terça-feira, 9 de setembro de 2008

Trabalho brasileiro é considerado o melhor no 5º Congresso Internacional de Nematologia

Nematóides em destaque
Um trabalho de autoria de Sérgio Ademir Calzavara, pesquisador da Universidade Estadual Paulista (Unesp), que analisa laranjais infectados por nematóides (Pratylenchus jaehni), importante praga dos laranjais paulistas, foi considerado o melhor entre os apresentados no 5º Congresso Internacional de Nematologia, realizado em julho, na Austrália.

O trabalho, um resumo da tese de doutorado (Descrição dos sintomas de laranjeiras infectadas por Pratylenchus jaehni; resistência de porta-enxertos, faixa de hospedeiros e desenvolvimento de plantas jovens inoculadas) defendida recentemente na Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV) da Unesp, em Jaboticabal, foi premiado no Best Student Poster Competition em uma das duas categorias, a Nematode Management, pela comissão organizadora do congresso realizado a cada cinco anos em um país diferente.

“Nematóides são organismos aquáticos que vivem nos mais diferentes habitats e podem afetar todas as partes da planta, parasitando, principalmente, órgãos subterrâneos como raízes, rizomas, tubérculos e bulbos, além da parte aérea, como caules, folhas, flores e sementes”, disse Calzavara.

Os danos causados nas plantas são conseqüências do parasitismo. “Os nematóides perfuram a parede celular, penetram no hospedeiro e se movimentam nos tecidos. Alimentando-se das células, eles desviam os elementos destinados à nutrição da planta”, explicou.

Um dos objetivos da pesquisa, cujos resultados poderão auxiliar no combate aos danos causados pelo microrganismo, foi identificar porta-enxertos de citros que sejam resistentes aos nematóides, uma importante alternativa para os produtores no manejo da praga.

O estudo aponta formas de reduzir o nível de infestação de um pomar pela praga com a substituição do tronco das plantas doentes por meio de enxerto, procedimento que consiste em inserir uma muda cítrica de outros frutos em mudas infestadas, de modo a reduzir o número de nematóides no solo e evitar seu alastramento.

Foram testados seis porta-enxertos fornecidos pelo Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus) para a verificação da resistência aos nematóides, que foram inoculados pelo pesquisador em todos os porta-enxertos analisados. O estudo teve apoio da FAPESP na modalidade Auxílio a Pesquisa, com coordenação do professor Jaime Maia dos Santos, do Departamento de Fitossanidade da FCAV.

“A conclusão é que cinco porta-enxertos testados se mostraram resistentes aos nematóides e podem ser utilizados para a formação de pomares em áreas com o microrganismo. Na fruticultura, o uso de porta-enxertos é uma prática usada há muitos anos”, disse Calzavara.

“O trabalho é de grande importância para os citricultores, pois cerca de 80% dos pomares paulistas utilizam o porta enxerto de limoeiro cravo, que, no estudo, foi o único que se mostrou suscetível ao nematóide. Identificamos também que os outros cinco porta-enxertos analisados podem ser utilizados na substituição do porta-enxerto de limoeiro cravo”, explica.

Sintomas da infecção
Segundo Calzavara, a pesquisa, realizada em laranjais de uma fazenda do município de Itápolis, no interior paulista, também apresenta os principais sintomas de plantas infectadas por nematóides.

“As folhas de plantas infectadas são menores e, geralmente, não exibem o brilho natural que se observa nas folhas de plantas sadias. Os frutos também são menores, acarretando queda da produtividade. Em condição de déficit hídrico acentuado, ocorre ainda a queda prematura das folhas de plantas atacadas pela praga. Para o Pratylenchus jaehni essas informações ainda não eram conhecidas”, disse o engenheiro agrônomo.

O estudo revela ainda plantas que podem ser cultivadas nas áreas infestadas pelo microrganismo: as culturas do amendoim, algodoeiro, mamona e cana-de-açúcar, assim como as forrageiras Panicum maximum e Brachiaria decumbens, são resistentes ao Pratylenchus jaehni e também podem ser utilizadas visando à redução populacional do nematóide no solo de pomares infestados.

Outro ponto importante do trabalho foi a quantificação do prejuízo causado pelos nematóides em plantas jovens (sem produção de frutos). “Os resultados evidenciaram reduções de 22% na altura das plantas, 22,5% no diâmetro do caule e até 52,5% no volume da copa após a inoculação dos nematóides. Essas informações servem para conscientizar os produtores dos efeitos danosos da praga nos citros”, afirmou Calzavara.

