sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Azedinha tem o mesmo antioxidante do vinho

SEGUNDO PESQUISAS, A HORTALIÇA TAMBÉM TEM AÇÃO PROTETORA DAS CÉLULAS DO FÍGADO.

Na receita de uma alimentação saudável, o vinho tinto ocupa lugar de destaque. Devido a sua alta concentração de antioxidantes -especialmente resveratrol-, o produto é associado à prevenção de problemas cardiovasculares e de alguns tipos de câncer. Mas vai ter de dividir os holofotes (e o lugar à mesa): não bastasse a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) ter lançado no mês passado um vinho branco com maior concentração de resveratrol, agora é a erva azedinha que se apresenta como mais uma fonte.

A novidade foi divulgada na semana passada: pesquisadores da PUC-RS (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul) venderam à Eurofarma duas patentes para o desenvolvimento de remédios à base de resveratrol -uma delas se refere à descoberta de altos teores desse antioxidante na raiz da azedinha. De acordo com o professor André Souto, autor do estudo, a raiz da azedinha tem cem vezes mais resveratrol do que o vinho ou o suco de uva.

O consumo da raiz, diz ele, não é indicado, já que pode oferecer riscos de toxicidade. Mas as folhas também são uma boa fonte do oxidante -um quilo delas oferece 0,4 mg de resveratrol, aproximadamente a mesma quantia que há em um litro de suco de uva.

Além disso, a hortaliça possui efeito protetor sobre as células do fígado, de acordo com a nutricionista e fitoterapeuta Vanderli Marchiori, assessora para plantas medicinais da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Para obter esse benefício, afirma Marchiori, o consumo indicado é de uma xícara (chá) de azedinha, três vezes por semana. (FSP)

Fonte: Agrolink

Heparanase-2, syndecan-1, and extracellular matrix remodeling in colorectal carcinoma

Despercebida, mas importante
Uma enzima conhecida como heparanase vem sendo intensamente estudada por diversos pesquisadores como um possível marcador para o prognóstico de câncer.

Apesar disso, uma outra proteína que tem grande identidade com ela – e que por isso é conhecida como heparanase 2 – não vinha recebendo tanta atenção. Por não ter atividade enzimática, a expressão dessa proteína em tumores não havia sido estudada.

Mas um novo trabalho realizado por um grupo de pesquisadores brasileiros demonstrou pela primeira vez que a heparanase 2 (HPA2) tem sua expressão aumentada em tecidos de câncer colo-retal. Como a proteína tem baixa expressão em tecidos normais, ela poderá se tornar um marcador importante para prognóstico de tumores.

O estudo, feito por um grupo formado por pesquisadores da Faculdade de Medicina do ABC e da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), coordenado pela professora Maria Aparecida Pinhal, foi publicado na edição de agosto do European Journal of Gastroenterology & Hepatology.

De acordo com Maria Aparecida, o primeiro estudo relacionando à HPA2 com tumores foi um trabalho realizado por seu grupo e publicado em 2007 na revista Neoplasia. Segundo o artigo, tanto a HPA2, descoberta em 2000, como a HPA1 têm expressão aumentada no câncer de mama, com presença correlacionada à progressão da metástase, ao aumento do tumor e ao pior prognóstico para a doença.

A professora afirma que é possível que enzimas da família das heparanases tenham a função de sinalizar para o desencadeamento da fisiopatologia do desenvolvimento tumoral.

"Minha hipótese é que a HPA2, embora não tenha atividade enzimática, possa sinalizar a ativação de outras enzimas que estariam relacionadas à secreção do proteoglicano de heparam sulfato, cuja expressão afeta as interações celulares e processos patológicos", disse.

Além da expressão da HPA2 para o câncer colo-retal, o estudo avaliou também a expressão, para a mesma doença, de um proteoglicano de heparam sulfato conhecido como sindecam-1, notoriamente envolvido com a metástase e agressividade do tumor.

Para realizar o estudo, foram utilizadas reações imuno-histoquímicas para detectar a expressão de HPA2 e sindecan-1 em 50 tumores colo-retais e em 20 amostras de tecido saudável. Um método digital de imageamento foi usado para quantificar a imunoexpressão das enzimas.

Segundo a pesquisadora, os estudos sugerem que a HPA2 possa não ser apenas mais um marcador entre milhares. "Certamente, essa molécula é central no desenvolvimento de tumores. E nossos resultados indicam que ela pode ser um marcador definitivo para o diagnóstico de alguns tipos de câncer", afirmou Maria Aparecida.

