terça-feira, 30 de setembro de 2008

Uso da Escória de Aciaria gerada na ArcelorMittal Tubarão na pavimentação rodoviária

No próximo dia 7 de outubro, será realizado o seminário "Uso da Escória de Aciaria gerada na ArcelorMittal Tubarão na pavimentação rodoviária", apresentando os resultados técnicos auferidos pelo IPR - Instituto de Pesquisas Rodoviárias.



Serviço
Local: Auditório da FINDES - Federação das Indústrias do Espírito Santo - Av. Nossa Senhora da Penha, 2053, 9ºandar
Horário: das 8:00 às 14:00 hs.
Reservas pelo telefone (27) 3324 5854

Fonte: Kaeme Consultoria

A retórica de Rousseau e outros ensaios

A coerência de Rousseau
No início da década de 1970, o filósofo Bento Prado Jr. (1937-2007) escreveu um longo ensaio no qual propunha uma interpretação original sobre a obra do pensador suíço Jean-Jacques Rousseau (1712-1778). O texto, que permaneceu inédito por mais de três décadas, chega agora ao público com o lançamento de A retórica de Rousseau e outros ensaios.

O livro resgata o texto inédito e outros oito publicados anteriormente em revistas acadêmicas. O lançamento será nesta terça-feira (30/9), às 19 horas, em São Paulo. O evento incluirá uma mesa-redonda com Franklin de Mattos, organizador do livro, Paulo Arantes e Ruy Fausto, todos professores do Departamento de Filosofia da Universidade de São Paulo (USP).

De acordo com Mattos, a importância da obra reside em identificar, em uma análise notavelmente original, uma unidade na obra do filósofo suíço. “Para Bento Prado, a unidade do pensamento de Rousseau é dada pela teoria da linguagem, que foi exposta em seu texto sobre a origem das línguas. Esse texto, que não foi publicado em vida pelo suíço, é até hoje visto pela maioria dos comentadores como uma obra menor”, disse Mattos.

Bento Prado Jr. mostra, segundo Mattos, que todo o pensamento de Rousseau é unificado por sua concepção retórica da linguagem. Ela permite compreender a coerência do filósofo europeu como autor de uma teoria política, escritor de teatro, romancista.

“Em sua concepção retórica da linguagem, Rousseau defende que a língua não existe para que possamos comunicar nossas idéias. Ela foi inventada para que possamos comover o outro”, disse Mattos.

Para Bento Prado Jr., a subjetividade se distingue, em Rousseau, pela expressão do sentimento. Para uma das principais figuras do Iluminismo, a comunicação verdadeira entre os sujeitos só se daria pela fala inspirada por sentimentos desinteressados, e não quando regida pela necessidade material, passível de cálculo.

“Enquanto os filósofos da época achavam que a linguagem expressava nossas necessidades físicas, ele dizia que ela expressava nossas paixões. Essa concepção retórica da linguagem, no fundo, é uma concepção política da linguagem, porque implica o outro”, afirmou.

Segundo Mattos, Bento Prado Jr. descobre no pensador suíço uma estratégia retórica que pressupõe a linguagem como parte de uma situação concreta na qual existe um reconhecimento mútuo entre aquele que fala e aqueles para quem se fala.

A comunicação intersubjetiva, segundo a interpretação de Bento Prado Jr., encontra um campo privilegiado na escrita literária. Por isso os escritos de Rousseau teriam transitado por diversos gêneros: a autobiografia filosófica em Confissões, a teoria política em Do contrato social, o ensaio pedagógico romanceado em Emílio ou o romance em A Nova Heloísa.

Para Mattos, o livro também tem o mérito de incluir, de forma subjacente, uma reflexão sobre a época em que foi escrito. “Um aspecto interessante é que ele consegue harmonizar dois paradigmas excludentes da década de 1960: lingüística e política. Ao abordar esses dois temas, colocando-os de certa forma em um mesmo plano, Bento Prado Jr. remete à década de 1960 naquilo que ela teve de mais duradouro”, destacou.

Impacto internacional
Segundo Mattos, o texto inédito se tornou uma espécie de lenda entre amigos e seguidores de Bento Prado Jr. O autor manifestou em várias ocasiões o desejo de publicá-lo. “Não sei dizer por que ele nunca foi impresso, sendo tão importante e original. Conversamos a respeito um pouco antes de sua morte e ele manifestou o desejo de publicar”, afirmou.

Mattos discorda que Bento Prado Jr. não dava importância à publicação de livros. “Alguns acham que ele era um tipo socrático, que privilegiava as formas de comunicação oral em detrimento da escrita. Isso é uma grande bobagem. A quantidade de textos que publicou é imensa”, afirmou.