Segundo ele, dados de pesquisas estimam que as perdas anuais causadas por nematóides em citros, em termos mundiais, cheguem a 14,2% de toda a produção.

“No Brasil, os trabalhos ainda são incipientes e não se sabe, em termos porcentuais, qual o efeito na produtividade dos citros causado pelo Pratylenchus jaehni”, disse o pesquisador que atualmente está, com bolsa da FAPESP, dando continuidade aos estudos na área em seu pós-doutorado também desenvolvido na Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias da Unesp.

Fonte: Thiago Romero / Agência FAPESP

Ano da França no Brasil: Instituído comissariado brasileiro e comissão interministerial

Por meio de decreto não numerado e publicado no Diário Oficial da União, do dia 5, foi instituído o comissariado brasileiro e a comissão interministerial encarregados de coordenar e prestar apoio técnico-institucional na realização do Ano da França no Brasil, a ser comemorado em 2009.

O comissariado vai preparar a pauta da programação a ser apresentada, fazer gestões necessárias com instituições brasileiras e francesas, bem como tratar de todas as questões relativas à realização dos eventos, juntamente com o Comissariado Francês.

O Comissariado Brasileiro será composto por: um presidente, com reconhecida atuação na promoção da cultura; um representante, indicado pelo Ministério da Cultura; e um representante, indicado pelo Ministério das Relações Exteriores (MRE).

Já a comissão interministerial será composta por um representante de cada órgão a seguir: ministérios da Cultura; das Relações Exteriores; da Educação; do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior; da Ciência e Tecnologia; da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; do Meio Ambiente; do Turismo; da Defesa; da Justiça; da Fazenda; do Esporte; do Planejamento, Orçamento e Gestão; e das Comunicações.

As seguintes secretarias também terão um representante cada uma: de Relações Institucionais da Presidência da República; de Comunicação Social da Presidência da República; e Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República.

Os trabalhos da Comissão Interministerial serão dirigidos conjuntamente pelos representantes dos Ministérios da Cultura e das Relações Exteriores. Cabe ao Ministério da Cultura prover o apoio técnico, administrativo e financeiro, para dar suporte aos trabalhos do Comissariado Brasileiro. Cabe ao MRE as gestões necessárias junto a instituições francesas e brasileiras, com vistas à realização do “Ano da França no Brasil”.

Os trabalhos do Comissariado do “Ano da França no Brasil” serão encerrados até 31 dezembro de 2009, mediante apresentação do relatório final das atividades desenvolvidas.

Veja a íntegra do decreto por este link.

Fonte: Gestão CT

LHC - Large Hadron Collider - terá primeiro choque de prótons no dia 10

Partículas em ação - Físicos brasileiros participam de experimentos no LHC, maior acelerador de partículas no mundo, que terá primeiro choque de prótons no dia 10

Vai começar o maior experimento científico do mundo, o Large Hadron Collider (LHC), construído pelo Centro Europeu de Física de Partículas (Cern) na fronteira entre Suíça e França. No dia 10 de setembro está previsto para ocorrer o primeiro choque de prótons, teste para a inauguração marcada para o dia 21 de outubro.

“Pela primeira vez na história da ciência um próton se chocará com outro no maior acelerador de partículas do mundo. O LHC vai inaugurar uma nova era, varrendo quase toda a física experimental das interações fundamentais da natureza”, disse o físico brasileiro Alberto Santoro, da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj), ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Construído durante duas décadas, com a colaboração de cientistas de 181 institutos de pesquisas de diversos países, o LHC é um acelerador de prótons com 27 quilômetros de comprimento, situado a 100 metros abaixo da superfície.

O LHC é formado por seis experimentos, dos quais os principais são o Alice (A Large Ion Collider Experiment), o LHCb (LHC Beauty), o Atlas (A Toroidal LHC Apparatus) e o CMS (Compact Muon Solenoid).

“O Brasil não está fora desta nova era da ciência”, disse Santoro, que é coordenador do grupo da Uerj no CMS. Os físicos brasileiros, com apoio do CNPq, estão envolvidos nos quatro experimentos desde a década de 1990.

“De 1999 a 2004, o CNPq pagou 100 mil francos suíços por ano para a construção do equipamento referente ao experimento Atlas. Foram ao todo R$ 1,2 milhão. Além disso, temos apoiado os grupos de pesquisa que participam dessa colaboração oferecendo bolsas para doutorado-sanduíche com duração ampliada para dois anos”, disse José Roberto Drugowich, diretor de Programas Horizontais e Instrumentais da agência.