No trabalho de 2007, a pesquisadora já registrava que uma alteração no tumor, ainda que mínima, tinha impacto na expressão dessa enzima nas células da fração mononuclear do sangue periférico. "Isso faz dessa enzima um marcador importante. Ela pode estar envolvida com o sistema imunológico e com a fisiopatologia do câncer", disse.

Além do objetivo aplicado, a pesquisa traz também uma contribuição para o melhor entendimento do mecanismo molecular dessas enzimas, segundo a professora. "Acreditamos que há mais formas de heparanases além da 1 e da 2. É possível que essas enzimas criem vias de sinalização específicas que resultam em uma regulação fina, bastante específica, da carcinogênese", destacou.

Detecção precoce
A relevância do estudo levou os editores do European Journal of Gastroenterology & Hepatology a publicar, na mesma edição, um comentário de autoria do também brasileiro Ricardo Giordano, que é pesquisador do Anderson Cancer Center, em Houston, Estados Unidos.

Segundo ele, ao apontar a expressão elevada da HPA2 em câncer colo-retal, o estudo chamou a atenção pelo ineditismo. Ninguém até agora havia citado essa relação na literatura. "A enzima pode ser um marcador interessante para permitir o diagnóstico precoce dos tumores. No caso do câncer colo-retal, esses marcadores ainda não existem", disse Giordano à Agência FAPESP.

O método de diagnóstico mais indicado atualmente para esse câncer, de acordo com o pesquisador, é a colonoscopia. O problema é que se trata de um procedimento invasivo, caro e que requer pessoal treinado. Além disso, o paciente precisa ser sedado.

"Outro método é o exame de sangue oculto nas fezes. Mas o grau de sensitividade desse exame é baixo e a freqüência de falsos positivos é muito alta. O ideal para realizar o diagnóstico precoce com eficácia e sem procedimentos invasivos seria desenvolver um teste de sangue, mas isso só será possível com a descoberta de marcadores", disse.

Segundo Giordano, cerca de 1,2 milhão de casos de câncer colo-retal são diagnosticados a cada ano. Apenas uma minoria é identificada no estágio inicial da doença, que anualmente mata cerca de 630 mil pessoas – o equivalente a 8% das mortes por câncer.

"A taxa de sobrevivência para pacientes com diagnóstico precoce é de 90%. Por outro lado, ela diminui em 68% em pacientes com câncer que já se espalhou para órgãos adjacentes e para 10% em pacientes com metástase avançada", ressaltou.

O artigo Heparanase-2, syndecan-1, and extracellular matrix remodeling in colorectal carcinoma, de Maria Aparecida Pinhal e outros, pode ser lido por assinantes do European Journal of Gastroenterology & Hepatology em www.eurojgh.com.

Fonte: Fábio de Castro / Agência FAPESP

CNPq lança três novos editais

O CNPq lançou, no início deste mês, três novos editais da agência. O primeiro deles é no âmbito do Programa Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia. O edital é uma parceira do CNPq/MCT, com a Capes/MEC, além da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), da Fundação Carlos Chagas de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). A data limite para submissão de propostas é o dia 18 de setembro de 2008. A Fapemig é associada à ABIPTI.

O objetivo é apoiar atividades de pesquisa científica, tecnológica e de inovação, mediante a seleção de propostas para apoio financeiro a projetos relacionados a promover a formação ou consolidação dos Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCT) dentro do Programa criado pela Portaria MCT Nº 429, de 17 de julho de 2008, que deverão ocupar posição estratégica no Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação.

As FAPs de MG, RJ e SP participarão como co-financiadoras, sendo que essas fundações alocarão, respectivamente, R$ 30 milhões, R$ 30 milhões e R$ 75 milhões. A Capes permitirá a ampliação da atividade de formação de recursos humanos do programa, com recursos na ordem de R$ 30 milhões.

De acordo com o edital, cada instituto deve ter um programa bem definido, com metas quantitativas e qualitativas, compreendendo três missões: pesquisa, formação de recursos humanos e transferência de conhecimentos para a sociedade. Para aqueles voltados a aplicações da ciência, tecnologia e inovação deve ser atendida uma quarta missão de transferência de conhecimentos para o setor empresarial ou para o governo.