O organizador do novo livro ressalta que o ensaio A retórica de Rousseau, escrito originalmente em francês, tem potencial para atravessar fronteiras. Os textos de Bento Prado Jr. sobre a filosofia de Henri Bergson (1859-1941), segundo ele, foram traduzidos para o francês em 2002 e se tornaram referência para os estudiosos de Bergson na Europa.

“A obra sobre Bergson também demorou cerca de 20 anos para ser publicada e se tornou referência internacional. Sem dúvida o livro sobre Rousseau poderá seguir o mesmo caminho. Na orelha, o presidente da Sociedade Rousseau de Genebra, Alain Grosrichard, já indica isso ao enaltecer a grande originalidade da interpretação de Bento Prado Jr.”, afirmou.

Para Mattos, o livro dá uma amostra da lacuna deixada na filosofia brasileira pela morte do autor, em 2007. Bento Prado Jr. participou nas bancas de doutorado, titularidade e livre-docência de Mattos na USP.

“Infelizmente não tive a oportunidade de ser aluno dele, pois quando entrei na faculdade, em 1969, ele foi aposentado compulsoriamente pelo Ato Institucional 5 e se exilou até 1974. Era um homem finíssimo, dono de um grande e irônico senso de humor. Faz muita falta para nós e para a filosofia”, disse.

Mais informações: www.cosacnaify.com.br/noticias/bento_rousseau.asp

Fonte: Fábio de Castro/ Agência FAPESP

Proext MEC/Cultura 2008 tem edital lançado

A Secretaria de Políticas Culturais do Ministério da Cultura lançou edital com o objetivo de convocar instituições públicas de ensino superior a apresentarem projetos de extensão em temas relacionados à Política Nacional de Cultura, no âmbito do Proext MEC/Cultura 2008. O prazo para submissão de propostas é o dia 10 de novembro.

Serão aplicados recursos financeiros, não reembolsáveis, no montante de até R$ 3 milhões, provenientes do Fundo Nacional de Cultura, que serão geridos pela Universidade Federal de São João Del-Rei.

Os projetos devem se enquadrar em um dos temas a seguir: Memória Social; Economia da Cultura e Empreendimentos Culturais Autogestionários; Leitura e Cidadania; Inovação de Linguagem.

Não há limite de propostas por instituição. O Proext MEC/Cultura 2008 terá vigência até 31 de dezembro de 2009. Veja a íntegra do edital por este link.

Fonte: Gestão CT

Lei do Estágio é sancionada

Sancionada lei que dispõe sobre o estágio de estudantes
O presidente Lula acaba de sancionar a Lei nº 11.788 de 2008. A legislação, que dispõe sobre o estágio para estudantes, foi publicada na edição do dia 26 do Diário Oficial da União. Entre outros pontos, o texto estabelece que a jornada de atividade em estágio será definida em comum acordo entre a instituição de ensino, a parte concedente e o aluno estagiário ou seu representante legal.

De acordo com a lei, a jornada do estagiário não poderá ultrapassar: quatro horas diárias e 20 horas semanais, no caso de estudantes de educação especial e dos anos finais do ensino fundamental, na modalidade profissional de educação de jovens e adultos; seis horas diárias e 30 horas semanais, no caso de estudantes do ensino superior, da educação profissional de nível médio e do ensino médio regular.

O texto ainda determina que o estágio relativo a cursos que alternam teoria e prática, nos períodos em que não estão programadas aulas presenciais, poderá ter jornada de até 40 horas semanais, desde que isso esteja previsto no projeto pedagógico do curso e da instituição de ensino. Se a instituição de ensino adotar verificações de aprendizagem periódicas ou finais, nos períodos de avaliação, a carga horária do estágio será reduzida pelo menos à metade, segundo estipulado no termo de compromisso, para garantir o bom desempenho do estudante.

A lei define que o estágio é ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido no ambiente de trabalho, que visa à preparação para o trabalho produtivo de educandos que estejam freqüentando o ensino regular em instituições de educação superior, de educação profissional, de ensino médio, da educação especial e dos anos finais do ensino fundamental, na modalidade profissional da educação de jovens e adultos.

O texto altera a redação do artigo 428 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943 e a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece e bases da educação nacional. A íntegra da lei está disponível neste link.

Fonte: Gestão CT

Daad anuncia 30 bolsas no Centro Alemão Aeroespacial - DLR

O Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (Daad, na sigla em alemão) e o Centro Alemão Aeroespacial (DLR) lançaram um novo programa de bolsas para doutorandos, pós-doutorandos e cientistas seniores estrangeiros.

