terça-feira, 19 de agosto de 2008

Em 1960 tinha início a revolução da pílula

No dia 18 de agosto de 1960, foi lançado o contraceptivo oral nos Estados Unidos. A pílula significou uma verdadeira revolução nos hábitos sexuais, pelo menos no mundo ocidental.

"Um dia histórico e um tremendo passo à frente." Foi com esta manchete que a revista Der Stern anunciou, na década de 60, o lançamento do contraceptivo oral no mercado alemão. Tudo havia começado no início dos anos 50 nos Estados Unidos. A feminista Margaret Sanger e a milionária Katherine McCormick haviam desafiado os cientistas a inventar uma pílula contra a gravidez que fosse fácil de usar, eficiente e barata.

O cientista Gregory Pincus aceitou o desafio. Mas tinha que trabalhar às escondidas, pois os contraceptivos estavam oficialmente proibidos nos Estados Unidos até 1965. Ele alegou tratar-se de uma pesquisa para aliviar os sintomas da menstruação e encerrou seu trabalho cinco anos depois de iniciar as pesquisas. No dia 18 de agosto de 1960, lançou o novo produto no mercado norte-americano: o Enovid-10.

Na Alemanha, o preparado apareceu apenas em 1º de junho de 1961 quando foi lançado pela Schering com o nome de Anovlar. Eram pequenos comprimidos verdes, cuja bula, naturalmente, vinha com a indicação "para aliviar os sintomas desagradáveis da menstruação".

A revolução sexual dos anos 60
O sexo, na época, ainda era tratado apenas como meio de reprodução. Por isso, a pílula significou uma reviravolta no conceito de sexualidade, pois o casal podia passar a manter relações sexuais apenas por prazer. A demanda aumentou muito a partir de 1965 na Alemanha. Ao mesmo tempo em que a indústria farmacêutica enriquecia, o sexo masculino começou a preocupar-se com a fidelidade de esposas e namoradas.

O auge da pílula anticoncepcional veio a seguir, com Woodstock e os hippies, a efervecência do movimento estudantil e o avanço do feminismo. Em pouco tempo, no entanto, começaram as evidências de efeitos colaterais, como o perigo de trombose, provocando insegurança entre as mulheres.

Os laboratórios continuaram pesquisando e criaram a mini e a micropílula (com dosagens hormonais menores), a pílula para depois, a pílula do aborto, o adesivo e o implante com hormônios. Parece faltar apenas um tipo de pílula: a para o homem. (Judith Hartl /(rw))

O anticoncepcional foi patenteado pelo químico mexicano Luis E. Miramontes, em 1951, quando ele tinha somente 26 anos de idade. Miramontes recebeu a patente do composto junto com Carl Djerassi e Jorge Rosenkranz, da companhia química mexicana Syntex S.A.

No dia 18 de agosto de 1960 começou a ser vendido o primeiro anticoncepcional oral da história. A pílula Enovid 10 era fabricada pela Searle Drug Company.

Fonte: DW

Edital para a área de meteorologia é lançado pela Finep

A Finep lançou, no último dia 15, uma chamada pública voltada para área de meteorologia, com recursos não-reembolsáveis no valor de R$ 18 milhões. Trata-se da chamada pública MCT/FINEP/Ação Transversal - Previsão de Clima e Tempo - 04/2008, que recebe propostas até o dia 25 de setembro.

O objetivo do edital é criar e articular a infra-estrutura para que entrem em operação dois sistemas de monitoramento, por meio da formação de redes de instituições. Uma é voltada para mudanças climáticas e previsão de secas e conta com R$ 10 milhões. A outra, focada no monitoramento oceânico e de alerta antecipado de fenômenos oceanográficos e meteorológicos extremos no Atlântico Sul e Tropical, tem R$ 8 milhões.

As redes deverão ser associadas a centros regionais de meteorologia ou a órgãos gestores dos recursos hídricos nos Estados. Será apoiada apenas uma instituição coordenadora de rede por unidade da Federação. Podem se candidatar órgãos de qualquer esfera de governo ou entidades privadas.

As propostas das Redes de Mudanças Climáticas devem ter valor mínimo de R$ 500 mil e as de Redes de Fenômenos Extremos, R$ 1 milhão.´

Veja a íntegra da chamada por este link.

Fonte: Gestão CT

Joshua Schuler fala sobre o Prêmio Lemelson-MIT

Celebridades da invenção
Mesmo quando uma invenção genial transforma a sociedade, na maioria das vezes o inventor permanece desconhecido e é pouco valorizado. A Escola de Engenharia do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês) tem uma estratégia para amenizar essa injustiça: o Prêmio Lemelson-MIT, conhecido como o “Oscar dos inventores”.

O programa da Fundação Lemelson, mantida pelo MIT, oferece anualmente US$ 500 mil para o inventor de maior destaque, US$ 100 mil para soluções sustentáveis voltadas para problemas de comunidades de países em desenvolvimento e US$ 30 mil para invenções de estudantes de graduação, além de bolsas de US$ 10 mil para grupos do ensino médio.

De acordo com Joshua Schuler, diretor executivo do Programa Lemelson, o objetivo é dar notoriedade aos grandes inventores e inspirar os jovens a seguir carreiras criativas por meio da invenção. “Há uma desproporção muito grande entre o impacto das invenções na vida das pessoas e o grau de reconhecimento recebido pelos inventores. Isso precisa ser mudado”, disse.

Schuler veio ao Brasil a convite da Embraer para conhecer o colégio Engenheiro Juarez Wanderley, que oferece cursos pré-universitários a jovens egressos da rede pública de ensino de São José dos Campos (SP).

Para Schuler, quando um inventor ganha notoriedade, ele não é o único a ser estimulado em sua carreira. A divulgação de seu perfil leva dezenas de outras pessoas a reconhecer nelas mesmas os elementos que constituem um potencial inventor, em um efeito multiplicador.

“Os jornais gastam muita tinta com celebridades e esportistas. Enquanto isso, as pessoas que realmente podem mudar o mundo com o impacto de suas invenções ficam no ostracismo. Quando um inventor realmente aparece, além de aumentar as possibilidades de investimentos, essa visibilidade estimula muita gente com idéias criativas”, apontou.

