terça-feira, 16 de setembro de 2008

Pesquisadores identificam estratégias de árvores para garantir o suprimento de água

Pelas folhas e raízes
Em dias de neblina intensa ou umidade do ar muito elevada, certas árvores usam um mecanismo diferente para extrair do ambiente a água de que necessitam para se manter vivas, crescer e se reproduzir. Em vez de absorver apenas pelas raízes a água disponível no solo, também retiram vapor d’água da atmosfera por meio de suas folhas.

“Esse recurso pode permitir às plantas sobreviver a períodos em que a água disponível é pouca”, explica o biólogo Rafael Silva Oliveira, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Recentemente ele identificou essa capacidade de sorver água pelas folhas em árvores da Floresta Amazônica e da Mata Atlântica que florescem a mais de mil metros acima do nível do mar no litoral de São Paulo.

Até então desconhecido entre espécies da flora brasileira, esse fenômeno não é novo. Em 2004 o biólogo Todd Dawson, da Universidade da Califórnia em Berkeley, Estados Unidos, havia descrito essa estratégia de hidratação em uma das árvores mais altas do mundo: a sequóia (Sequoia sempervirens), que alcança até 115 metros de altura e vive mais de 2 mil anos.

Embora ainda não se saiba ao certo como ocorre a absorção pelas folhas – que não são impermeáveis como se imaginava –, Dawson demonstrou que elas captam até 30% da água que as sequóias consomem ao longo do ano.

Na Califórnia as florestas formadas por essas árvores possivelmente nem existiriam caso as folhas das sequóias não fossem capazes de extrair da neblina parte da água de que precisam. “Lá chove pouco, num nível parecido com o da Caatinga no Brasil”, afirma Oliveira, especialista em ecologia vegetal da Unicamp que há quase uma década trabalha em parceria com Dawson.

Folhas que funcionam como esponjas não são o único recurso que permitiram às plantas se adaptar ao longo de milhares de anos aos diferentes ambientes do planeta. Em estudos em paralelo desenvolvidos nos últimos anos, Oliveira e o biólogo Augusto Cesar Franco, da Universidade de Brasília (UnB), identificaram em árvores do Cerrado, da Floresta Amazônica e da Mata Atlântica outras estratégias que lhes permitem lidar com a escassez ou a abundância de água. “O Cerrado, por exemplo, é um ecossistema com grande biodiversidade. Há de 60 a 70 espécies de árvore em uns poucos hectares”, diz Franco. “Cada espécie pode ter desenvolvido estratégias diferentes para captar água.”

Clique aqui para ler o texto completo na edição 150 de Pesquisa FAPESP.(Por Reinaldo José Lopes / Revista Pesquisa FAPESP)

Fonte: Agência FAPESP

Brasil e China tem acordo de cooperação em C&T oficializado por decreto

Decreto promulga acordo entre o Brasil e a China na área de cooperação em C&T

Foi publicado, na edição do dia 9 do Diário Oficial da União, o decreto nº 6.560, que promulga o protocolo complementar ao acordo quadro entre os governos do Brasil e da China sobre cooperação em aplicações pacíficas de ciência e tecnologia para a continuidade do desenvolvimento conjunto de satélites de recursos terrestres. A parceria entre os dois países foi firmada em novembro de 2002.

De acordo com o texto, são sujeitos à aprovação do Congresso Nacional quaisquer atos que possam resultar em revisão do referido protocolo complementar, assim como quaisquer ajustes complementares que acarretem encargos ou compromissos gravosos ao patrimônio nacional. A íntegra do decreto está disponível neste link.

Fonte: Gestão CT

Newly discovered sister lineage sheds light on early ant evolution

Ancestral vivo
As formigas surgiram há cerca de 120 milhões de anos, durante o período Cretáceo, quando se diferenciaram de um ancestral comum às vespas. Um grupo internacional de pesquisadores acaba de descrever uma nova espécie, encontrada nas proximidades de Manaus, que afirmam ser a linhagem mais antiga de formigas existentes na atualidade.

A formiga vive sob o solo e mede de 2 a 3 milímetros quando adulta. Esbranquiçada e sem olhos, ganhou o nome de Martialis heureka. A referência ao planeta Marte se deve à aparência “alienígena” do animal, que possui uma combinação de características jamais registradas. Depois da análise morfológica e genética, os cientistas verificaram que a formiga correspondia não apenas a uma nova espécie, mas também a gênero e subfamília inéditos.