O programa DLR-Daad-Research Fellowships disponibiliza bolsas para estadas de curto e longo prazo em um dos 13 institutos do DLR na Alemanha.

O edital oferece cerca de 30 oportunidades. O prazo para inscrições será encerrado no dia 30 de novembro. Algumas vagas são especialmente reservadas para candidatos de países com longa tradição de parceria com o DLR, entre os quais o Brasil.

O DLR dedica-se a trabalhos de pesquisa e desenvolvimento nas áreas da aeronáutica, pesquisas espaciais, transportes e energia. Como agência espacial da Alemanha, cabe ao DLR o planejamento e a implementação do programa espacial alemão. O Daad é a maior organização de intercâmbio acadêmico e científico do mundo, com orçamento de 280 milhões de euros e 56 mil fomentados (alemães e estrangeiros) anualmente.

Os candidatos brasileiros deverão possuir excelentes conhecimentos de inglês. Levarão vantagem aqueles que também dominam o alemão. Para o doutorado, terão prioridade os candidatos com até 32 anos. Os candidatos a pós-doutorado não devem ter concluído seu doutorado há mais de dois anos.

Para cientistas seniores, os requisitos serão sempre definidos conforme cada vaga. Candidatos da área médica deverão ser formados e ter no mínimo sete anos de estudo e prática.

Mais informações: www.daad.org.br

Fonte: Agência FAPESP

CNPq lança edital para pesquisas na Amazônia Ocidental

R$ 14,3 milhões para Amazônia Ocidental
O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) lançou edital que destinará R$ 14,3 milhões, oriundos do Fundo Setorial CT-Amazônia, para o financiamento de pesquisas na Amazônia Ocidental.

A chamada compreenderá estudos desenvolvidos nos estados do Amazonas, Acre, Rondônia e Roraima, sendo que os recursos são destinados ao financiamento de pesquisa científica, tecnológica e de inovação em qualquer área do conhecimento.

O CNPq espera que a ação amplie as atividades dos centros de pesquisa da região, incremente a produtividade em publicações especializadas e estimule a formação de recursos humanos com o envolvimento de estudantes de graduação e pós-graduação nos trabalhos.

Poderão participar pesquisadores que tenham vínculo empregatício com instituições de ensino superior, centros e institutos de pesquisa e desenvolvimento públicos e privados, sem fins lucrativos, e empresas públicas, sediados na Amazônia Ocidental.

As propostas devem ser encaminhadas até 16 de outubro sob a forma de projeto ao CNPq. O coordenador do projeto deve possuir título de doutor, ter currículo cadastrado na Plataforma Lattes e ter produção científica ou tecnológica relevante na área do projeto.

Mais informações: www.cnpq.br/editais/ct/2008/055.htm

Fonte: Agência FAPESP

Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas bate recorde de inscritos

Com um número recorde de participantes, composto por 774 congressistas de todo o país, o 18º Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas foi realizado, de 23 a 26 de setembro, em Aracaju (SE). “A 18ª edição do seminário nos surpreendeu de forma positiva. Durante esta semana, Aracaju se transformou na capital da ciência, tecnologia e inovação”, destacou o presidente da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), Ari Plonsky.

Durante a abertura do evento, o governador de Sergipe, Marcelo Déda, destacou a retomada dos investimentos em C&T no Estado. Ele relembrou que, em 2006, a Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação de Sergipe (Fapitec) contou com apenas R$ 6 mil em recursos.

“No ano seguinte, já conseguimos colocar um valor de R$ 1,2 milhão. Em 2008, alcançamos os R$ 2,6 milhões para serem aplicados na fundação”, disse. Déda também ressaltou que o governo do Estado está investindo na recuperação do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de Sergipe (ITPS), que completou 85 anos de existência. “A partir desse investimento, duplicamos o número de análises realizadas e fornecidas às empresas que demandam os trabalhos do ITPS”, ressaltou.

Outro fato destacado pelo governador foi o de que, pela primeira vez na história, o Fundo de Desenvolvimento Científico e Tecnológico de Sergipe receberá um volume superior ao 0,5% de ICMS estabelecido pela Constituição do Estado. “Hoje, R$ 5,5 milhões são investidos no fundo”, afirmou. Ele ainda lembrou que recentemente 263 bolsas de mestrado e doutorado foram concedidas pela Fapitec e pelo Banco do Nordeste, com a interveniência da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec).