Schuler afirma que o baixo grau de reconhecimento dado aos inventores é um problema universal. “Noto a mesma coisa no Brasil. Pouca gente sabe quem são os inventores. E o país tem uma criatividade impressionante. Gostaria de ver programas semelhantes ao nosso sendo criados por instituições daqui para dar evidência a esses talentos.”

O norte-americano vê perspectivas de parcerias do Programa Lemelson com instituições brasileiras. “Nessa visita a São José dos Campos discutimos potenciais colaborações. Imagine o que pode acontecer quando tivermos uma equipe de estudantes em Chicago, por exemplo, e outra em São Paulo trabalhando juntas em um projeto de alto impacto social. O potencial criativo é imenso”, salientou.

Conhecimento cruzado
O Programa Lemelson oferece prêmios desde 1994. Em 2002, foi criado o projeto InvenTeams, que oferece bolsas de US$ 10 mil para grupos de estudantes cujos projetos inovativos tenham sido aprovados.

Segundo Schuler, os inventores têm perfis diferentes, mas os que conseguiram melhores resultados têm algo em comum: são pessoas que dominam o conhecimento de uma área e conseguem aplicá-lo em outras. Um exemplo disso é o ganhador de 2008 do prêmio de US$ 500 mil, que é voltado para inventores em meio de carreira, Joseph DeSimone.

“DeSimone é especializado em ciência de polímeros. Sua última invenção é uma tecnologia de replicação de partículas usada para fabricar nanocarreadores com aplicação médica. O produto já é usado para dirigir moléculas específicas para o tratamento de câncer e outras doenças”, explicou.

Outro exemplo dado por Schuler mostra que dominar o processo científico de uma área, adaptá-lo e aplicar em outro setor é o coração da atividade de inventor. Em 2003, James McLurkin ganhou o prêmio de US$ 30 mil voltado para estudantes universitários de graduação e pós-graduação.

“Esse estudante de ciência da computação era fascinado por duas coisas: pelo comportamento de abelhas e por robótica. Ele percebeu que o comportamento dos insetos funciona como um software – as abelhas fazem um percurso, reconhecem, voltam para comunicar e assim por diante. James programou pequenos robôs com comportamento de abelhas. Há uma infinidade de aplicações para isso, inclusive militares”, afirmou.

Segundo Schuler, o prêmio voltado a estudantes é o mais estimulante de todos. “As pessoas nessa faixa etária têm uma criatividade incrível e já conseguem criar coisas altamente relevantes. Essa modalidade é realmente divertida”, disse.

Como exemplo de bom resultado nessa modalidade, Schuler cita o caso de Carl Dietrich, vencedor do prêmio de US$ 30 mil de 2006 com um projeto de carro voador. Atualmente trabalhando com um grupo de oito pesquisadores, Dietrich acaba de lançar um protótipo da aeronave cujas asas de 3 metros são dobráveis, permitindo a circulação também no trânsito urbano.

Martin Fisher, vencedor de 2008 do prêmio de US$ 100 mil, voltado para sustentabilidade em comunidades carentes, inventou bombas de irrigação de propulsão humana com baixo custo e de fabricação caseira. O projeto foi acompanhado por um modelo de cadeia de produção para agricultura de subsistência capaz de permitir que os camponeses africanos pudessem se tornar empreendedores auto-suficientes.

“Esse processo tem transformado a vida de milhares de africanos, que estão conseguindo dobrar ou triplicar sua renda familiar. Isso demonstra que as grandes invenções não se resumem a tecnologias avançadas. Muitas vezes uma solução focada em problemas básicos tem uma importância crucial”, disse.

Embora o programa pertença à Escola de Engenharia do MIT, Schuler destaca que as boas invenções não precisam estar ligadas necessariamente às ciências exatas.

“As grandes invenções não estão confinadas às exatas. Você pode criar, por exemplo, um método para ensino de redação altamente inovador. Em todo caso, vale o mesmo princípio: quanto maior a capacidade de articular diferentes áreas do conhecimento, maior o potencial da invenção”, disse Schuler, que é formado em ciência política.

Além de aptidão para cruzar campos do conhecimento, outras duas características típicas dos bons inventores, segundo Schuler, são a disposição para o trabalho e a capacidade de aprender com os erros.

“O trabalho duro é fundamental, mas alguns dos maiores inventores dizem que o mais importante é errar. O fracasso é sempre uma incrível oportunidade para aprender”, destacou.

Saiba mais sobre o Prêmio no site (em inglês):
web.mit.edu/invent/index.html

Fonte: Fábio de Castro / Agência FAPESP

Saúde bucal tem edital lançado pelo CNPq

Lançado edital para financiar pesquisas sobre saúde bucal

Até o dia 29 de setembro, projetos de pesquisa sobre saúde bucal podem ser inscritos para receber financiamento, por meio do Edital MCT/CNPq/MS-SCTIE-DECIT/MS-SAS-DAB Nº 32/2008.

Podem submeter propostas pesquisadores com vínculo empregatício (celetista ou estatutário) com instituições de ensino superior (IES), centros e institutos de pesquisa e desenvolvimento, públicos ou privados, todos sem fins lucrativos, constituídos sob as leis brasileiras e que tenham sua sede e administração no país.

As propostas aprovadas serão financiadas com recursos no valor global estimado de R$ 1 milhão, oriundos do Departamento de Atenção Básica do Ministério da Saúde (DAB/SAS/MS), a serem liberados de acordo com a disponibilidade orçamentária e financeira do CNPq.

Veja a íntegra do edital por este link.

Fonte: Gestão CT

BNB lança edital de apoio à pesquisa ou difusão de tecnologias de conservação e recuperação ambiental

O Banco do Nordeste (BNB), por meio do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), lançou um aviso que tem como objetivo destinar recursos financeiros não-reembolsáveis para contribuir com a execução de projetos de pesquisa ou difusão de tecnologias voltadas à conservação ambiental e à recuperação de áreas degradadas localizadas na área de atuação da instituição. A data limite para submissão das propostas é o dia 19 de setembro.