A participação dos brasileiros envolve pesquisadores, professores, estudantes de universidades e institutos de pesquisa do Brasil. O grupo de física nuclear da Universidade de São Paulo participa do experimento Alice. Físicos e engenheiros do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF) e da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) estão no LHCb.

Grupos da UFRJ e do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (Coppe) integram o CMS. Do Atlas, participam pesquisadores da CBPF, Uerj, Universidade Estadual Paulista, Universidade Federal do Rio Grande do Sul e do Centro Federal de Educação Tecnológica.

Para assegurar a participação de pesquisadores brasileiros nos projetos e programas de pesquisa em desenvolvimento no Cern, o CNPq assinou um convênio de cooperação com o centro em setembro de 2006.

O convênio prevê a participação de pesquisadores brasileiros nos quatro experimentos, no projeto de banco de dados e na rede de processamento do LHC, por meio da assinatura de protocolos específicos.

Os mais recentes protocolos foram assinados em maio, para participação nos experimentos do Cern de pesquisadores vinculados a institutos e universidades brasileiras para treinamento de estudantes.

Mais informações: lhc.web.cern.ch/lhc

Fonte: Agência FAPESP

Inep prorroga prazo para requerimento de avaliação in loco nos processos de renovação de reconhecimento de cursos

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC) publicou, no Diário Oficial da União do dia 5, portaria que prorroga até o dia 6 de outubro o prazo para requerimento de avaliação in loco nos processos de renovação de reconhecimento de cursos, previsto na Portaria Normativa MEC nº 4, de 5 de agosto de 2008.

A portaria, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), está disponível neste link.

Fonte: Gestão CT

Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia oferece bolsas de doutorado

Bolsas de doutorado direto em cardiologia

A Comissão de Pós-Graduação do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia (IDPC), entidade associada à Universidade de São Paulo (USP), abrirá inscrições para a seleção de candidatos a dez vagas para o doutorado direto do programa de pós-graduação em Medicina, Tecnologia e Intervenção em Cardiologia.

O edital é voltado a médicos cardiologistas, cirurgiões cardiovasculares, cardiologistas pediátricos, engenheiros, físicos, tecnólogos e matemáticos, exclusivamente para o ingresso em 2009. As inscrições serão abertas no dia 29 de setembro e devem ser realizadas até 10 de outubro.

Segundo o instituto, o objetivo é capacitar médicos com especialização na área cardiovascular, ou comprovada iniciação científica nesse campo, para geração de conhecimentos e habilitação docente altamente qualificadas.

Os engenheiros, físicos, tecnólogos e matemáticos devem possuir diploma de mestrado stricto sensu nas áreas correspondentes.

Os candidatos serão submetidos a um processo seletivo que se baseia na análise do currículo Lattes e na avaliação do projeto de pesquisa que deve ser aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do IDPC. Os resultados da seleção serão divulgados no dia 16 de dezembro de 2008.

"Terapêutica intervencionista endovascular", "Fisiopatologia e estratégias terapêuticas nas síndromes coronárias agudas", "Farmacologia cardiovascular e tratamento das arritmias cardíacas", "Cirurgia cardiovascular e tecnologia aplicada ao aparelho circulatório" e "Epidemiologia cardiovascular" são algumas linhas de pesquisa do curso.

Mais informações: www.dantepazzanese.org.br ou (11) 5085-6274

Fonte: Agência FAPESP

CGEE inaugura Núcleo de Competência Metodológica

No mês passado, o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) implantou uma iniciativa que pretende facilitar a interação entre os estudos realizados pela instituição e a participação efetiva de maneira coletiva. É o Núcleo de Competência Metodológica (NCM), unidade cuja criação estava prevista no contrato de gestão firmado entre o CGEE e o MCT para 2008.

O núcleo auxiliará na seleção das metodologias para poder complementar e customizar cada trabalho realizado pelo CGEE. “Cada estudo do centro, por mais que tenha identidade com outros que já foram feitos ou estão sendo feitos, ele tem um DNA próprio. E essa customização vai exigir um trabalho permanente de criação, estudo, análise e avaliação”, afirmou a presidente do CGEE, Lúcia Melo, durante a inauguração.

Para Lélio Fellows, responsável pelo núcleo, com a iniciativa agora existirá a possibilidade de capacitação continuada, que ele considera fundamental, assim como a geração de conceitos e conhecimento. O núcleo realizará três seminários de nivelamento mensais, que são reuniões com colaboradores do CGEE para reflexões abertas sobre as atividades desenvolvidas no centro.