“Já se pode ver o aumento do número de patentes, de artigos científicos, de doutores e pós-doutores que se incorporam nas universidades brasileiras. Hoje, já começam a ganhar importância os investimentos do governo na área de tecnologia e inovação. Também é indiscutível que os novos paradigmas e marcos legais recentemente aprovados abrem um novo horizonte para essa área”, disse.

Também durante a abertura do evento, o secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do MCT, Guilherme Henrique Pereira, falou sobre o interesse do ministério em ampliar os projetos junto à Sedetec. “Estamos ajudando a secretaria no sentido de viabilizar recursos para o parque tecnológico. Agora, vamos articular para que outros programas sejam trazidos”, afirmou.

Já o deputado federal e presidente da Subcomissão de Ciência, Tecnologia e Informática da Câmara dos Deputados, Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), destacou a importância de o seminário ter sido realizado em Sergipe. “Dois pontos merecem destaque por este evento estar acontecendo aqui. Primeiro porque Sergipe tem um governador empreendedor, inovador, que exerce uma liderança política no cenário nacional. Segundo porque o país vive uma redução das desigualdades regionais, onde ciência, tecnologia e inovação não estão restritas apenas ao eixo do Sudeste”, ressaltou. A Anprotec e o ITPS são instituições associadas à ABIPTI.

Mais informações: www.anprotec.org.br.

Fonte: Gestão CT

12º Encontro Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído

Disseminar a produção científica e debater políticas e problemas relacionados ao hábitat estão entre os objetivos do 12º Encontro Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído (Entac 2008).

O evento bianual da Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído (Antac) será realizado de 7 a 10 de outubro, em Fortaleza. Entre os temas que serão abordados estão eficiência energética, gestão e economia, durabilidade da construção, automação predial e gestão de resíduos.
Jean Luc Chevalier, do Centro Científico e Técnico da Construção (França), Andreas Wagner, da Universidade de Karlsruhe (Alemanha), e Iris Tommelein, da Universidade da Califórnia em Berkeley (Estados Unidos), são alguns dos palestrantes convidados.

O encontro terá programação especial sobre avaliação pós-ocupação, com mesa-redonda e participação de pesquisadores que trabalham nesse campo em universidades brasileiras.

Nos primeiros dias do evento serão realizadas reuniões de trabalho de redes de pesquisa financiadas pela Financiadora de Estudos e Projetos no âmbito do Programa de Tecnologia de Habitação (Habitare).

A programação inclui ainda encontros dos grupos de trabalho da Antac, distribuídos nas áreas de conforto ambiental e eficiência energética, durabilidade, sistemas prediais, argamassa, desenvolvimento sustentável, resíduos e gestão e economia da construção.

Mais informações: www.antac.org.br/entac2008, pelo e-mail ou (51) 3308-4084.

Fonte: Agência FAPESP

Rede de Pesquisa em Malária é discutida pelas FAPs

FAPs se reúnem para debater Rede de Pesquisa em Malária
No dia 3, as fundações de amparo à pesquisa dos Estados do Amazonas (Fapeam), do Pará (Fapespa), do Maranhão (Fapema), de Minas Gerais (Fapemig) e de São Paulo (Fapespa) se reunirão para firmar um termo de compromisso que prevê a criação da Rede de Malária. As discussões sobre a iniciativa serão feitas durante um seminário, que será realizado em Belo Horizonte (MG), um dia após a reunião técnica do Conselho Nacional das Fundações de Amparo à Pesquisa (Confap), que acontecerá na capital mineira.

Durante o seminário, serão acertados os últimos detalhes para a assinatura do termo de cooperação entre as fundações. “Depois disso, vamos lançar um edital simultâneo nos cinco estados para selecionarmos os trabalhos que constituirão a rede”, afirma o presidente da Fapeam e do Confap, Odenildo Sena. Cada FAP conveniada vai indicar dois pesquisadores para integrar a rede.

As primeiras pesquisas realizadas no âmbito da rede deverão conta com investimentos de R$ 15 milhões. Cada FAP deverá aportar R$ 1,5 milhão e os seus dirigentes buscam, junto ao governo federal, mais R$ 7,5 milhões. “Na próxima quarta-feira teremos uma reunião com o presidente do CNPq, Marco Antonio Zago, para acertarmos essa parceria, e na sexta-feira já teremos uma resposta sobre os investimentos federais”, informa Sena.