O edital conta com R$ 700 mil, oriundos do Fundo de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Fundeci), do BNB/Etene. Serão apoiados os projetos direcionados à conservação e recuperação de áreas degradadas que visem à prevenção, mitigação, recuperação e compensação de impactos ambientais negativos decorrentes de: extração de lenha e produção de carvão vegetal; extração de gipsita e produção de gesso; extração de argila e produção de cerâmica; produção vegetal com uso intensivo de defensivos agrícolas e fertilizantes químicos; produção de grãos no cerrado nordestino; e bovinocultura e ovinocaprinocultura no Semi-Árido.

As propostas deverão ser encaminhadas ao BNB, pela internet, por meio do site www.bnb.gov.br, utilizando o programa de preenchimento Formulário Único de Proposta (FUP-Fundeci).

A íntegra do edital está disponível neste link.

Fonte: Gestão CT

Usp cria soluções inovadoras para próteses cirúrgicas na reconstrução óssea

Ossos artificiais
Um dos grandes desafios para o desenvolvimento de ossos artificiais é criar materiais que sejam o mais próximo possível do tecido ósseo natural. As próteses devem ser réplicas não só na aparência como também nas propriedades biológicas e mecânicas.

Essa é uma condição importante para o implante ser bem-sucedido e que não sofra rejeição por parte do organismo. Assim, dois novos materiais para a confecção de ossos artificiais desenvolvidos no campus da Universidade de São Paulo (USP) em São Carlos, no interior paulista, se transformam em uma boa notícia para a área de implantes ósseos.

O principal diferencial dessas novas próteses cirúrgicas é sua estrutura superficial porosa e a presença de substâncias em sua composição que lhes conferem atividade biológica. Segundo os pesquisadores envolvidos na descoberta, essas características devem proporcionar a fabricação de implantes ósseos mais eficientes e duráveis.

Os materiais – estruturas cerâmicas de alumina e compostos poliméricos de polimetilmetacrilato (PMMA) – já foram submetidos, com sucesso, a testes in vitro e a ensaios com animais, os testes in vivo. As primeiras cirurgias em seres humanos estão programadas para agosto.

Os dois materiais trabalhados pelo grupo da USP já são conhecidos e homologados pelas autoridades médicas para uso em implantes. São previsíveis em relação à sua ação no organismo e estáveis biologicamente. O que os pesquisadores fizeram foi modificar as propriedades da cerâmica de alumina e do PMMA.

“Criamos uma peça com diferentes níveis de densidade, com um núcleo denso integrado a uma superfície porosa. Essa porosidade é importante porque facilita a vascularização e acelera a adesão dos tecidos ósseos e musculares ao implante”, explica Benedito de Moraes Purquerio, da Escola de Engenharia de São Carlos da USP. Os poros existentes na superfície da prótese permitem que o osso cresça para dentro do implante, aderindo a ele.

Clique aqui para ler o texto completo na edição 150 de Pesquisa FAPESP.(Yuri Vasconcelos /Revista Pesquisa FAPESP)

Fonte: Agência Fapesp

Embraer anuncia mudanças em sua estrutura e jatos menores para linhas sem escala

Há dez dias, a Empresa Brasileira de Aeronáutica S.A. (Embraer) anunciou, oficialmente, que a empresa promoveu mudanças em sua estrutura organizacional reduzindo posições gerenciais e de funções administrativas, o que implicou na redução de 250 pessoas em seu quadro de funcionários.

Segundo o comunicado, a empresa “segue firme em seu processo de crescimento e melhoria de seus resultados, e confirma as previsões de entrega de aeronaves e projeções econômico-financeiras anteriormente divulgadas”. A Embraer não detalhou os motivos que levaram a essas demissões.

No primeiro semestre, a empresa entregou 97 aviões, com alta de 59% com relação ao ano de 2007. Para o ano inteiro, a empresa espera entregar entre 195 e 200 jatos, além de dez a 15 jatos Phenom 100.

Entre as novidades da empresa estão os jatos E-195, que devem ter sua operação iniciada no início de 2009 pela Azul Linhas Aéreas. Os jatos terão 118 poltronas de couro e monitores individuais com TV ao vivo. Segundo informações do jornal Valor Econômico, a Azul vai praticar tarifas mais baixas do que a da concorrência, com serviço diferenciado e vôos sem escalas.

Também no mesmo jornal, o presidente da Embraer, Frederico Curado, disse que a companhia vai quebrar o modelo tradicional de empresas que têm poucas linhas e alta densidade de passageiros.

Ação na Escola
Até o dia 17 de outubro, o Instituto Embraer de Educação e Pesquisa recebe projetos ligados à educação para financiamento, por meio do Programa Ação na Escola 2008. A iniciativa tem como objetivo estimular a participação da comunidade na gestão da escola pública e financiar projetos que visem melhorias a partir de necessidades identificadas pela própria instituição, a comunidade e os voluntários.

Podem participar escolas públicas que ofereçam ensino fundamental e/ou ensino médio, inclusive educação de jovens e adultos e que estejam localizadas na zona rural ou urbana das regiões de São José dos Campos, Botucatu e Gavião Peixoto, do Estado de São Paulo.

As escolas podem apresentar projetos que tenham o apoio e a participação de empregados da Embraer. O projeto apresentado deve fazer parte de um Plano de Ação elaborado pela escola proponente, criado a partir de avaliações participativas, utilizando-se uma metodologia específica que é disponibilizada pelo Instituto Embraer. O valor do financiamento é de, no máximo, R$ 20 mil.

O Plano de Ação e a metodologia devem ser elaborados sob a responsabilidade da direção da escola, mas com a participação efetiva da comunidade (estudantes, profissionais de educação, gestores e dirigentes de ensino, lideranças comunitárias, pais de alunos, iniciativa privada e voluntários).

Nos dois primeiros anos de funcionamento do programa (2006 e 2007) foram recebidos 114 projetos para análise, sendo que 34 foram aprovados. As 30 primeiras escolas que inscreverem seus projetos no Portal Cidadania Embraer receberão uma assinatura anual da revista “Superinteressante” ou “Mundo Estranho”. Além disso, 20 escolas consideradas mais criativas na forma de mobilização da comunidade receberão uma assinatura semestral de uma das revistas acima citadas.