Além disso, caberá ao núcleo a realização dos Encontros Estratégicos, que já são realizados uma vez por mês no centro e são palestras com convidados de outras instituições nacionais ou internacionais da área de CT&I. No dia 28, aconteceu uma das edições da iniciativa. Os convidados foram dois especialistas em tecnologias convergentes, Jordi Aguiló, PhD em Phisical Sciences e líder do Departamento de Microeletrônica e Sistemas Eletrônicos da Universidade Autônoma de Barcelona, e Jacqueline Luce, pesquisadora associada da Zeppelin University, da Alemanha, que participa da coordenação de um estudo europeu sobre práticas de governança.

O próximo encontro deverá ocorrer no dia 25 de setembro, com o tema Impedimentos para o Sucesso da Comercialização de Tecnologia. O evento terá como palestrante Robert M.Sherwood, consultor internacional e pesquisador da área de transferência e comercialização de tecnologia.

Informações sobre as ações do CGEE podem ser obtidas no site www.cgee.org.br.

Fonte: Gestão CT

Professores municipais e estaduais começam cursos de educação continuada

Na segunda quinzena deste mês de setembro, centenas de professores das redes estaduais de educação de 11 Estados e de cerca de 2 mil municípios de todas as unidades da Federação iniciarão cursos de educação continuada. A informação é do Ministério da Educação, divulgada na semana passada.

A formação e a certificação serão feitas por universidades públicas e comunitárias que integram a Rede Nacional de Formação Continuada de Professores da Educação Básica, criada pelo Ministério da Educação no ano de 2004.

Esses cursos de qualificação de professores da educação básica atende parte dos projetos solicitados por Estados e municípios nos planos de ações articuladas (PAR), ação que faz parte do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), lançado em abril de 2007. No final de agosto e no início deste mês, o MEC fez duas chamadas para início de cursos, mas para atender todos os pedidos de formação enviados nos planos, o ministério deverá fazer cerca de 20 chamadas até julho de 2009.

Funcionamento
Segundo informações do MEC, os professores municipais e estaduais farão a formação em cursos semipresenciais que podem ser de aperfeiçoamento, atualização ou extensão, em uma das seguintes áreas: matemática, alfabetização e letramento, linguagem e letramento, ciências humanas e sociais, artes e educação física. O professor terá prioridade para fazer a formação continuada na área em que trabalha. Mas se ele atua, por exemplo, nas séries iniciais e nas séries finais do ensino fundamental ou em mais de uma disciplina, o município ou o Estado poderá inscrevê-lo num curso e depois em outro.

Cada universidade integrante da rede tem autonomia para organizar seus cursos, mas eles devem ter carga horária entre 40 horas e 150 horas e combinar educação presencial e a distância.

A Rede Nacional de Formação Continuada de Professores da Educação Básica é formada por 19 instituições de ensino superior públicas, federais e estaduais, e comunitárias sem fins lucrativos, que têm centros de pesquisa e desenvolvimento da educação. O objetivo da rede, criada em 2004, é contribuir para melhorar a formação dos professores da educação básica pública.

Integram a rede, 13 universidades federais: de Minas Gerais (UFMG), Juiz de Fora (UFJF), Espírito Santo (Ufes), Pernambuco (UFPE), Rio Grande do Sul (UFRGS), Brasília (UnB), Rio Grande do Norte (UFRN), Amazonas (Ufam), Rio de Janeiro (UFRJ), Ceará (UFCE), Bahia (UFBA), Pará (UFPA) e do Paraná (UFPR); três estaduais: de Campinas (Unicamp), Ponta Grossa (UEPG), São Paulo (Unesp); e três comunitárias: Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Minas Gerais, PUC de São Paulo e Universidade do Rio dos Sinos (Unisinos), do Rio Grande do Sul.

Informações adicionais, no site www.mec.gov.br.(Com informações do MEC).

Fonte: Gestão CT

Prêmio Interações Estéticas – Residências Artísticas em Pontos de Cultura


Publicado edital do Prêmio Interações Estéticas – Residências Artísticas em Pontos de Cultura

A Fundação Nacional de Artes (Funarte) publicou, na edição do dia 29 de agosto do Diário Oficial da União, o edital do Prêmio Interações Estéticas – Residências Artísticas em Pontos de Cultura. A premiação será realizada em parceria com a Secretaria de Programas e Projetos Culturais (SPPC) do Ministério da Cultura.

A iniciativa objetiva apoiar o intercâmbio cultural e artístico entre artistas do campo da arte contemporânea e a rede de pontos de cultura por meio da realização de projetos de residências artísticas, potencializando aquelas instituições como espaços de experimentação e de reflexão crítica.