Os presidentes também deverão discutir a rede no dia 2 com representantes do Ministério da Saúde. A idéia é que o ministério possa contribuir para o fortalecimento da rede. A iniciativa da rede para pesquisar a malária partiu da Fapeam e foi “comprada” pelas fundações dos demais Estados. A rede será apresentada no dia 3, durante o seminário, como um novo modelo de parceria que pode ser seguido pelas FAPs. “Até agora, as parcerias têm sido feitas entre as fundações de amparo à pesquisa e os órgãos de fomento do governo federal. Nós vamos propor a ampliação das parcerias entre as FAPs”, afirma Sena.

Informações sobre as ações do Confap podem ser obtidas pelo telefone (61) 3039-9448. A Fapespa, Fapema, a Fapeam e Fapemig são associadas à ABIPTI.(Com informações da Fapeam)

Fonte: Gestão CT

Prêmio Professor Samuel Benchimol 2008 divulga os vencedores

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) divulgou, nesta segunda-feira (29), os projetos e personalidade agraciados com o Prêmio Professor Samuel Benchimol 2008.

Confira os projetos agraciados:

Categoria Ambiental - 1º Colocado
Candidato(s): Ederson Augusto Zanetti / Marcelo de Castro Souza
Instituição: Associação dos Produtores Rurais do Vale do XV - APRUVXV
Cidade: Guaratã do Norte - MT
Título do Projeto: Proposta de criação do Serviço de Carbono Rural da Amazônia - SNCRA

Categoria Econômica - Tecnológica - 1º Colocado
Candidato(s):Carmelita de Fátima Amaral Ribeiro / Kil Jin Park /Miriam Dupas Hubinger
Instituição:Faculdade de Engenharia Agrícola - UNICAMP
Cidade: Campinas -SP
Título do Projeto: Desidratação osmótica e defumação líquida para a obtenção de Piraiba seca com melhor qualidade sensorial.

Categoria Social - 1º Colocado
Candidato: Ecio Rodrigues
Instituição: Universidade Federal do Acre
Cidade: Rio Branco -AC
Título do Projeto: Extrativistas e Área Protegida do Acre.

Categoria Personalidades - 1º Colocado
Candidato: Armando Dias Mendes
Instituição: UFPA
Cidade: Belém -PA

Veja a lista completa dos vencedores, com os segundos e terceiros colocados em cada categoria por este link.

Prêmio
O prêmio é uma iniciativa do governo Federal, instituído em 2004, pelo MDIC e pela Confederação Nacionais da Indústria (CNI), em parceria com a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), o Banco da Amazônia e as Federações de Indústrias da Região Amazônica.

O objetivo principal do Prêmio é a identificação de projetos que promovam o desenvolvimento sustentável da Região Amazônica. Os participantes concorreram a prêmios de até 65 mil reais.

O julgamento das 162 propostas apresentadas aconteceu na manhã do dia 25, na sala de reuniões do ministério.

Fonte: Gestão CT

CNPq lança editais em parceria com o MDS e o MEC

O CNPq lançou no dia 26, um edital fruto de parceria entre o MCT e o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). As inscrições podem ser feitas até o dia 10 de novembro.

O Edital Josué de Castro: Promoção de Segurança Alimentar e Nutricional em Territórios - MCT/MDS/CNPq Nº 038/2008 - vai selecionar propostas para apoio a projetos multidisciplinares que desenvolvam diagnósticos e planejamentos territoriais por meio de ações de extensão universitária, visando a promoção de segurança alimentar e desenvolvimento local em territórios prioritários no âmbito do Consórcios de Segurança Alimentar e Desenvolvimento Local (Consad).

As propostas aprovadas serão financiadas com recursos não reembolsáveis, no valor global estimado de R$ 3 milhões provenientes do MDS. Veja o edital completo por este link.

Capes
Já o Edital MCT/CNPq/MEC/Capes nº 58/2008 vai selecionar propostas para editoração e publicação de periódicos científicos brasileiros. As inscrições podem ser feitas até o dia 10 de novembro.

As propostas aprovadas serão financiadas com recursos no valor global estimado em R$ 5 milhões, sendo 50% proveniente do CNPq e 50% da Capes, a serem liberados de acordo com a disponibilidade orçamentária e financeira das agências, sendo os recursos oriundos do Tesouro Nacional.Veja a íntegra do edital por este link.

Fonte: Gestão CT

Estabelecidas normas para o credenciamento especial de instituições não educacionais para oferta de cursos de especialização

A Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação (CNE) publicou no Diário Oficial da União, do dia 26 de setembro, a Resolução de nº 5, que estabelece as normas consolidadas para credenciamento especial de instituições não educacionais para oferta de cursos de pós-graduação de especialização, nas modalidades presencial e à distância.