A descoberta será publicada esta semana no site e em breve na edição impressa da revista Proceedings of the National Academy of Sciences (Pnas). Os autores do estudo são Christian Rabeling e Jeremy Brown, da Universidade do Texas (Estados Unidos), e Manfred Verhaagh, do Museu Estatal de História Natural de Karlsruhe (Alemanha). O trabalho de campo no Amazonas teve participação de Marcos Garcia, pesquisador da Embrapa Amazônia Ocidental, unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária.

De acordo com Garcia, o grupo havia trabalhado em conjunto em dois projetos de três anos de duração realizados a partir de 1996, dentro de um convênio bilateral entre Brasil e Alemanha apoiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). A formiga havia sido encontrada pela primeira vez por Verhaagh, em 1998.

“Trabalhamos até o fim de 2003 em projetos que pesquisavam os organismos de solo e sua importância para os ecossistemas locais. O professor Verhaagh coletou dois exemplares dessa formiga, mas houve um acidente no transporte. Eles secaram e não puderam ser analisados”, disse Garcia. O entomologista da Embrapa coordenava, na época, a parte brasileira do projeto.

Em 2003, Rabeling, que fazia então sua pesquisa de mestrado, realizava um trabalho de campo em um terreno da Embrapa, próximo a Manaus, quando encontrou por acaso um novo exemplar da espécie desconhecida. Segundo o pesquisador alemão, o animal foi coletado na serapilheira, a camada superficial do solo da floresta onde há restos de vegetação, folhas, ramos, caules e cascas de frutas em diferentes estágios de decomposição.

“Eu estava arrumando meus pertences para ir embora, no fim da tarde, quando vi a formiga, que me pareceu estranha. Depois da coleta, não consegui identificá-la e enviei uma foto dela ao professor Manfred, que me respondeu imediatamente dizendo que se tratava da formiga encontrada em 1998”, disse Rabeling.

Segundo o pesquisador, existe uma ampla literatura sobre as mais de 12,5 mil espécies de formigas no planeta. Mas, depois de analisar as características morfológicas da nova espécie, os cientistas constataram que ela não se encaixava em nenhuma das 20 subfamílias existentes. “Desde 1923, esta é a primeira descoberta de uma nova subfamília de formigas com espécimes vivos”, afirmou.

Em seguida, os cientistas removeram as pernas do lado direito da formiga e extraíram o DNA para realizar análises genéticas. “Seqüenciamos três genes e colocamos esses dados em uma matriz de dados existente. Essa análise genética mostrou que a formiga era a mais antiga com espécimes vivos”, explicou.

Segundo o pesquisador, foram coletados anteriormente fósseis mais antigos, mas a Martialis heureka é a mais basal de todas as formigas vivas já submetidas a uma análise filogenética.

Rabeling contou que a Sphecomyrma, um fóssil preservado em âmbar e descrito em 1967 por Edward Wilson, da Universidade Harvard, é considerado o “elo perdido” das formigas e vespas.

“As vespas são os ancestrais de todas as formigas atuais. A partir desse ancestral, elas foram se especializando para viver no solo, em árvores ou na serapilheira e formaram o grupo monofilético das formigas”, explicou. As formigas evoluíram rapidamente para diferentes linhagens, partir do Cretáceo (entre 145,5 milhões e 65,5 milhões de anos atrás).

Novas coletas
Rabeling contou que Wilson, um dos principais especialistas em formigas no mundo, também foi consultado quando a Martialis heureka foi coletada. Seu comentário gerou o nome da nova espécie. “Quando observou a combinação desconhecida de caracteres morfológicos aberrantes, Wilson brincou que esse gênero só podia vir de Marte”, contou.

O cientista acredita que a descoberta tenha implicações para a conservação do bioma amazônico. “O projeto que envolvia a Universidade de Tuebingen, à qual eu pertencia na época, o Museu de Karlsruhe e a Embrapa vinha estudando insetos da região por uma década e, depois de todo esse tempo, ainda encontramos espécies novas. Isso mostra a importância da conservação, já que espécies como a Martialis heureka são fundamentais para ajudar a entender a evolução”, destacou.