Para a orientação dos interessados em participar da seleção, foram delimitadas as categorias por região do país em relação ao número e valores de prêmios e ao número e valores dos prêmios de abrangência nacional. A divisão foi feita da seguinte forma:

01 - Região Norte:
● 01A – 5 prêmios de R$ 15 mil
● 01B – 2 prêmios de R$ 25 mil
● 01C – 1 prêmio de R$ 50 mil

02 – Região Centro-Oeste:
● 02A – 4 prêmios de R$ 15 mil
● 02B – 2 prêmios de R$ 25 mil
● 02C – 1 prêmio de R$ 50 mil

03 – Região Nordeste:
● 03A – 10 prêmios de R$ 15 mil
● 03B – 7 prêmios de R$ 25 mil
● 03C – 3 prêmios de R$ 50 mil

04 – Região Sudeste:
● 04A – 10 prêmios de R$ 15 mil
● 04B – 10 prêmios de R$ 25 mil
● 04C – 3 prêmios de R$ 50 mil

05 – Região Sul:
● 05A – 03 prêmios de R$ 15 mil
● 05B – 03 prêmios de R$ 25 mil
● 05C – 02 prêmios de R$ 50 mil

06 – Abrangência Nacional:
● 05 prêmios de R$ 90 mil

De acordo com o edital, os projetos concorrentes nas categorias com prêmios no valor de R$ 15 mil e R$ 25 mil deverão ter a duração de três meses. Já as propostas concorrentes nas categorias com prêmios nos valores de R$ 50 mil e R$ 90 mil deverão ter a duração de seis meses. Podem participar da seleção artistas brasileiros natos ou naturalizados das diversas áreas artísticas, com idade igual ou superior a 18 anos. No caso dos estrangeiros, eles deverão comprovar a residência no país há mais de três anos.

Os projetos poderão propor atividades e produtos finais nas diversas linguagens artísticas, sem restrições de temáticas ou suportes, desde que integrados com as ações do ponto de cultura e do público participante.

As inscrições são gratuitas e estarão abertas durante o período de 45 dias após a publicação do edital no Diário Oficial da União. Elas deverão ser enviadas somente pelos Correios, em envelope lacrado para: Fundação Nacional de Artes – Funarte – Prêmio Interações Estéticas – Residências Artísticas em Pontos de Cultura: Setor de Protocolo, Rua da Imprensa, 16 – 6º andar – Castelo, Rio de Janeiro – RJ, CEP 20030-120.

A íntegra do edital está disponível neste link.

Fonte: Gestão CT

Fórum de Tecnologia Social tem inscrições prorrogadas

As inscrições de trabalhos para o Fórum de Tecnologia Social, iniciativa do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), foram prorrogadas para o dia 30 de setembro de 2008.

Os interessados em participar devem enviar relatos ou descrições de casos e tendências, situações e experiências relacionadas a uma das seis temáticas:
1. Projetos de moradia rural e biossistemas;
2. Projetos em reciclagem de esgoto humano e animal, associados ou não ao reaproveitamento energético de matérias-primas e resíduos;
3. Projetos teóricos e práticos na agroecologia;
4. Projetos de aprendizagem e capacitação de redes sociais;
5. Projetos de difusão por multimídia e meios eletrônicos de metodologias de envolvimento pedagógico dos sujeitos sociais no campo; e
6. Projetos de processamento e/ou artesanato coletivos e de economia solidária.

Para participar, é necessário preencher a ficha de inscrição disponível no Portal do Núcleo de Estudos Agrários e Desenvolvimento Rural (Nead/MDA). A ficha de inscrição está disponível neste link, no item “Inscrição Fase 1”.

Os artigos habilitados serão publicados na forma de um catálogo online. Desta forma, o projeto ganha visibilidade e pode ser adotado em redes sociais de assistência técnica e extensão rural para a agricultura familiar.

Mais informações, no site www.mda.gov.br.

Fonte: Gestão CT

Prêmio Sebrae TOP 100

Sebrae lança o prêmio TOP 100 do artesanato

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) lança o prêmio Sebrae TOP 100 que vai oferecer ao mercado uma lista das cem unidades de produção mais competitivas do país. O prêmio foi lançado pelo Sebrae Nacional numa parceria entre a Unidade de Acesso e Estratégias Competitivas (Uaec) e o Projeto Artesanato desenvolvido pela Unidade de Atendimento Coletivo (UAC), para que os artesãos, consumidores e a sociedade em geral tenham modelos que servirão de referência de qualidade para novos produtos e serviços oferecidos no segmento. As inscrições podem ser feitas até o dia 30 de setembro somente pelo site www.top100.sebrae.com.br.