Centros de Excelência
No final de julho deste ano, foi anunciado pela Embraer, em Lisboa (Portugal) que a empresa vai implantar duas novas unidades industriais. Uma será dedicada à fabricação de estruturas metálicas usinadas e outra à fabricação de conjuntos em materiais compósitos, ambas localizadas na cidade de Évora, em Portugal. Segundo texto da Embraer, a localização dos centros de excelência na cidade de Évora resultou de criteriosa avaliação que incluiu diversos fatores, como o potencial acesso à mão-de-obra qualificada, infra-estrutura logística e a existência de um parque tecnológico dedicado à indústria aeronáutica, como previsto no Plano Diretor Municipal.

Mais informações sobre aa Embraer podem ser obtidas no site www.embraer.com.br. (Com informações da Embraer)

Fonte: Gestão CT

R$ 2,4 milhões da Capes em edital para nanobiotecnologia

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) publicou o primeiro edital do Programa Rede-Nanobiotec-Brasil, que apoiará a produção de pesquisas científicas e tecnológicas com foco na formação de recursos humanos.

Serão destinados até R$ 600 mil por ano por projeto, totalizando o máximo de R$ 2,4 milhões no período de quatro anos. Os projetos serão apoiados por meio do financiamento de missões de estudo, pesquisa e docência. A Capes receberá as propostas até 30 de setembro e os resultados da avaliação de mérito dos projetos serão divulgados em novembro.

Segundo a Capes, o edital apoiará a implantação da Rede de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação, Cooperação Acadêmica e Acadêmica Empresarial, visando à formação de recursos humanos, além de estimular e apoiar projetos conjuntos de pesquisas.

O financiamento à formação dos recursos humanos dará ênfase ao estudo das implicações de produtos, processos e serviços nanotecnológicos em saúde, meio ambiente, agronegócio e alimentos.

As missões de estudo, pesquisa e docência devem ser planejadas de modo a assegurar a implementação das ações de interação entre as equipes, consolidando assim as redes de cooperação. Cada projeto terá duração de quatro anos para o exercício orçamentário e cinco para a execução de suas atividades.

As equipes participantes de cada projeto deverão ser formadas por pesquisadores, professores, engenheiros, técnicos e estudantes vinculados às instituições brasileiras de pesquisa, desenvolvimento e inovação, públicas ou privadas.

Mais informações: www.capes.gov.br/editais/abertos/nanobiotecnologia.html

Fonte: Agência FAPESP

Unila : Oscar Niemeyer entrega o projeto do campus

A implantação da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) acaba de ter mais uma etapa cumprida. No dia 5, o arquiteto Oscar Niemeyer entregou, no Rio de Janeiro (RJ), o projeto do campus da futura instituição de ensino, que será construída em Foz do Iguaçu (PR).

A proposta foi recebida pelo presidente da Comissão de Implantação da Unila, professor Hélgio Trindade, pelo diretor-geral brasileiro de Itaipu, Jorge Samek, e pelo prefeito de Foz do Iguaçu, Paulo MacDonald.

O arquiteto elaborou um plano arquitetônico integrado, que contempla seis prédios, compreendendo o edifício para a reitoria e professores, a biblioteca, o anfiteatro, dois grandes prédios para alunos e professores (um para salas de aula e outro para os laboratórios de pesquisa) e o restaurante universitário. De acordo com Niemeyer, a proposta é um presente que ele dará ao Brasil e à América Latina.

O plano arquitetônico foi inspirado no projeto da Universidade de Constantine, na Argélia, que foi projetado em 1968. A obra é apontada pelo arquiteto como uma de suas prediletas, definindo-a como a “universidade dos sonhos”. Essa instituição foi visitada recentemente pelo presidente da Comissão de Implantação da Unila, que avaliou a situação da universidade.

De acordo com ele, a conservação dos prédios está bastante adequada, principalmente o seu anfiteatro, que representa um pássaro, e sua biblioteca central. Durante a visita, foi assinado um acordo de amizade entre as duas instituições, que passariam a estar ligadas também pela arte de Niemeyer, caso o projeto do arquiteto seja escolhido para o campus da Unila. A proposta, que será analisada pelo Ministério da Educação, simboliza em seus traços arquitetônicos a integração latino-americana.

PL
A sede da Unila será construída em Foz do Iguaçu, em um terreno de 40 hectares doado pela Itaipu Binacional. A criação da instituição de ensino está prevista no projeto de lei 2878/08, que tramita no Congresso Nacional. A proposição foi aprovada por unanimidade na Comissão de Trabalho, de Administração e de Serviço Público da Câmara dos Deputados e aguarda a análise da Comissão de Educação e Cultura da Casa. O texto ainda passará pelas comissões de Finanças e Tributação (CFT) e de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC).

A universidade será uma instituição pública federal, bilíngüe (português e espanhol), com ensino, pesquisa e extensão nas áreas de ciências e humanidades. Ela terá como meta 10 mil alunos em cursos de graduação e pós-graduação, sendo metade dos alunos brasileiros e a outra metade dos demais países da América Latina. A instituição contará com um corpo docente composto por professores latino-americanos.

A íntegra do PL que cria a Unila está disponível neste link. (Com informações da Fundação Parque Tecnológico Itaipu)

Fonte: Gestão CT

Seminário Preservação da Memória Empresarial

O Seminário Preservação da Memória Empresarial será realizado no 21 de agosto, das 9h às 17h30, na Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da Universidade de São Paulo (USP).

O seminário será voltado à discussão da preservação da memória do pioneirismo empreendedor no Brasil e faz parte de um programa museológico que tem a sua origem no projeto editorial “Pioneiros & Empreendedores – a Saga do Desenvolvimento no Brasil”, concebido com o objetivo de valorizar a importante contribuição dos empresários pioneiros na construção da sociedade brasileira.