Segundo Rabeling, a descoberta reforça a hipótese de que as formigas predadoras cegas que vivem sob o solo apareceram no início da evolução das formigas. “A cor pálida do corpo e a falta de olhos sugerem que essas formigas fizeram adaptações propícias para seus hábitos subterrâneos”, disse.

De acordo com Rabeling, o grupo agora pretende realizar outro projeto para coletar mais exemplares da formiga na Amazônia, a fim de realizar estudos sobre seu comportamento. O grupo pretende também desenvolver novas metodologias para coleta de espécies subterrâneas.

O artigo Newly discovered sister lineage sheds light on early ant evolution, de Christian Rabeling e outros, poderá ser lido em breve por assinantes da Pnas em www.pnas.org.

Fonte: Fábio de Castro /Agência FAPESP

Bens importados para pesquisa pelo CNPq não pagarão ICMS

Supremo autoriza desembaraço na alfândega dos bens importados para pesquisa

A Subsecretaria da Receita da Secretaria de Estado da Fazenda do Governo do Distrito Federal (GDF) deixará de cobrar do CNPq o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) sobre importações, em virtude da imunidade tributária. A medida segue uma determinação do ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), que concedeu uma liminar em favor do conselho.

Em notícia publicada no seu site, o CNPq informa que os equipamentos importados pelo órgão, destinados à pesquisa, encontravam-se no Aeroporto Internacional de Brasília, retidos na Infraero, tendo o conselho que arcar com altos custos de armazenamento, em razão da decisão do GDF de cobrar o ICMS sobre os bens.

Ainda segundo o conselho, o pedido foi deferido no mandado de segurança impetrado pela Procuradoria Federal junto ao CNPq, com o apoio da Diretoria de Administração.

Retorno ao país
Uma outra decisão tomada pelo STF na semana passada determina que um pesquisador deverá ressarcir ao CNPq o valor integral de uma bolsa de doutorado no exterior. Após a conclusão do curso, ele não retornou ao país e deverá devolver aos cofres públicos o valor de aproximadamente R$ 160 mil.

O ministro Ricardo Lewandowski destaca que, no momento em que o bolsista solicitou a bolsa de estudo no exterior, preencheu formulário que tem natureza contratual, assumindo o compromisso de cumprir com os seus deveres, dentre os quais, o de retornar ao Brasil após o término do curso de doutorado sob pena de ressarcimento dos recursos públicos que recebeu para tal finalidade. A medida consta nos termos do item 3 da Resolução 114 de 91 e do item 5.7 da Resolução Normativa 5/87 transcritos na inicial.

Informações sobre as ações do CNPq podem ser obtidas no site www.cnpq.br.(Com informações do CNPq)

Fonte: Gestão CT

CNPq lança edital voltado ao desenvolvimento de tecnologias para a agricultura familiar

O CNPq lançou, no dia 12, o edital (MDA/SAF/MCT/SECIS/FNDCT/Ação Transversal I/CNPq – Nº 24/2008), para promover a sustentabilidade econômica, ambiental e social por meio da adoção de produtos, processos e gestão tecnológicos para a conquista de melhor inserção nos mercados e na geração de rendas agrícola e não-agrícola. A data limite para submissão das propostas é o dia 29 de outubro.

Por meio da chamada, serão apoiadas propostas voltadas para a produção de tecnologias, de conhecimentos apropriados e de inovação tecnológica para a agricultura familiar. Elas devem ser encaminhadas sob a forma de projetos e enviadas exclusivamente via internet, por meio do Formulário de Propostas On-Line, disponível na Plataforma Carlos Chagas do CNPq.

Poderão apresentar propostas, na qualidade de coordenador do projeto, pesquisadores ou técnicos de nível superior com ampla experiência no tema da proposta, com vínculo empregatício em Organizações Estaduais de Pesquisa Agropecuárias (Oepas).

O edital conta com R$ 6 milhões, oriundos do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) e do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). O edital está disponível neste link.

Fonte: Gestão CT

FOP abre processo seletivo para Pós-graduação

Pós-graduação na FOP
A Comissão de Pós-Graduação da Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) abriu processo seletivo para seleção de candidatos para mestrado, doutorado e doutorado direto nas áreas de concentração em cariologia e saúde coletiva do Programa de Pós-Graduação em Odontologia

O edital é voltado a profissionais de nível superior da área de saúde ou áreas afins, para início das atividades acadêmicas no primeiro semestre de 2009.