O credenciamento especial será concedido por prazo determinado, renovável, estipulado entre três e cinco anos, em função do resultado de avaliação do mérito do pleito.

Três níveis de atuação estão sendo considerados: credenciamento válido para uma área de atuação profissional, requerendo comprovação de tempo de atuação ou tradição institucional, padrão de excelência e vocação acadêmica ou de pesquisa; credenciamento válido para uma subárea profissional, requerendo documentação comprobatória da atuação; e credenciamento válido para matéria específica, requerendo comprovada relação com os fins institucionais.

O credenciamento especial para a oferta de cursos de especialização na modalidade a distância é restrito às instituições de pesquisa científica e tecnológica, públicas ou privadas, de comprovada excelência e de relevante produção em pesquisa. Veja a íntegra da resolução neste link.

Fonte: Gestão CT

MMA apresenta Plano Nacional de Mudanças do Clima

Os ministros do Meio Ambiente, Carlos Minc, e da Ciência e Tecnologia, Sergio Rezende, apresentaram, no dia 25, em Brasília, o Plano Nacional de Mudanças do Clima. Um dos objetivos do planejamento é fomentar aumentos de eficiência no desempenho dos setores produtivos na busca constante do alcance das melhores práticas.

A iniciativa faz com que, pela primeira vez, o Brasil se comprometa a possuir médias decrescentes de desmatamento em todos os biomas, mensuráveis a cada quatro anos, até atingir o chamado desmatamento ilegal zero. “É um plano ousado, com metas voluntárias e setoriais que, juntas, representam a redução de centenas de milhões de toneladas de gás carbônico por ano, seja pela redução do desperdício, seja pelo aumento da eficiência energética, ou ainda pela redução progressiva do desmatamento ou aumento progressivo do plantio de florestas nativas e comerciais”, ressaltou Minc.

O plano traz as ações que o país deverá colocar em prática para o combate às mudanças globais do clima. Ele é resultado do Comitê Interministerial sobre Mudança do Clima, instância de caráter permanente, que conta com a participação de 16 ministérios e do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, sendo liderado pela Casa Civil. A iniciativa ainda recebeu contribuições da Conferência Nacional do Meio Ambiente, que neste ano debateu o tema Mudanças Climáticas. Durante os próximos 30 dias, o planejamento estará disponível para consulta pública pela internet.

Plantio
O plano conta com outros seis objetivos. Um deles é o de eliminar a perda líquida da área de cobertura florestal no Brasil até 2015. A partir daí, o Brasil deverá plantar mais do que cortar. A idéia é que o país tenha um desmatamento legal e ilegal decrescente e um plantio de árvores crescente. De acordo com Minc, o governo investirá em programas agressivos de reflorestamento de matas nativas para conseguir cumprir esse objetivo. Ele informou que o presidente Lula liberou uma verba de R$ 1 bilhão, com 12 anos de carência, para aqueles que pretenderem recompor áreas de preservação permanente e reservas legais.

Outras metas são a de aumentar o estoque de carbono de biomassa no país em 6 milhões de hectares e manter elevada a participação de energia renovável na matriz brasileira, inclusive com leilões específicos para fontes eólicas já em 2009. “No caso da co-geração, devemos passar de 0,5% para 20%, um ganho muito significativo”, destacou Minc.

Biocombustíveis
Em relação aos biocombustíveis, a idéia é fomentar o aumento sustentável da participação do produto na matriz de transportes nacional. Se for levada em consideração apenas a demanda nacional de combustível, estima-se que a sua produção poderá passar de 25,6 bilhões de litros em 2008 para 53,2 bilhões de litros em 2017. Minc lembrou que, apenas com o avanço da produção em etanol em 11% ao ano, 508 milhões de toneladas de CO2 na atmosfera deixarão de ser jogados na atmosfera.

O plano também prevê o Mapeamento das Vulnerabilidades Urbanas em Face do Aquecimento Global e Efeito Estufa. A pesquisa deverá ser iniciada pelo MMA ainda este ano e tem como objetivo a identificação das principais vulnerabilidades às mudanças climáticas nas aglomerações urbanas mais populosas do Brasil. De acordo com o MMA, estima-se que as cidades consumam 75% da energia mundial e sejam responsáveis, direta ou indiretamente, por enorme porcentagem das emissões dos gases de efeito estufa.

O Brasil conta com mais de dez aglomerações urbanas com mais de 2 milhões de pessoas, sendo que duas delas, Rio de Janeiro e São Paulo, estão inseridas na categoria de mega-cidades mundiais. Uma outra iniciativa do plano é a elaboração de manuais de orientação voltados às prefeituras do país. A idéia é oferecer ferramentas para a realização de estudos de emissões e remoções antrópicas de gases de efeito estufa e para a elaboração de planos, programas, projetos e/ou ações locais relacionados à mudança do clima.