No seminário serão abordados dois enfoques temáticos: as responsabilidades das empresas pela preservação de suas próprias memórias; e como as instituições preservacionistas estão tratando a memória empresarial. Pretende-se também, com a colaboração dos expositores, instaurar elos de articulação entre aqueles que reconhecem a importância do protagonismo empreendedor no Brasil.

O professor Jacques Marcovitch (FEA-USP) fará a apresentação do projeto, ao lado de Maria Cristina Oliveira Bruno, responsável pela pesquisa e projeto editorial, e de Maria Ignez Mantovani Franco, que cuidou da metodologia de trabalho.

Em seguida, serão realizadas duas mesas-redondas, com a participação de representantes de centros de documentanção e acervos de instituições e empresas como o Museu Histórico Nacional, Museu Paulista, Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico de São Paulo, Museu da Pessoa, Sadia, Klabin, Gerdau, Nestlé e Bunge.

Mais informações e inscrições pelo e-mail

Fonte: Agência FAPESP

Programa e-Tec Brasil tem comissão de acompanhamento de projetos constituída

Publicada portaria no âmbito do Programa e-Tec Brasil

A Portaria de nº 99 da Secretaria de Educação a Distância do Ministério da Educação (MEC), publicada no dia 15, no Diário Oficial da União, constitui a Comissão de Acompanhamento dos projetos no âmbito do Programa e-Tec Brasil – Escola Aberta do Brasil.

O objetivo do grupo é supervisionar a implementação e oferta dos cursos técnicos de nível médio nas escolas dos municípios publicados em Diário Oficial da União. A comissão é composta por: Hélio Chaves Filho, que a presidirá; Alípio Santos Leal Neto, relator; Caetana Juracy Rezende Silva (Sectec); Cícero Ricardo França Barbosa; Cristine Costa Barreto; Francisco Aparecido Cordão; Marco Antônio Neiva Koslosky; Marcos Tanure Sanabio; Maria das Grasças Cosata Nery da Silva; Mauro Schettino de Souza; Paulo Roberto Rufino Pereira; Robson Santos Silva; Sílvia Helena Rodrigues (SEED); e Vagner Bernal Barbeta.

A comissão vai supervisionar a implementação de cursos selecionados pela chamada pública 01/SEED/SETEC/MEC, publicada em abril do ano passado para seleção de projetos de cursos técnicos de nível médio, ministrados por instituições públicas de ensino municipais, estaduais e federais, para o Programa e-Tec.

Assinam a portaria os secretários de Educação a Distância do MEC, Carlos Eduardo Bielschowsky, e de Educação Profissional e Tecnológica, Eliezer Moreira Pacheco.

Veja a portaria por este link.

Fonte: Gestão CT

17º Encontro da Associação Brasileira de Psicoterapia e Medicina Comportamental

A Associação Brasileira de Psicoterapia e Medicina Comportamental (ABPMC) promoverá, entre os dias 28 e 31 de agosto, em Campinas (SP), seu 17º encontro.

Estão programadas 314 atividades, entre cursos, comunicações orais, palestras, mesas-redondas e simpósios, com a apresentação de pesquisas que contribuem com avanços das psicologias cognitiva e comportamental.

Os encontros da ABPMC deste e do próximo ano ocorrerão em meio a um movimento mundial em torno das comemorações pelos 150 anos de divulgação da teoria de seleção natural, de Charles Darwin, ocorrida em 1859.

A palestra magna "Por uma história da análise do comportamento no Brasil" será proferida por Maria do Carmo Guedes, professora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Entre os temas das apresentações estão: “Terapia cognitivo-comportamental com crianças”, “Análise dos efeitos das propriedades formais da regra sobre os comportamentos verbal e não-verbal”, “Dependência de internet”, “Transtornos alimentares em diferentes contextos” e “Violência infanto-juvenil: Pesquisa, prevenção e intervenção”.

Mais informações: www.abpmc.org.br ou (19) 3254-3055.

Fonte: Agência FAPESP

USP é a melhor universidade da América Latina, aponta ranking internacional

A Universidade de São Paulo (USP) acaba de ser apontada pelo ranking internacional elaborado pelo Institute of Higher Education da Shanghai Jiao Tong University como a melhor universidade da América Latina e do Brasil. O mesmo ranking classificou a instituição como a 121ª melhor universidade do mundo, revelando um crescimento de sete posições em relação ao ano passado. Em 2003, a USP estava na 165ª posição mundial.

A pesquisa classificou a Universidade Nacional Autônoma do México (Unam) na 164ª posição, a Universidade de Buenos Aires (UBA) em 175º lugar e a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), em 286º. A avaliação ainda apontou a USP entre as universidades top 100 na área de medicina clínica e farmácia, sendo classificada na 90ª posição.

Para a reitora da USP, Suely Vilela, os dados apresentados no ranking da Shanghai Jiao Tong University mostram o desenvolvimento sustentável da Universidade de São Paulo em direção à consolidação de “sua importância para o Brasil e sua bem-sucedida inserção no plano mundial das melhores universidades”.

De acordo com informações divulgadas pela USP, o ranking da Shanghai Jiao Tong University é considerado um dos mais importantes na área acadêmica. Para realizá-lo, foram analisadas 12 mil instituições acadêmicas no mundo, sendo que 500 delas foram classificadas. Na avaliação do pró-reitor de Pós-Graduação da USP, Armando Corbani Ferraz, a melhoria significativa da universidade no ranking deve-se, também, ao aprimoramento dos programas de pós-graduação e, por conseqüência, pelo avanço quantitativo e qualitativo da pesquisa realizada por docentes, alunos e pós-doutores.

“Com a internacionalização crescente dos nossos programas de pós-graduação nos últimos anos, a USP tem se tornado mais visível no exterior. O resultado do intercâmbio internacional é o aumento do número de convênios com instituições de outros países, que nos procuram com mais freqüência”, afirma.

Ele ainda destaca que, entre os critérios avaliados no ranking estão o número de docentes e ex-alunos ganhadores do Prêmio Nobel ou prêmios de áreas específicas que, somados, representam 30% do peso dos indicadores do ranking. “Como a USP não preenche esses critérios, sua nota total só pode alcançar 70%. Diante disso, pode-se considerar o desempenho da universidade, estando na 121ª posição, como excepcional”, ressalta.