Na primeira fase do concurso, os participantes, ao se inscreverem, deverão preencher um questionário de auto-avaliação. A segunda fase consiste em uma visita técnica nos meses de outubro e novembro deste ano, na qual um consultor especializado validará as informações do questionário que será encaminhado ao Sebrae Nacional, responsável pela seleção das unidades.

O resultado será divulgado em dezembro de 2008 e a premiação em março de 2009, com a realização das rodadas de negócios, e a preparação do material de divulgação com a produção de um catálogo e CD ROM dos produtos das unidades ou empreendedores premiados. Mais informações no site www.sebraeamapa.com.br, ou pelo telefone (96) 3312-2832. (Com informações do Sebrae Amapá).

Fonte: Gestão CT

Proeducar 2008/2 oferece créditos a estudantes de baixa renda do Tocantins

O governo do Estado de Tocantins publicou na última quarta-feira (3) o Edital do Proeducar 2008/2.

Um mil novos créditos serão oferecidos a estudantes de baixa renda matriculados em 15 instituições de educação superior do Tocantins. As inscrições serão feitas exclusivamente pelo site da Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia (Sect) no endereço www.tecnologia.to.gov.br, no período de 8 a 19 de setembro de 2008. (Com informações da Sect).

Fonte: Gestão CT

Complexo Industrial da Saúde tem instalado Grupo Executivo

O Brasil conta agora com um Grupo Executivo do Complexo Industrial da Saúde (Gecis). A instância foi instalada no dia 26, em Brasília, pelo ministro José Gomes Temporão. Ela foi criada para regular o setor e reduzir os diferentes gargalos – legais, tributários e financeiros - que tornam o país dependente de produtos, equipamentos e tecnologia estrangeiros.
No âmbito do grupo, serão debatidos temas que afetam a produção industrial da saúde, desde a desoneração do setor, passando pela equalização tributária entre os produtos nacionais e importados, até o apoio a investimentos das empresas do setor para a construção, expansão e modernização de capacidade produtiva, por intermédio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Complexo Industrial da Saúde (Profarma) e estímulo às redes tecnológicas voltadas à regulação e à qualidade dos produtos do setor, incluindo laboratórios de testes e certificação.

“Essa é outra maneira de olhar a saúde, não apenas pelo lado de política social, fundamental para o desenvolvimento do país e para a melhoria das condições de vida da população, mas pela sua capacidade de gerar desenvolvimento, criar riqueza, empregos qualificados e ciência”, afirmou Temporão na abertura das atividades do Gecis.

Em notícia publicada no seu site, o Ministério da Saúde destaca que o órgão tem como objetivos estratégicos prioritários o desenvolvimento e a inovação do complexo produtivo de bens e serviços de saúde no país para enfrentar as vulnerabilidades da política social. A instituição ainda destaca o seu inegável poder de compra diante do setor privado, com um gasto anual de cerca de R$ 8 bilhões em medicamentos, equipamentos médicos, materiais (órteses e próteses), hemoderivados, vacinas e reagentes para diagnóstico. O país registra um déficit de quase US$ 6 bilhões na balança comercial setorial.

Ainda segundo o órgão, o Complexo Industrial da Saúde é considerado estratégico para a Política de Desenvolvimento Produtivo (PDP). Um dos objetivos é levar o Brasil a ter domínio sobre o conhecimento científico-tecnológico em áreas estratégicas, a fim de reduzir a vulnerabilidade do Sistema Nacional de Saúde. Entre as suas metas consta a redução do déficit comercial do complexo para US$ 4,4 bilhões e desenvolver tecnologia para a produção local de 20 produtos estratégicos do SUS até 2013.

O Gecis conta com representantes do MCT e dos ministérios do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), da Fazenda (MF), Relações Exteriores (MRE) e da Casa Civil da Presidência da República.

O grupo ainda tem a representação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) e da Finep.

Informações sobre as ações do Ministério da Saúde podem ser obtidas no site www.saude.gov.br.

Fonte: Gestão CT

Oliver Smithies receberá o título de doutor honoris causa pela USP

Honoris causa para Oliver Smithies
A Universidade de São Paulo (USP) outorgará o título de doutor honoris causa ao professor Oliver Smithies, da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, no dia 18 de setembro, na capital paulista.

A sessão solene do Conselho Universitário faz parte do calendário oficial das comemorações dos 75 anos da USP.

Ganhador do prêmio Nobel de Medicina e Fisiologia em 2007, Smithies foi um dos primeiros cientistas a identificar a recombinação homóloga, processo que permite modificar quaisquer genes das células-tronco embrionárias.