A íntegra do plano está disponível neste link. (Com informações do MMA)

Fonte: Gestão CT

Maria Paula Dallari Bucci é nomeada para a Secretaria de Educação Superior do MEC

Foi publicada, no Diário Oficial da União de hoje (29), a designação de Maria Paula Dallari Bucci para o cargo de secretária de Educação Superior (SESU) do Ministério da Educação (MEC).

Na última quinta-feira (25), Ronaldo Mota, até então responsável pela Secretaria de Educação Superior (Sesu), anunciou que estava deixando o cargo. Segundo informações do portal Universia, o comunicado foi transmitido oficialmente por Mota durante a reunião do Conselho Pleno da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), que contou com a participação da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff.

O motivo da saída de Ronaldo Mota da Sesu ainda não foi explicado. De acordo com informações do Universia, o reitor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e presidente da Andifes, Amaro Lins, disse que Mota afirmou que deixaria o cargo por causa de divergências de ponto de vista com o ministro da Educação, Fernando Haddad.

Conforme divulgado amplamente pela imprensa, o ministro da C&T, Sergio Rezende, teria convidado Ronaldo Mota para que assumisse uma das secretarias do ministério. A assessoria de comunicação do MCT não confirmou o convite.

Maria Paula Dallari Bucci
A nova responsável pela Sesu possui graduação em direito pela Universidade de São Paulo (1987), mestrado em direito pela USP (1994) e doutorado em direito pela USP (2000). Em 2005, assumiu a Consultoria Jurídica do Ministério da Educação.

Fonte: Gestão CT

Conferência 2009 do Comitê de Pesquisa 21 da Associação Internacional de Sociologia - ISA

Conferência 2009 do RC21 da ISA
A Conferência 2009 do Comitê de Pesquisa 21 da Associação Internacional de Sociologia (ISA, na sigla em inglês) será realizada de 23 a 25 de agosto do próximo ano, em São Paulo.

Interessados em participar de sessões relacionadas ao tema da conferência, “Desigualdade, inclusão e o sentido de pertencimento”, têm até 20 de novembro para envio de propostas.

As propostas devem ser escritas em inglês (idioma em que será realizada a conferência), com título e descrição sumária, de até 150 palavras, e enviadas para o Comitê da Conferência de São Paulo, com cópia para Eduardo Marques , do Departamento de Ciência Política da Universidade de São Paulo (DCP-USP), até o dia 20 de novembro. A chamada para trabalhos terá inscrição de 10 de janeiro a 30 de abril.

Mais informações: www.centrodametropole.org.br

Fonte: Agência FAPESP

Finep lança editais Pró-Inova e Projetos Cooperativos ICT-Empresas

Lançadas chamadas públicas do Pró-Inova e Projetos Cooperativos ICT-Empresas
A Finep disponibilizou em seu site, no dia 26, a Chamada Pública MCT/Finep/ Ação Transversal – Pró-Inova - 01/2008 para seleção de propostas para apoio ao Programa Nacional de Sensibilização e Mobilização para a Inovação (Pró-Inova). O prazo limite para envio de propostas é o dia 20 de outubro de 2008.

O objetivo é selecionar propostas para apoio financeiro a projetos que visem a capacitação de núcleos de inovação tecnológica (NITs) para gerir a política de inovação das instituições científicas e tecnológicas públicas e privadas sem fins lucrativos, e o apoio à promoção de eventos e iniciativas diversas, com vistas à difusão da inovação como instrumento de competitividade e crescimento sustentável.

Os objetivos específicos da chamada são: promover a capacitação de núcleos de inovação tecnológica nas instituições científicas e tecnológicas, visando à gestão de políticas de inovação, fortalecimento de atividades de proteção da propriedade intelectual e de transferência de tecnologia; apoiar arranjos institucionais estaduais e regionais, visando ao fortalecimento e estruturação dos NITs nas instituições científicas e tecnológicas, com a finalidade de promover a integração entre atores do Sistema Nacional de CT&I e a difusão de boas práticas de gestão de políticas de inovação, proteção da propriedade intelectual e de transferência de tecnologia; e difundir os mecanismos de proteção da propriedade intelectual e transferência de tecnologia.