Informações sobre as ações da USP podem ser obtidas no site www.usp.br. (Com informações da USP)

Fonte: Gestão CT

Prolind - Programa de Apoio à Formação Superior e Licenciaturas Indígenas:Constituído comitê de avaliação de projetos

Foi publicada, no Diário Oficial da União, do dia 15 de agosto, uma portaria da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad) do Ministério da Educação (MEC), que constitui o Comitê Técnico Multidisciplinar, que atuará de acordo com as normas do Edital de Convocação Nº 3, de 24 de junho 2008, da secretaria. A chamada convocou as instituições de educação superior (IES) públicas federais e estaduais a apresentarem propostas de projetos de cursos de licenciaturas específicas para formação de professores para o exercício da docência aos indígenas. O edital foi publicado no âmbito do Programa de Apoio à Formação Superior e Licenciaturas Indígenas (Prolind).

O comitê avaliará a consistência acadêmica das propostas apresentadas ao edital, entres outras atribuições. Veja a composição do grupo: Gersem José dos Santos Luciano - representante da Secad; Verônica Cardozo Pessoa de Carvalho - representante da Secretaria de Ensino Superior (Sesu); Antonio Carlos de Souza Lima - representante da Associação Brasileira de Antropologia (ABA); Marcus Maia - Representante da Associação Brasileira de Lingüística (Abralin); Maria Helena de Souza Fialho - representante da Fundação Nacional do Índio (FUNAI); Roberto Ramos Santos - representante da Associação Nacional de Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes); Pierlângela Nascimento da Cunha - representante da Comissão Nacional de Educação Escolar Indígena (CNEEI); Maria Auxiliadora Seabra Rezende - representante do Conselho de Secretários Estaduais de Educação (Consed); Carlos Roberto Jamil Cury - especialista em Sistemas de Educação.

O comitê terá prazo de dez meses para realizar os trabalhos. O prazo é prorrogável por 90 dias. Veja a portaria que cria o comitê por este link.

Prolind
O Programa de Apoio à Formação Superior e Licenciaturas Indígenas (Prolind) é uma iniciativa do MEC, por intermédio da Secad, da Sesu e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), em cumprimento às suas atribuições de responder pela formulação e desenvolvimento de programas específicos para apoiar a formação de professores para o exercício da docência aos indígenas, em nível superior.

O Prolind apoiará projetos de cursos que integrem ensino, pesquisa e extensão, promovam a valorização do estudo de temas indígenas relevantes, tais como línguas maternas, gestão e sustentabilidade das terras e culturas dos povos indígenas, e possibilitem a oferta da educação básica intercultural nas escolas indígenas. Os projetos apoiados deverão também promover a capacitação política dos professores que atuam na docência aos indígenas, como agentes interculturais na promoção e realização dos projetos de suas comunidades.


Fonte: Gestão CT

2º Workshop: Simplificação da Abertura de Empresas e Negócios

ABDI, Sebrae e Fenacon realizam evento sobre simplificação da abertura de empresas

De amanhã (19) ao dia 21, será realizado o 2º Workshop: Simplificação da Abertura de Empresas e Negócios. O evento, que acontece na Escola de Administração Fazendária (Esaf), em Brasília, é fruto de iniciativa da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas (Fenacon), com o apoio da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e da Confederação Nacional de Municípios (CNM).

O objetivo do workshop é diagnosticar problemas e apontar sugestões que simplifiquem e dêem agilidade ao processo de abertura de empresas e negócios. Segundo informações da ABDI, um documento elaborado por um grupo de trabalho servirá de base para o plano de medidas que será elaborado pelo comitê gestor da Rede Nacional para Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim).

Ainda de acordo com a agência, uma pesquisa do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) aponta que a média nacional para se abrir uma empresa no país é de 20 dias. Já medidas de simplificação no âmbito estadual mostram que o prazo poderia ser reduzido para sete dias.

Projeto
Na mesma linha, a ABDI trabalha com o projeto Ambiente Jurídico – investimento e inovação, parte das ações sistêmicas da Política de Desenvolvimento Produtivo (PDP). A atividade tem reunido órgãos do governo federal para discutir as rotinas e duplicidades da atuação estatal. O projeto também busca que os órgãos aprimorem a gestão nos processos e se utilizem do campo “infralegal” para alcançarem mais agilidade e transparência para o ambiente jurídico do Brasil.

Ainda segundo a ABDI, do início do ano até este mês, a iniciativa atuou nas áreas de comércio exterior e abertura e fechamento de empresas. O objetivo é obter o comprometimento dos órgãos envolvidos para realizarem ações efetivas de simplificação no prazo de um ano.

Informações adicionais pelo site www.abdi.com.br e pelo telefone (61) 3962-8700.

Fonte: Gestão CT

FIAM - Feira Internacional da Amazônia propõe estimular o intercâmbio científico e tecnológico da região

Nos dias 10 a 13 de setembro, acontecerá, em Manaus (AM), a 4° edição da Feira Internacional da Amazônia (Fiam). O evento será realizado pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) junto ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e terá uma programação ampla e variada, que inclui exposições de produtos e serviços, encontros e rodadas de negócios, seminários, workshops, visitas técnicas e lançamentos de produtos.

O objetivo é divulgar o potencial econômico e os atrativos turísticos da região, bem como estimular o intercâmbio científico e tecnológico, visando ao desenvolvimento sustentável da Amazônia. Além destes objetivos, a Fiam tem o propósito de estimular as exportações, promover novas oportunidades de negócios por meio do aproveitamento das potencialidades regionais e incrementar o fluxo de turistas e viabilizar parcerias para o setor turístico.

Mias informações no link: www.suframa.gov.br/fiam/ (Com informações da Suframa)

Fonte: Gestão CT

Prêmio "As empresas mais inovadoras do Brasil - 2008"

Estão abertas as inscrições para o prêmio "As empresas mais inovadoras do Brasil - 2008"

O prêmio "As Empresas Mais Inovadoras do Brasil - 2008" é uma iniciativa fruto da parceria entre a revista Época Negócios, o Fórum de Inovação da FGV-Eaesp e o Instituto Great Place to Work, com apoio técnico da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ).