Poderão apresentar propostas os pesquisadores de reconhecida competência nacional e internacional na sua área de atuação, beneficiários de bolsa de Produtividade em Pesquisa nível 1A ou 1B do CNPq ou perfil equivalente, com capacidade para liderar projetos complexos e com vários participantes, e liderança demonstrada por publicações de impacto em revistas científicas, patentes nacionais ou internacionais, e expressivo resultado em orientação de dissertações ou teses e supervisão de pós-doutores, e que tenham vínculo empregatício/funcional com instituição pública ou privada, sem fins lucrativos, de ensino superior ou de pesquisa nacional. O proponente será, necessariamente, o pesquisador coordenador do projeto.

O início da contratação dos projetos será dia 5 de dezembro de 2008. Veja o quadro de recursos e sua distribuição

Fonte
2008
2009 2010
2011
FNDCT R$ 40 milhões R$ 60 milhões R$ 60 milhões R$ 160 milhões
CNPq R$ 30 milhões R$ 40 milhões R$ 40 milhões R$ 110 milhões
Total R$ 70 milhões R$ 100 milhões R$ 100 milhões R$ 270 milhões


As propostas deverão ser submetidas pelos proponentes em uma das seguintes faixas: Faixa A, institutos envolvidos com atividades que não necessitam de equipamentos ou reagentes de altos custos; Faixa B, institutos cujos programas são de natureza experimental, que exigem equipamentos e reagentes de custos baixo e médio; ou Faixa C, institutos cujos programas são de natureza experimental, que exigem equipamentos e reagentes de alto custo.

As propostas devem ser apresentadas em uma das categorias: demanda induzida, com áreas ou temas definidos; e demanda espontânea.

Já os temas definidos são todos aqueles que tenham relação direta com as áreas estratégicas do plano de ação em C,T&I, são elas: Biotecnologia; Nanotecnologia; Tecnologias da Informação e Comunicação; Saúde; Biocombustíveis; Energia Elétrica, Hidrogênio e Fontes Renováveis de Energia; Petróleo, Gás e Carvão Mineral; Agronegócios; Biodiversidade e Recursos Naturais; Amazônia; Semi-Árido; Mudanças Climáticas; Programa Espacial; Programa Nuclear; Defesa Nacional; Segurança Pública; Educação; Mar e Antártica e Inclusão Social.

Veja a íntegra do edital por este link.

Bolsa em Salamanca
O edital para concessão de bolsas para professor-visitante brasileiro junto ao Centro de Estudos Brasileiros (CEB)/Universidade de Salamanca (USAL) está com inscrições abertas até o dia 11 de setembro. O objetivo do edital é que pesquisadores brasileiros contribuam para a difusão de conhecimento e a elaboração de estudos sobre a sociedade brasileira, devendo também: contribuir para a capacitação em nível de pós-graduação de especialistas em estudos brasileiros; e desenvolver atividades de pesquisa, elaborar estudos sobre a sociedade brasileira, ministrar aulas (duração de 30 horas em quatro meses) em seminários ligados a disciplinas oferecidas pelo CEB, no período de 1º de fevereiro a 31 de maio de 2009; e colaborar com as atividades do Centro de Estudos Brasileiros.

O professor-visitante da área de Língua e Literatura Brasileira também ministrará aulas de Língua Portuguesa para professores e doutorandos da Universidade de Salamanca, bem como participará da organização e da coordenação do exame para a obtenção do Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros (CELPE-Bras).

Veja a íntegra do edital por este link.

Terapia celular
Por meio de parceria entre o CNPq/MCT e o Departamento de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Ciência e Tecnologia e Insumos Estratégicos (DECIT/SCTIE), do Ministério da Saúde, foi lançado o edital Edital CT-Saúde/MS/SCTIE/DECIT/MCT/CNPq Nº 17/2008. A submissão de propostas pode ser feita até o dia 19 de setembro de 2008.

O objetivo é financiar projetos de pesquisa básica, pré-clínica e clínica, relacionados ao desenvolvimento de procedimentos terapêuticos inovadores em terapia celular, utilizando: células-tronco embrionárias, células-tronco adultas derivadas da medula óssea, células-tronco derivadas do cordão umbilical e células-tronco derivadas de outros tecidos, de modo a se induzir a geração de novos conhecimentos, produtos e processos biotecnológicos, cujo potencial de aplicação se caracterize em avanços na área da saúde humana.

O edital contempla as seguintes linhas: 1. Linhas de pesquisa básica relevante para as terapias celulares exclusivamente com células-tronco humanas bem definidas e caracterizadas 2. Linhas de pesquisa Pré-clínica; 3. Linhas de pesquisa Clínica.