A partir desse conhecimento, desenvolveu-se a técnica conhecida como "nocaute", que consiste em anular ou modificar um gene específico, permitindo o surgimento de animais transgênicos.

Smithies formou-se em fisiologia na Universidade de Oxford em 1946, onde obteve o doutorado em bioquímica, em 1951. Atualmente, é professor de patologia e de medicina laboratorial na Escola de Medicina da Universidade da Carolina do Norte.

A cerimônia de outorga do título será realizada às 15 horas, na sala do Conselho Universitário, situada à rua da Reitoria, 109, Cidade Universitária.

Mais informações pelo e-mail ou (11) 3091-3402.

Fonte: Agência FAPESP

Diet and Prevention of Coronary Heart Disease e Diet and Breast Cancer: methodological issues in nutritional epidemiology

Walter Willett, professor da Escola Médica da Universidade Harvard e chefe do Departamento de Nutrição da Escola Harvard de Saúde Pública, ministrará duas conferências no dia 19 de setembro, na Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP), na capital paulista.

Os temas serão: “Diet and prevention of coronary heart disease” e “Diet and breast cancer: methodological issues in nutritional epidemiology”.

Willett, que publicou mais de mil artigos sobre estilo de vida e risco principalmente para doenças coronariana e câncer, falará sobre suas experiências nos últimos 25 anos relacionadas com o desenvolvimento de métodos para estudo dos efeitos da dieta na ocorrência de doenças, incluindo questionários e indicadores bioquímicos.

Haverá tradução simultânea e as duas palestras serão transmitidas ao vivo pela internet (iptv.usp.br). O evento é gratuito e as vagas limitadas.

Mais informações: www.fsp.usp.br ou telefone 3061-7818

Sobre o Palestrante
Dr. Walter Willett é Professor de Epidemiologia e Nutrição e Chefe do Departamento de Nutrição da Harvard School of Public Health e também Professor de Medicina da Harvard Medical School. Estudou Ciências dos Alimentos na Michigan State University, graduou-se em Medicina na University of Michigan Medical School e obteve seu doutorado em Saúde Publica na Harvard School of Public Health. Nos últimos 25 anos, Dr. Willett tem concentrado suas pesquisas no desenvolvimento de métodos para estudo dos efeitos da dieta na ocorrência de doenças, incluindo questionários e indicadores bioquímicos. Esses métodos vêm sendo utilizados desde 1980 nos estudos de coorte Nurses’ Health Study I, Nurses’Health Study II e Health Professionals Follow-up Study. Estas coortes incluem cerca de 300.00 homens e mulheres com medidas repetidas de avaliação da dieta, constituindo as informações mais completas disponíveis sobre conseqüência a longo-prazo dos hábitos alimentares.

Publicou mais de 1.000 artigos sobre estilo de vida e risco para doença coronariana e câncer, principalmente. Organizou um livro texto, Nutritional Epidemiology, publicado pela Oxford University Press e mais três outros livros de divulgação cientifica: Eat, Drink and Be Healthy: The Harvard Medical School Guide to Healthy Eating, que esta entre os livros mais vendidos no mundo inteiro, Eat, Drink, and Weigh Loss, em co-autoria com Mollie Katzen, e mais recentemente, The Fertility Diet, em co-autoria Jorge Chavarro e Pat Skerrett. Dr. Willett é um dos cientistas mais citados internacionalmente e está entre os cinco pesquisadores mais citados em Clinical Science. É membro do Institu7818to de Medicina da National Academy of Sciences dos Estados Unidos. (FSP/USP)

Fonte:Agência FAPESP

Procac - Programa Brasileiro de Sistemas Célula e Combustível tem constituído grupo de trabalho

Foi constituído, por meio de portaria do MCT, publicada no Diário Oficial da União do dia 4 de setembro, o grupo de trabalho destinado a estudar e propor revisão e atualização do Programa Brasileiro de Sistemas Célula e Combustível (Procac).

Fazem parte do grupo: Fábio Bellot Noronha, do Instituto Nacional de Tecnologia (INT), que coordenará o grupo; José Augusto Perrotta, do Instituto de Pesquisas Nucleares (Ipen); Eduardo Torres Serra, do Centro de Pesquisa de Energia Elétrica (Cepel).

Os trabalhos serão coordenados pela Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (Setec/MCT). O grupo deve concluir os trabalhos e apresentar proposição em 60 dias, a partir da data de publicação da portaria. Veja a íntegra da portaria por este link.