Segundo a FOP, o Programa de Pós-Graduação em Odontologia tem como principal objetivo “o desenvolvimento do espírito científico dos alunos e a familiarização com as informações atualizadas, capacitando-os a exercer de forma crítica as atividades de docência e pesquisa, de modo que se tornem docentes extremamente qualificados e pesquisadores de excelência”.

As inscrições estarão abertas de 1º a 31 de outubro. Os exames serão realizados nos dias 17 e 18 de novembro e os resultados divulgados em 1º de dezembro de 2008.

Mais informações: www.fop.unicamp.br/cpg ou (19) 2106-5250/5251.

Fonte: Agência FAPESP

Prêmio Bolsista Destaque do Programa de Capacitação Institucional do MCT é instituído

O ministro Sergio Rezende acaba de instituir, por meio de portaria publicada na edição do dia 12 do Diário Oficial da União, o Prêmio Bolsista Destaque do Programa de Capacitação Institucional do MCT. A premiação será concedida a cada dois anos.

De acordo com a portaria, a iniciativa pretende resgatar de maneira mais efetiva a importância dos trabalhos realizados pelos bolsistas, sob orientação dos pesquisadores das Unidades de Pesquisa, procurando tornar o programa mais transparente e dotá-lo de incentivo e reconhecimento de seus integrantes.

A premiação terá duas categorias: a bolsistas e seus respectivos orientadores que tenham se destacado na realização de seu trabalho científico ou tecnológico de valor reconhecido por uma comissão especial instituída pelo MCT; e a instituição de pesquisa subordinada, vinculada ou supervisionada pelo MCT, que apresentar o melhor trabalho de gestão do Programa PCI, em termos de correta utilização dos recursos, avaliação dos bolsistas e cumprimento das metas estabelecidas no seu Subprograma de Capacitação Institucional.

Os candidatos serão indicados pelos dirigentes das Unidades de Pesquisa subordinadas, vinculadas ou supervisionadas pelo MCT, que integrem o PCI. A indicação deverá vir acompanhada de justificativa sobre a escolha, do relatório parcial/final de atividades dos bolsistas, contendo os resultados obtidos, do parecer técnico do coordenador do projeto e dos respectivos currículos Lattes.

Poderão participar os bolsistas indicados pelas Unidades de Pesquisa que fazem ou fizeram parte do Programa PCI enquadrados dentro da modalidade Desenvolvimento Tecnológico Industrial (DTI) nos níveis 7A, 7B, 7C, 7D, 7E, 7F, 7G e 7H e da modalidade de Iniciação Tecnológica Industrial (ITI) nos níveis 1A e 1B. A íntegra do regulamento do prêmio está disponível neste link.

Fonte: Gestão CT

Encontro Latino-Americano de Incubadoras de Desenvolvimento Local Inclusivo acontece em Aracajú

A Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) realizará, no dia 22, em Aracaju (SE), o Encontro Latino Americano de Incubadoras de Desenvolvimento Local Inclusivo.

A programação do evento conta com dois painéis, que contarão com a participação de diversos especialistas no tema. O primeiro debaterá “O papel das incubadoras no desenvolvimento local – experiências latino-americanas”. Já o segundo falará sobre “As políticas para o desenvolvimento local inclusivo”.

Foram convidados para o evento a presidente da Associação de Parques Tecnológicos da Venezuela (Asopartec), Maria de Fátima da Silva, o diretor do ParqueSoft da Colômbia, John Restrepo, de Roberto Taype, presidente da Associação Peruana de Incubadoras de Empresas (Peruincuba), o diretor para o Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas e Auto-Sustentabilidade (Ideaas), Fábio Luiz de Oliveira Rosa, e o facilitador do infoDev/Banco Mundial para a Região da América Latina e Caribe, César Yammal.

A íntegra da programação está disponível neste link.

Fonte: Anprotec

Curso de Segurança de Acervos Culturais acontece em São Paulo

Abertas as inscrições para curso de segurança em acervos culturais do Mast, em São Paulo

Até o dia 17 deste mês, estão abertas as inscrições para o Curso de Segurança de Acervos Culturais, que será ministrado, em São Paulo, entre os dias 19 de setembro a 5 de dezembro deste ano. A iniciativa é do Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST), em parceria com a Associação de Arquivistas de São Paulo (ARQ-SP). O Mast tem sua sede no Rio de Janeiro e é uma instituição associada à ABIPTI.