Serão selecionadas propostas no âmbito das seguintes linhas temáticas:

Linha 1: Consolidação dos NITs e dos Arranjos Estaduais e Regionais de NIT. O objetivo desta linha temática é apoiar a consolidação de NIT, bem como de arranjos de NIT, para responder pelas competências previstas na Lei de Inovação.

Linha 2: Implantação e Estruturação de Arranjos Estaduais e Regionais de NITs. O objetivo desta linha é apoiar a estruturação de NITs novos, em implantação ou implantados nas instituições científicas e tecnológicas, através de arranjos estaduais e regionais, visando a contribuir para com sua inserção nos esforços de inovação, compreendendo a difusão de boas práticas de proteção à propriedade intelectual e transferência de tecnologia, bem como à sua capacitação para responder pelas competências previstas na Lei de Inovação.

No âmbito desta Chamada Pública, serão comprometidos recursos não reembolsáveis dos fundos setoriais, no valor total de R$ 10, sendo R$ 3,5 milhões para a linha temática 1 e R$ 6,5 para a linha temática 2. A instituição Convenente deverá se cadastrar no Siconv, nos termos do Artigo 25, inciso I, da Portaria Interministerial nº 127/08. Informações, no site www.convenios.gov.br. Veja a íntegra do edital por este link.

SUS
Outra chamada aberta pela Finep na semana passada é a Chamada Pública MCT/Finep/MS/SCTIE/Ação Transversal – Projetos Cooperativos ICT-Empresas - 07/2008. As propostas podem ser encaminhadas até o dia 27 de outubro.
O objetivo é selecionar, para apoio financeiro, propostas para cooperação e transferência de tecnologia entre instituições científicas e tecnológicas (ICT) e empresas, direcionadas ao setor de equipamentos e materiais de uso em saúde e em atendimento a demandas estratégicas do Sistema Único de Saúde (SUS).
Serão selecionadas propostas no âmbito das seguintes Linhas Temáticas:

Linha Temática 1: Equipamentos de uso em saúde. Esta linha temática destina-se a apoiar projetos cooperativos de pesquisa, desenvolvimento e inovação entre ICTs e empresas do setor de equipamentos de uso em saúde, direcionados a: Equipamento diagnóstico - equipamento, aparelho ou instrumento de uso médico, odontológico ou laboratorial, destinado à detecção de informações do organismo humano para auxílio a procedimento clínico; Equipamento de terapia - equipamento, aparelho ou instrumento de uso médico ou odontológico, destinados a tratamento patologias, incluindo a substituição ou modificação da anatomia ou processo fisiológico do organismo humano; Equipamento de apoio médico-hospitalar - equipamento, aparelho ou instrumento de uso médico, odontológico ou laboratorial, destinado a fornecer suporte a procedimentos diagnósticos, terapêuticos ou cirúrgicos. Obs.: serão priorizados os produtos listados na portaria nº 978, de 16 de maio de 2008, republicada no DOU n° 100, seção 1, página 46, de 28 de maio de 2008.

Linha Temática 2: Equipamentos para testes e ensaios. Esta linha temática destina-se a apoiar projetos cooperativos de pesquisa, desenvolvimento e inovação de equipamentos para avaliação da qualidade de imagens médicas e equipamentos para testes e avaliação da segurança e desempenho de equipamentos eletromédicos, conforme especificações das normas da série ABNT NBR IEC 60601.

Linha Temática 3: Materiais de uso em saúde. Esta linha temática destina-se a apoiar projetos cooperativos de pesquisa,desenvolvimento e inovação entre ICTs e empresas do setor de materiais de uso em saúde, direcionados às prioridades: cateteres: eletrofisiológicos e angiográficos de uso radiológico; endopróteses vasculares; filtro de veia cava; implantes de biomateriais - aplicações diversas; implantes metálicos combinados com biomateriais -aplicações diversas; introdutores, bainhas e agulhas para estudos e procedimentos eletrofisiológicos; stents - aplicações diversas; dispositivos diagnósticos, prognósticos para doenças virais, negligenciadas e neoplasias.

Serão comprometidos recursos não-reembolsáveis no valor de R$ 41 milhões, originários do FNDCT/Fundos Setoriais e do Fundo Nacional de Saúde (FNS) e serão disponibilizados conforme cada Linha Temática: Linha Temática 1 – R$ 20 milhões; Linha Temática 2 – R$ 5 milhões; Linha Temática 3 – R$ 16 milhões.

A instituição convenente deverá se cadastrar no Siconv, nos termos do Artigo 25, inciso I, da Portaria Interministerial nº 127/08. Informações, no site www.convenios.gov.br/. Veja a íntegra da chamada por este link.

Fonte: Gestão CT