Os critérios de avaliação foram elaborados com base nos sete anos de estudos do Fórum de Inovação e nos 16 anos de experiência do Prêmio Nacional da Qualidade, da FNQ. A lista com os vencedores será publicada na edição de março de 2009 da revista Época Negócios.

Podem participar empresas que tenham no mínimo 100 funcionários e que estejam em funcionamento há pelo menos três anos. As inscrições são sigilosas. Ou seja, somente as empresas classificadas terão o seus nomes divulgados.

Mais detalhes no site: www.premioinovacao.com.br

Fonte: Anpei

FAP-DF divulga resultado do edital de participação em eventos

No dia 12, a Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF) divulgou a terceira demanda de resultados do edital nº 09, de participação em eventos técnico-científicos. A relação dos aprovados foi divulgada na edição da mesma data do Diário Oficial do Distrito Federal.

No total, 50 pesquisadores receberam apoio para participar de eventos nacionais e internacionais. As outras duas demandas de resultados, publicadas em julho, estão disponíveis no site www.fap.df.gov.br, no link resultados.

Fonte: Gestão CT

Edital apóia programas de pós-graduação do MS

Até o dia 21, a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado do Mato Grosso do Sul (Fundect) recebe propostas no âmbito da chamada do Programa de Apoio Financeiro aos Programas de Pós-Graduação do Estado do Mato Grosso do Sul (Papos). O edital foi lançado em parceria com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes/MEC).

O objetivo é a concessão de apoio financeiro aos bolsistas da Fundect a fim de proporcionar melhores condições na sua formação, na produção e no aprofundamento do projeto de pesquisa. O valor máximo de concessão por bolsista de mestrado será de R$ 3 mil. Já para os bolsistas de doutorado será de R$ 5 mil.

Os recursos poderão ser utilizados para o pagamento de passagens e diárias para o bolsista apresentar trabalhos aceitos em congressos e/ou realização de pesquisas de campo, aquisição de material de consumo para o projeto, impressão de dissertação e tese, além de passagens e diárias para pesquisadores que não são do Mato Grosso do Sul participarem de banca de qualificação e de defesa do bolsista Fundect.

Os bolsistas Fundect de mestrado e/ou doutorado aptos a receberem recursos financeiros estão vinculados às chamadas: Fundect/Capes nº 05/2006 – Mestrado; Fundect/Capes nº 06/2006 – Doutorado no MS; Fundect nº 04/2007 – Mestrado; e Fundect nº 05/2007 – Doutorado no MS.

De acordo com o edital, o proponente da proposta deverá ser o orientador do bolsista. Ele deverá ser vinculado a programas de pós-graduação stricto sensu reconhecidos pela Capes e ministrados por instituições de ensino superior do Estado do Mato Grosso do Sul. A íntegra do edital está disponível no link:
fundect.ledes.net/index.php?id=3&acao=4&edital_id=267

Fonte: Gestão CT

Site Cientista Mirim é lançado pela Secti em parceria com o Itec de Alagoas

Secti junto ao Itec do Estado de Alagoas inaugura o site cientista mirim

No último dia 15, a Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação (Secti) de Alagoas e o Instituto de Tecnologia em Informática e Informação do Estado de Alagoas (Itec) inauguraram o site Cientista Mirim, que está disponível pelo endereço www.cientistamirim.al.gov.br ou por meio de link no site da secretaria www.cienciaetecnologia.al.gov.br.

O portal é uma ação do Programa Futuros Cientistas Alagoanos (PFCA) e visa atender professores, alunos e comunidade geral à distância. A viabilização desse programa se dá por meio da capacitação de professores para o ensino de matemática e ciências, apresentação de palestras sobre ciência, tecnologia e inovação e a promoção de oficinas para capacitação de professores.

Os objetivos do site são: fomentar iniciativas de pesquisa pela promoção de exposições, feiras de ciências e publicação de produção acadêmica; habilitar professores de matemática e ciências para o ensino pela vivência prática e pela criatividade e disponibilizar infra-estrutura para acesso a web, edição de texto acadêmico, programas educacionais e bibliotecas virtuais, entre outros.

As cidades pólos que concentram as ações do PFCA e atendem aos municípios adjacentes são Arapiraca, Barra de São Miguel, Delmiro Gouveia, Maceió, Palmeira dos Índios, Penedo, Porto de Pedras, Santana do Ipanema e União dos Palmares.

Os parceiros do projeto que terão e-mails e telefones disponibilizados para consultas de professores e alunos são empresários; organizações não governamentais; instituições de ensino fundamental, médio e universitário; Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); Secretaria Executiva de Educação do Estado de Alagoas ( Sect-AL); Universidade Estadual de Alagoas (Uneal); Centro Federal de Educação Tecnológica de Alagoas (Cefet-AL); Universidade Federal de Alagoas-(Ufal); Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal), instituição associada à ABIPTI; Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresa de Alagoas (Sebrae-AL); União Nacional dos Estudiosos em Meteorologia (Unemet); e voluntários.(Com informações da Secti)

Fonte: Gestão CT

1º Ciclo de Palestras sobre o Ensino de Matemática acontece em Sergipe

Secretaria de Educação de Sergipe promove ciclo de palestras sobre o ensino de matemática

As inscrições para o 1º Ciclo de Palestras sobre o Ensino de Matemática idealizado pelo Departamento de Educação (DED) da Secretaria de Estado da Educação (Seed) de Sergipe vão até o dia 22 de agosto. Os professores interessados em participar devem acessar o site do Seed www.seed.se.gov.br. Já os coordenadores pedagógicos, diretores e técnicos poderão se inscrever nas sedes das diretorias regionais de educação (DRE's). O ciclo vai acontecer no dia 27 de agosto, das 8h às 17h, no Hotel D'Burgês, localizado no bairro Coroa do Meio, em Aracaju.