Fonte: Gestão CT

Comissão organizadora da Conae - Conferência Nacional da Educação - é constituída

Por meio de portaria normativa, publicada no Diário Oficial da União do dia 4 de setembro, foi constituída a Comissão Organizadora da Conferência Nacional da Educação (Conae), que será realizada no mês de abril de 2010, em Brasília.

A comissão coordenará, promoverá e fará o monitoramento do desenvolvimento da Conferência Nacional, que terá nas suas bases, estrutural e organizacional, a realização de conferências estaduais, do Distrito Federal e municipais de educação.

As conferências municipais serão realizadas no primeiro semestre de 2009 e as de âmbito estadual e do Distrito Federal serão realizadas no segundo semestre do mesmo ano.

A comissão organizadora será composta por um representante titular e um suplente de 34 entidades. Veja a lista completa no texto da portaria que está disponível neste link.

Fonte: Gestão CT

Pronac: Definidos documentos obrigatórios para o cadastramento de propostas culturais

Portaria trata da documentação para cadastramento de propostas culturais

Por meio de portaria publicada no Diário Oficial da União, no último dia 5, estão definidos os documentos obrigatórios para o cadastramento de propostas culturais apresentadas com vistas à autorização para captação de recursos mediante o mecanismo de incentivo fiscal da Lei 8.313 de 1991, que restabelece princípios da lei que institui o Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac).


Fonte: Gestão CT

Em 1522 circunavegação de Fernão de Magalhães prova que a Terra é redonda

1522: Circunavegação prova que a Terra é redonda
O que se especulava desde o tempo de Pitágoras teve fim em 8 de setembro de 1522, com o término da primeira circunavegação da história.

A tese tida como heresia pelos eclesiásticos portugueses e fascinação para astrônomos se transformou em fato comprovado: a Terra é realmente redonda. E foi Fernão de Magalhães, um navegador que servia a Portugal fazendo expedições e descobertas de novas terras para o rei Dom Manuel, que deu início a essa aventura.

Magalhães não se dava por satisfeito com suas viagens grandiosas e sonhava ser o primeiro a dar volta ao mundo. Sua meta inovadora contradizia os dogmas cristãos, pois a Igreja achava que a Terra era quadrada. Aos poucos, ele manchava sua posição perante o reino católico.

O navegador português, que esperava apoio e mais dinheiro do rei, acabou desprezado e não recebendo recursos financeiros para os seus planos. Isso o levou a deixar Portugal e procurar reconhecimento no país concorrente, a Espanha. Por causa do interesse que tinha nas Ilhas Molucas (Indonésia), o rei Carlos 5º deu apoio ao fidalgo.

Viagem de descobertas
Em setembro de 1519, Fernão de Magalhães partiu para sua aventura rumo ao Ocidente, com cinco caravelas. Durante a viagem, teve de subjugar várias revoltas das tripulações. Ao chegar à costa sul-americana, foi navegando ao longo dela para o sul, depois de visitar o Rio de Janeiro; e assim descobriu a passagem interoceânica que recebeu o seu nome: o Estreito de Magalhães.

Mais adiante, ao avistar um oceano, o batizou de Pacífico e, um ano depois, descobriu as Ilhas Filipinas. Sebastião del Cano, que fazia parte do grupo de Magalhães, ancorou em Sevilha a 8 de setembro de 1522. Depois de anos de tempestades, conflitos, fome e sede, chegou apenas com 18 sobreviventes dos 237 marinheiros que haviam partido para a viagem.

O próprio Fernão de Magalhães havia morrido num combate em 1521 nas Filipinas, sem completar a circunavegação. (rf)

Fonte: DW

18º Encontro da Associação das Universidades de Língua Portuguesa

Reitores estrangeiros debatem Acordo Ortográfico

Reitores e acadêmicos de universidades sediadas em países de língua portuguesa desembarcam em Brasília para debater os temas Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento, no XVIII Encontro da Associação das Universidades de Língua Portuguesa (AULP).

A UnB é anfitriã do encontro, que começa nesta quarta-feira, 10 de setembro, e vai até a sexta-feira, 12, no prédio da Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos (Finatec). Os acadêmicos debaterão, ainda, o Acordo Ortográfico, que pretende uniformizar regras gramaticais nos países que têm o português como língua oficial.

O programa também conta com atividades culturais, como visita ao Museu da República e lançamento de publicações.

Confira a programação em http://www.aulp.org/. A AULP surgiu em 1986 e reúne instituições de ensino de nove países: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste. A entrada é aberta e gratuita.

Informações pelo 3307 1021 ou pelo e-mail .

Fonte: UnB