicas e poéticas", diz Mirela Araújo, museóloga. A exposição promete estimular a participação ativa e crítica do público.

Sobre o Museu da Energia
O Museu da Energia de São Paulo pertence à Fundação Energia e Saneamento, e é um museu histórico-científico que visa aproximar os conceitos históricos, científicos e educacionais ligados à energia com os processos de transformação urbana do Estado de São Paulo e do Brasil. As exposições procuram voltar os olhares para o cotidiano da sociedade e pensar nas melhores soluções para o desenvolvimento das cidades.

Serviço
De 04 de novembro a 01 de Abril de 2009
Exposição: "O Movimento da Energia: uma experiência sensorial"
Local: Museu da Energia de São Paulo
Al. Cleveland, 601 - Campos Elíseos
Visitação gratuita
De 2ª a 6ª feira, das 10h às 17h
Informações e agendamento para grupos aos sábados e horários
noturnos:(11) 3333-5600 r. 211

Mais informações pelo site

Fonte: FPHESP

FAPESP e o Instituto de Inovação e Transferência de Tecnologia (I²T²) firmam acordo de cooperação

México e Brasil mais próximos
A FAPESP e o Instituto de Inovação e Transferência de Tecnologia (I²T²) do estado de Nuevo León, no México, firmaram nesta quarta-feira (29/10), na sede da Fundação, em São Paulo, um acordo de cooperação científica entre as duas instituições.

O documento foi assinado pelo presidente da FAPESP, Celso Lafer, e pelo diretor-geral do I²T², Jaime Parada. Participaram também da cerimônia o diretor científico da FAPESP, Carlos Henrique de Brito Cruz, o diretor administrativo Joaquim José de Camargo Engler, o conselheiro da Fundação Eduardo Moacyr Krieger, o governador de Nuevo León, José Natividad González Parás, e o cônsul-geral do México em São Paulo, Salvador Jesus Arriola y Darreneche.

Altamente industrializado, Nuevo León tem um índice de desenvolvimento humano maior do que o de qualquer país da América Latina. A capital, Monterrey, é uma das maiores cidades do país, com 4 milhões de habitantes e sedia diversas empresas de grande porte.

O acordo tem o objetivo de desenvolver ações que resultem em projetos conjuntos de alto nível científico em todas as áreas do conhecimento. A cooperação deverá consistir na promoção de parcerias de pesquisa entre cientistas e engenheiros de Nuevo León e São Paulo e o intercâmbio de pesquisadores e estudantes.

O texto prevê também a realização de visitas de intercâmbio científico, oficinas e seminários bilaterais em ambos os países, além da troca de conhecimento em práticas de administração de parques científicos e tecnológicos e no registro e licenciamento de patentes em instituições acadêmicas e sua transferência para o mercado.

O possível funcionamento das parcerias também é indicado pelo documento. As propostas serão apresentadas pelos pesquisadores de cada país às suas respectivas organizações. Cada uma delas analisará as propostas segundo seus próprios critérios e normas e, depois da validação de cada uma delas, FAPESP e I²T² decidirão conjuntamente os projetos que serão apoiados.

Segundo Lafer, o acordo tem um significado especial por envolver dois dos países mais importantes na América Latina. “Esse acordo dá seqüência às diversas ações da FAPESP no sentido de estimular a internacionalização e a formação de redes internacionais de cooperação científica. Tenho certeza de que ele trará densidade às atividades colaborativas entre pesquisadores dos dois países”, disse.

Parás destacou que o acordo terá um papel estratégico na aproximação entre México e Brasil, países que, juntos, possuem dois terços do Produto Interno Bruto da América Latina. “O ato de aproximar as duas nações e vincular suas economias passa, necessariamente, pela academia e pela incorporação da cultura do conhecimento. A formação de capital humano e o aprimoramento da competitividade são aspectos fundamentais para isso. O acordo fortalecerá a interação dos dois países nesse sentido”, disse.

Segundo o governador, o acordo é apenas o início de um processo de aproximação mais amplo e profundo. “Temos encontrado no campo do conhecimento a melhor forma de nos aproximar das regiões vizinhas. Por isso, acreditamos que o acordo é altamente promissor”, afirmou.

Brito Cruz destacou que o estreitamento das relações internacionais faz parte da vocação da FAPESP. “Temos assinado uma série de acordos internacionais com diversos países, mas, paradoxalmente, ainda temos poucos laços com nações latino-americanas. Uma conjunção muito singular de interesses e capacidades comuns nos permitiu esse acordo com um estado mexicano que tem uma extraordinária capacidade científica e tecnológica”, afirmou.

Parada lembrou que a FAPESP e o I²T² têm objetivos semelhantes e que um dos pontos fortes do acordo será o intercâmbio mútuo de melhores práticas em fomento à pesquisa, transferência de tecnologia e registro de patentes.

“Uma prova desse paralelismo é que estamos implantando em Nuevo León, a exemplo da FAPESP, um sistema de repasse de uma porcentagem do orçamento do estado diretamente para o instituto. A decisão visionária, tomada pelo governo paulista na década de 1960, foi uma dessas boas práticas que, atualmente, nos colocam em uma rota paralela”, afirmou.

Mais informações sobre o I²T² pelo site: www.nl.gob.mx/?P=i2t2

Fonte: Fábio de Castro / Agência FAPESP

Consolidadas as normas de Reserva Técnica da FAPESP

A FAPESP anuncia a consolidação e atualização das Normas de Reserva Técnica para Auxílios e Bolsas. A consolidação foi proposta pela Diretoria Científica ao Conselho Técnico-Administrativo da Fundação e aprovada em reunião de 6 de agosto de 2008.

As modalidades de Reserva Técnica são: 1) Reserva Técnica de Bolsas;
2) Reserva Técnica de Auxílios (incluindo Benefícios Complementares, Parcela para Infra-Estrutura Direta do Projeto de Pesquisa e Parcela para Infra-Estrutura Institucional de Pesquisa); e
3) Reserva Técnica para Conectividade à Rede ANSP.

As principais alterações nas normas são:
1) Termina o contingenciamento de recursos da Parcela para Infra-Estrutura Direta do Projeto de Pesquisa que vinham sendo destinados para a Reserva Técnica de importação;

2) Cria-se a Reserva Técnica para Bolsas de PD, no valor de R$ 8.114,58 por ano, destinada a apoiar atividades desenvolvidas pelo bolsista estritamente relacionadas com o projeto de pesquisa da bolsa, no período de vigência da mesma, incluindo-se a participação em eventos científicos;

3) Os Benefícios Complementares passam a ser um dos itens da Reserva Técnica de Auxílios (incluindo Auxílios Regulares a Pesquisa, Temáticos, Jovens Pesquisadores, Pesquisa em Políticas Públicas e Ensino Público);

4) Passa a haver Reserva Técnica (incluindo Benefícios Complementares) para Auxílios dos programas Pesquisa em Políticas Públicas e Ensino Público.

5) Simplificam-se as normas para Prestação de Contas de Reserva Técnica de Bolsas, devendo a mesma ser acadêmica e o bolsista guardar os comprovantes por dois anos, pois poderão ser solicitados.

As Normas de Reserva Técnica atualizadas e consolidadas valem automaticamente para Auxílios e Bolsas contratados a partir de 3 de novembro, havendo necessidade de adaptação de algumas rotinas operacionais durante os primeiros meses.

Para Auxílios e Bolsas em vigência haverá um regime de transição especificado no item 5 das Normas.

Mais informações: www.fapesp.br/rt