O evento tem como objetivo discutir e propor soluções para a melhoria da qualidade do ensino da matemática nas escolas da rede. A iniciativa surgiu após verificar que exames nacionais como o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) demonstraram resultado insatisfatório quanto ao desempenho dos alunos na disciplina matemática.

No decorrer do evento, os participantes vão assistir a palestras da professora Suely Druck, do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), instituição associada à ABIPTI, e de técnicos do DED. Eles abordarão, respectivamente, os temas "A matemática no Brasil sob a perspectiva do exercício da cidadania" e "O ensino da matemática - descritores da matriz de referência de matemática Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb)/Prova Brasil".

Para mais informações, acesse o site www.seed.se.gov.br.(Com informações da Agência Sergipe de Notícias).

Fonte: Gestão CT

FIBA - Fórum de Inovação da Bahia

Na última sexta-feira (15), foi lançado, em Salvador (BA), o Fórum de Inovação Bahia (Fiba). A iniciativa é fruto de parceria entre a Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP) e a Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia (EAUFBA). A parceria conta com a participação da Associação Baiana pela Gestão Competitiva (ABGC).

O objetivo do Fiba é desenvolver conjuntamente a compreensão e a prática da capacidade de inovar regional e nacionalmente. Por meio de estudos e pesquisas das organizações inovadoras, o fórum visa alavancar tanto a prática como o ensino da inovação na Bahia e no Brasil; estimular e viabilizar a investigação, difusão e aplicação de conhecimentos sobre organizações inovadoras na Bahia em diálogo com toda a rede nacional do fórum de inovação.

Durante o lançamento, se reuniram professores, pesquisadores, gestores públicos, alunos e empresários em mesas-redondas que tiveram a inovação como tema central.

Segundo texto da Secretaria de CT&I do Estado (Secti), o secretário Ildes Ferreira disse que a Bahia se encontra muito atrasada no campo da inovação, mas avançou muito nos últimos 18 meses. “Estamos implantando o primeiro Parque Tecnológico do Estado da Bahia. As obras já começaram e em 2009 o empreendimento já deve começar a funcionar”, disse.

Informações sobre o fórum podem ser obtidas pelo e-mail .

Fonte: Gestão CT

Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade é aprovada

SP contará com agência voltada para promoção de investimentos e competitividade

No dia 12, a Assembléia Legislativa de São Paulo aprovou um projeto de lei de autoria do governador do Estado, que prevê a criação da Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade. A proposição ainda será sancionada pelo governador.

O objetivo da instituição é promover e executar políticas que contribuam para a atração de novos investimentos, nacionais ou internacionais, para o Estado. A Investe São Paulo pretende aumentar a competitividade da economia paulista.

Hoje, a Secretaria Estadual de Desenvolvimento é a porta de entrada do investidor. No entanto, com a criação da agência de investimentos, que será ligada ao órgão, o empreendedor terá um local único e específico onde poderá obter as informações necessárias para tomar as suas decisões de investimento.

A Investe São Paulo receberá o investidor e promoverá a articulação entre o público e o privado, fornecendo informações e dados atualizados, auxiliando o empreendedor na busca pelas melhores oportunidades de negócios no Estado. A instituição também deverá estimular a expansão das empresas já instaladas em São Paulo, por meio da melhoria do ambiente de negócio e das condições de aumento da competitividade, tanto no que se refere à infra-estrutura quanto à tecnologia e inovação.

Os municípios paulistas também serão auxiliados pela agência no que diz respeito ao atendimento ao investidor e no desenvolvimento de ambientes de negócio. Além disso, a Investe São Paulo vai estabelecer intercâmbios com outras agências, agentes financiadores, de fomento e outros organismos nacionais e internacionais que tenham o mesmo objetivo que a instituição.

A íntegra do projeto de lei está disponível neste link.

Fonte: Agência CT

Eco Business Show 2008 - Feira e Congresso Internacional de Econegócios e Sustentabilidade

Feira e congresso reúnem em São Paulo lideranças para fomentar o econegócio

Nos dias 24 a 27 de novembro, acontecerão, no Centro Imigrantes de Exposição (SP), a “Feira e Congresso Internacional de Econegócios e Sustentabilidade – Eco Business Show 2008”. O evento tem o objetivo de reunir as lideranças dos principais mercados a fim de promover a sustentabilidade e fomentar o econegócio. No dia 25, haverá uma mesa-redonda que terá como tema a construção civil. Na ocasião, será discutido o que se tem feito nos governos, nas legislações, nas empresas e nas universidades para que as cidades sejam sustentáveis.

No dia 26, o tema da mesa-redonda será sobre transportes e mobilidade. No dia 27 de novembro, a mesa-redonda trará para a discussão o uso de novas fontes de energia, distribuição e eficiência energética.

O público-alvo é composto por organizações não governamentais, prefeitos, governadores, secretários municipais e estaduais, coordenadores e executores de programas, fundações empresariais e investidores em projetos de econegócios e sustentabilidade.

O evento tem o apoio da ABIPTI, da Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Conservação de Energia (Abesco), do Ministério de Minas e Energia (MME), entre outros.

A programação completa está disponível no site:
www.ecobusinessshow.com.

Fonte: Gestão CT

Fapergs lança edital para apoio ao desenvolvimento científico-tecnológico regional do RS

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (Fapergs) lançou, no mês passado, o edital do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Científico-Tecnológico Regional no Estado do Rio Grande do Sul (Procoredes) – Processo de Participação Popular. A data limite para submissão das propostas é o dia 5 de setembro.

O edital tem como objetivo operacionalizar a execução de projetos de pesquisa e desenvolvimento relacionados com os temas estabelecidos no Processo de Participação Popular (PPP) 2007/2008. Além disso, a iniciativa pretende incentivar o desenvolvimento de atividades de pesquisa inovadoras que busquem soluções para problemas das diferentes regiões do Estado.

O edital conta com R$ 45,2 mil, que serão alocados pela Fapergs. As propostas deverão abordar o tema bioenergia, que foi estabelecido no PPP, extraído da relação definida no Processo de Participação Popular e confirmado pelos conselhos regionais de desenvolvimento (Coredes).

A íntegra do edital está disponível neste link.

Fonte: Gestão CT