Segundo texto do Mast, além de incentivar estudos na área, o curso tem como objetivo treinar e capacitar profissionais de arquivos, bibliotecas e museus para promover a segurança do acervo. Os alunos aprenderão sobre medidas preventivas, avaliações de risco e treinamento específico para conservação do patrimônio cultural.

O curso será ministrado das 9h Às 18h no prédio do Departamento de História da USP.

Informações adicionais e inscrições podem ser obtidas pelo site:
www.arqsp.org.br/.

Fonte: Gestão CT

Sect-TO lança edital para a função de coordenador dos pólos de educação a distância

No último dia 9, a Secretaria de Ciência e Tecnologia do Estado do Tocantins (Sect-TO) lançou o edital para a seleção de servidor que exercerá a função de coordenador presencial dos pólos de educação a distância dos seguintes municípios: Araguacema, Araguatins, Campos Lindos, Cristalândia, Dianópolis, Gurupi, Porto Nacional e Mateiros.

O período para a inscrição vai até o dia 17 de setembro, das 8h às 12h e das 14h às 18h, no pólo de educação a distância de Palmas, situado na Quadra 103 Sul, Rua SO 30001, Lote: 39. Palmas (TO). O edital está disponível neste link.

O resultado da seleção estará disponível no dia 29 de outubro, no site www.tecnologia.to.gov.br . (Com informações da Sect/TO)

Fonte: Gestão CT

2º Simpósio Internacional de Periodontia

O 2º Simpósio Internacional de Periodontia será realizado nos dias 2 e 3 de outubro, no Hotel Bourbon Convention Ibirapuera, em São Paulo.

Com o tema “Uma visão atual da periodontia – Da etiologia ao tratamento”, contará com a presença de Arie Jan van Winkelhoff, professor e chefe do Departamento de Microbiologia Oral do Centro Acadêmico de Odontologia de Amsterdã, na Holanda, e professor visitante da Universidade de Londres.

Van Winkelhoff ministrará um curso que abordará temas como “Natureza multifatorial das periodontites”, “Genética e infecção pediodontal”, “Microbiologia e implicações clínicas na terapia” e “Antibióticos sistêmicos”.

Magda Feres, coordenadora do Programa de Pós-Graduação da Universidade de Guarulhos e pesquisadora associada do Instituto Forsyth, nos Estados Unidos, será a palestrante.

Mais informações: cetao.com.br/forum


Fonte: Agência FAPESP

Facepe anuncia nove novos editais

A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (Facepe) anunciou, na semana passada, nove editais que serão lançados em breve. Os recursos financeiros destinados aos editais chegam, segundo texto da fundação, ao inédito marco de R$ 34,1 milhões para aplicação nos próximos dois anos, sendo R$ 17,9 milhões oriundos do orçamento da Facepe e R$ 14,4 milhões através de parcerias com órgão federais como o CNPq e outras entidades estaduais.

A submissão de propostas para os editais será feita exclusivamente por meio do Sistema de Submissão de Propostas da Facepe (http://agil.facepe.br), até o dia 23 de outubro.

Confira a lista dos editais, que ainda não estão disponíveis pela internet:

PPP
O Programa Primeiros Projetos visa o apoio à aquisição, instalação, modernização, ampliação ou recuperação da infra-estrutura de pesquisa científica e tecnológica nas instituições de ensino superior e/ou de pesquisa, visando dar suporte à fixação de jovens pesquisadores e nucleação de novos grupos, em quaisquer áreas do conhecimento. Recursos financeiros de R$ 2,7 milhões, sendo R$ 900 mil da Facepe e R$ 1,8 milhão do CNPq, parceiro no projeto.

PPSUS
O Projetos de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico Prioritário para o Sistema Único de Saúde (SUS) apoiará atividades de pesquisa, mediante o aporte de recursos financeiros a projetos que visem promover o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação da área de saúde, em temas prioritários para o Estado de Pernambuco. O edital é fruto de parceria com o Ministério da Saúde, a Secretaria Estadual de Saúde e o CNPq. O financiamento é da ordem de R$ 2,4 milhões, sendo R$ 800 mil da Facepe e R$ 1,6 milhão dos parceiros.

Pronex
Já o Programa de Apoio a Núcleos de Excelência apoiará atividades de pesquisa científica, tecnológica e de inovação de grupos de pesquisa de excelência reconhecida, que tenham liderança e papel nucleador em sua área de atuação. Os recursos para a chamada são R$ 15 milhões, sendo R$ 5 milhões em investimento da Facepe e R$ 10 milhões oriundos da parceria com o CNPq.

Políticas
O edital para Apoio a Estudos e Pesquisa para Políticas Públicas é voltado a estudos e pesquisas que visem subsidiar a avaliação, a formulação ou a orientação de políticas públicas estaduais em temas específicos e prioritários nas áreas de Segurança Pública, Meio Ambiente e Controle de Endemias. O valor estimado é de R$ 2 milhões, sendo R$ 1 milhão em investimento da Facepe e R$ 1 milhão dividido entre Seplag, SES e CPRH.

Multiusuário
O edital de Apoio à Disponibilização de Estruturas Multiusuário e de Acervos de Interesse Científico para a Pesquisa é voltado para o apoio a projetos de implantação, recuperação, e manutenção de laboratórios multiusuário ou acervos de interesse científico visando ampliar sua disponibilidade e acessibilidade por pesquisadores em geral. Os recursos financeiros são da ordem de R$ 4,5 milhões, oriundos da Facepe.

Divulgação
Já o Apoio à Divulgação Científica e Popularização de Ciência e Tecnologia é voltado a iniciativas de divulgação e popularização da ciência, visando disseminar e democratizar a informação sobre a produção do conhecimento em ciência e tecnologia, assim como suas implicações no dia-a-dia dos cidadãos. A Facepe disponibilizará R$ 1 milhão para este programa.

APQExt
O edital de Auxílio a Projeto de Extensão em Interface com a pesquisa apoiará projetos de extensão que tenham interface com a pesquisa científica e/ou tecnológica, a serem executados em Pernambuco, com a finalidade de fortalecer a ação transformadora da pesquisa sobre os problemas sociais e a aproximação entre pesquisadores e sociedade. O investimento da Facepe é de R$ 500 mil.

Minter/Dinter
Já o edital de Apoio à Oferta de Mestrados e Doutorados Interinstitucionais fiananciará oferta de turmas especiais de mestrado e doutorado interinstitucionais aprovados pela Capes, especialmente no interior, por programas de pós graduação consolidados visando aumentar a titulação de docentes e pesquisadores de instituições de ensino superior ou de pesquisa e contribuir para a criação e o fortalecimento, nas instituições atendidas, de atividades de pesquisa. O recebimento de propostas para este edital obedece a um fluxo contínuo. O edital conta com aporte financeiro de R$ 1,8 milhões, para aplicação nos próximos dois anos.

APQ/Facepe
O edital de Auxílio a Projetos de Pesquisa consiste no apoio regular a projetos de pesquisa científica, tecnológica e de inovação visando a expansão e consolidação de competências estaduais e ao avanço do conhecimento científico e tecnológico, em todas as áreas do conhecimento. A Facepe irá investir R$ 4,2 milhões.

Informações adicionais, no site www.facepe.br.(Com informações da Facepe)

Fonte: Gestão CT

Fapern realiza evento para concessão de apoio financeiro a coordenadores de projetos classificados em editais

A Fundação de Apoio à Pesquisa do Rio Grande do Norte (Fapern) realiza hoje, (16), um evento para a concessão de auxílio financeiro aos coordenadores dos 55 projetos classificados nos editais 002/2008 e 003/2008 da instituição. Na mesma ocasião, serão lançados o Prêmio Fapern Mulher Pesquisadora e o sétimo número da Revista Ciência Sempre, editada pela fundação. A publicação é totalmente dedicada às pesquisas realizadas por mulheres cientistas do Rio Grande do Norte.

Por meio do edital 002 – Geração de Conhecimento –, a Fapern concedeu bolsas e auxílio a trabalhos de conclusão de cursos de alunos de mestrado e doutorado. No total, foram classificados 30 projetos. Os contemplados com as bolsas de mestrado receberão R$ 9,4 mil e os de doutorado, R$ 13,9 mil, divididos em dez parcelas.

Já o edital 003/2008 pretende apoiar eventos locais e/ou regionais de natureza científica e tecnológica. Do total de 37 inscritos, serão apoiados 25 eventos a serem realizados entre outubro de 2008 e setembro de 2009. Cada evento receberá entre R$ 2,8 mil e R$ 10 mil.

Durante o evento, também será lançado o Prêmio Fapern Mulher Pesquisadora. A idéia é reconhecer a contribuição científica e tecnológica das mulheres à ciência no Estado do Rio Grande do Norte. A premiação será concedida anualmente, sempre no mês de março, como parte integrante das comemorações do Dia Internacional da Mulher.

A iniciativa conta com duas categorias: Pesquisadora Sênior, destinada a pesquisadora com dez ou mais anos de atuação na sua área de conhecimento, e Jovem Pesquisadora, com menos de dez anos de atuação. Podem participar pesquisadoras norte-rio-grandenses ou especialistas, cujo foco das investigações esteja voltado para os interesses do Estado, quer sejam de natureza científica ou tecnológica, pura ou aplicada, gerando contribuição relevante para o desenvolvimento científico, tecnológico e cultural do Rio Grande do Norte, com reconhecido e documentado mérito em suas áreas de pesquisa.

Informações sobre as ações da Fapern podem ser obtidas no site: www.fapern.rn.gov.br. (Com informações da Fapern)

Fonte: Gestão CT

MDIC tem novo diretor

O Departamento de Política Tecnológica da Secretaria de Tecnologia Industrial do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior conta com novo diretor. É o diplomata Rodrigo Alexandre Oliveira de Carvalho. A sua nomeação foi publicada na edição do dia 5 do Diário Oficial da União.

Carvalho substituirá Manuel Fernando Lousada Soares no cargo. Ele é formado em ciências contábeis pela Universidade de Brasília. A nomeação está disponível neste link

Fonte: Gestão CT

Criada comissão especial de petróleo e gás natural em São Paulo

Foi publicado no Diário Oficial do Estado de São Paulo, no último dia 9, decreto que institui, junto ao gabinete do governador, a Comissão Especial de Petróleo e Gás Natural do Estado.

Os objetivos do grupo é avaliar os impactos sociais, ambientais, econômicos e fiscais gerados pelas atividades associadas e de apoio à exploração, à produção, ao transporte e ao refino de petróleo e gás natural no litoral do Estado, com vista a incrementar seu desenvolvimento; e propor ações ao governo do Estado de São Paulo necessárias ao pleno desenvolvimento das atividades.

A comissão orientará diretrizes de ação governamental em relação aos seguintes aspectos: impactos econômicos e fiscais; formação da mão-de-obra; desenvolvimento da cadeia de fornecedores; infra-estrutura geral e de escoamento; efeitos sobre o desenvolvimento regional; construção naval; pesquisa e inovação tecnológica; desenvolvimento energético; e marcos regulatórios.

O grupo será composto pelos seguintes membros: governador do Estado, que exercerá a coordenação geral dos trabalhos; vice-governador, que exercerá a coordenação executiva dos trabalhos; os titulares ou os secretários adjuntos das seguintes secretarias de Estado: de Desenvolvimento, da Casa Civil, de Economia e Planejamento, da Fazenda, dos Transportes, do Meio Ambiente, de Ensino Superior, de Saneamento e Energia; o procurador geral do Estado ou o procurador do Estado Adjunto; e um membro de livre escolha do governador do Estado.

Veja a íntegra do DECRETO Nº 53.392, DE 08 DE SETEMBRO DE 2008 por este link.

Fonte: Gestão CT

Assinado protocolo para instalação de Parque Tecnológico em Ribeirão Preto

Vice-governador de SP assina protocolo para instalação de Parque Tecnológico em Ribeirão Preto

A assinatura do protocolo, no último dia 11 de setembro, entre a prefeitura de Ribeirão Preto e o governo do Estado de São Paulo, representado pelo vice-governador e secretário do Desenvolvimento, Alberto Goldman, marcou o início efetivo do processo de implantação do Parque Tecnológico junto ao campus da Universidade de São Paulo (USP).

Em texto da Coordenadoria de Comunicação Social de Ribeirão Preto, a solenidade foi aberta pelo secretário municipal do Planejamento, Marcos Spínola de Castro, que fez um histórico do sistema paulista de parques tecnológicos, a partir dos seus objetivos básicos: promover pesquisa e inovação tecnológica, estimular a cooperação entre instituições de pesquisa, universidades e empresas e dar suporte ao desenvolvimento de atividades empresariais intensivas em conhecimento. Castro lembrou que o Parque Tecnológico de Ribeirão Preto terá ênfase em saúde e biotecnologia, prevendo a utilização de terras da USP e da iniciativa privada, numa área física total de 1.110.200m².

A implantação, com investimento inicial de R$ 22.6 milhões se dará em cinco etapas, num investimento total de aproximadamente R$ 151 milhões. Na primeira etapa o governo federal participará com R$ 11 milhões, o estadual, com R$ 4,5 mil, o municipal, com R$ 3,7 mil e a USP, com R$ 3,2 mil.

Goldman afirmou, ainda em texto da coordenadoria, que o Parque Tecnológico é um grande instrumento de atração de investimentos privados junto com o apoio do Estado. Mais informações, no site www.ribeiraopreto.sp.gov.br.

Fonte: Gestão CT

Enitec tem início nesta semana

Será realizada, no dia 17, na sede da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília, a abertura do 7º Encontro Nacional da Inovação Tecnológica (Enitec). O evento está programado para avaliar as políticas públicas, os resultados efetivos do fomento e projetar as perspectivas para acelerar o crescimento das indústrias pela via da agregação de inovação tecnológica no produto e processo.

A iniciativa é da Sociedade Brasileira Pró-Inovação Tecnológica (Protec) e da Rede de Entidades Tecnológicas Setoriais (Rets). A abertura do encontro contará com a participação do gerente técnico de fundos setoriais da Finep, Alexandre Zuccolo Barragat de Andrade, do diretor superintendente do Departamento Nacional do Serviço Social da Indústria (Sesi), do vice-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), do presidente da CNI, Armando Monteiro Neto, entre outras autoridades.

Durante o evento, que ocorre até o dia 18, serão discutidos os incentivos fiscais por meio dos relatórios do MCT sobre o uso da Lei do Bem. Também serão examinados os resultados dos três editais de subvenção da Finep.Informações sobre a programação do evento podem ser obtidas neste link.

Fonte: Gestão CT

Programa “Universidade Sem Fronteiras” tem prazo prorrogado

A Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná (Seti), instituição associada à ABIPTI, ampliará o programa “Universidade Sem Fronteiras”. Em texto da Seti, a secretária Lygia Pupatto, disse que pretende renovar, por mais um ano, projetos dos subprogramas apoio às licenciaturas e incubadoras dos direitos sociais e prorrogar os demais projetos até fevereiro de 2009.

Terão prazo renovado até fevereiro de 2009 os projetos inseridos nos subprogramas de agricultura familiar, pecuária leiteira, licenciaturas e incubadoras dos direitos sociais.

Programa
O programa “Universidade Sem Fronteiras” é um projeto de mudança social criado com o objetivo de intensificar a interação entre estudantes, recém-formados e professores das instituições estaduais e federais públicas de ensino superior e as comunidades paranaenses. As ações contribuem para a melhoria da qualidade de vida em mais de 120 municípios em todo o Paraná, com prioridade para aqueles com Índice de Desenvolvimentos Humano (IDH) insatisfatório e áreas periféricas das grandes cidades.

Mais informações, no site www.seti.pr.gov.br, ou pelo telefone (41) 3281-7300.(Com informações da Seti)

Fonte: Gestão CT

Conselho Superior da AEB tem novos integrantes

O Conselho Superior da Agência Espacial Brasileira tem dois novos representantes titulares. As designações foram publicadas na edição do dia 12 do Diário Oficial da União.

Um dos integrantes é o general-de-brigada Marconi dos Reis Bezerra, que representará o Comando do Exército. Ele substituirá o general-de-divisão Carlos César Paiva de Sá no cargo. A outra representante designada é Izabella Teixeira, do Ministério do Meio Ambiente, que assume a vaga de João Paulo Ribeiro Capobianco.

As designações estão disponíveis neste link.

Fonte: Gestão CT