Os recursos estão distribuídos da seguinte forma:

2008
CT-Saúde – R$ 2,5 milhões;
Decit/SCTIE/MS - R$ 2,5 milhões.

2009
CT-Saúde – R$ 2,5 milhões;
Decit/SCTIE/MS - R$ 2,5 milhões.

Veja a íntegra do edital neste link.

Fonte: Gestão CT

Conselho Nacional de Biossegurança aprova orientações

No dia 5, foram publicadas no Diário Oficial da União duas orientações do Conselho Nacional de Biossegurança, assinadas pela ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Roussef.

A primeira diz respeito à orientação à Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) no sentido de que, quando entender necessário, a comissão faça uso não apenas de estudos apresentados pelo proponente da liberação comercial para avaliar a biossegurança do organismos geneticamente modificado (OGM) e seus derivados, mas também de estudos realizados por terceiros, justificando a não utilização destes, sempre que apenas estudos apresentados pelos proponentes forem considerados na referida avaliação de biossegurança.

A segundo orientação é relativa a estudos de seguimentos de eventuais efeitos de OGM e seus derivados. De acordo com o texto, considerando a decisão plenária em reunião de 18 de junho de 2008, fica aprovada a orientação no sentido de que sejam realizados estudos de seguimento de médio e longo prazos dos eventuais efeitos no meio ambiente e na saúde humana dos OGM e seus derivados, cuja liberação comercial tenha sido autorizada, cabendo o MCT convocar grupo de trabalho para tratar desse tema.

O grupo de trabalho a que se refere a segunda orientação será composto por representantes dos ministérios, da Ciência e Tecnologia, da Saúde, do Meio Ambiente e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Veja a ORIENTAÇÃO No- 1, DE 31 DE JULHO DE 2008 por este link.

Fonte: Gestão CT

Seminário de Inovação acontece em Fortaleza

Tiveram início ontem, em Fortaleza (CE), a série de Seminários de Inovação, o projeto é desenvolvido pelo MCT, por meio da Finep, em parceria com o Movimento Brasil Competitivo (MBC). As regiões contempladas com os Seminários são: Nordeste, Sudeste e Sul.

Os eventos são parte do Programa Nacional de Sensibilização e Mobilização para Inovação (Pró-Inova/MCT), que segue o Plano de Ação de Ciência, Tecnologia e Inovação (PACTI 2007/2010). Veja a agenda de eventos: Fortaleza (CE): 7/8; Maceió (AL): 13/8; Aracaju (SE): 14/8; Blumenau (SC): 27/8; Vitória (ES): 3/9; Divinópolis (MG): 4/9; Curitiba (PR): 9/9; Campina Grande (PB): 16/9; e Petrolina (PE): 18/9. Os seminários serão realizados sempre das 18h30 às 21h30.

São instituições parceiras do Pró-Inova o MCT, a Finep, o CNPq, o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), a Associação Nacional de Pesquisa, Desenvolvimento e Engenharia das Empresas Inovadoras (Anpei), a Confederação Nacional da Indústria (CNI), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), o Instituto Euvaldo Lodi (IEL), o Movimento Brasil Competitivo (MBC), o Serviço Brasileira de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a Sociedade Brasileira Pró Inovação Tecnológica (Protec), a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), o Conselho Nacional das Fundações de Amparo à Pesquisa (Confap) e a Associação Brasileira das Instituições de Pesquisa Tecnológica (ABIPTI).

As inscrições podem ser feitas pelo telefone (61) 3229-2101 e pelo e-mail .

Acesse o site www.mbc.org.br/mbc/seminarios para mais informações.

Fonte: Gestão CT

Proeta - Prazo para submissão de propostas para o terceiro processo seletivo foi alterado

Os empreendedores interessados em desenvolver produtos, processos, ou serviços de sua propriedade por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento de Novas Empresas de Base Tecnológica Agropecuária e à Transferência de Tecnologia (Proeta) terão até o dia 2 de outubro deste ano para o envio das propostas para o terceiro processo seletivo.

O edital de seleção de empreendedores para ingresso no Programa de Incubação de empresas da Embrapa em parceria com uma incubadora parceira conveniada tem como público-alvo os empreendedores que demonstrem efetivo potencial para absorver conhecimento científico e/ou tecnológico e que queiram desenvolver empresas inovadoras, ligadas ao agronegócio.

Com o processo de regionalização do Proeta foram incluídas tecnologias de outras unidades, que são: Embrapa Meio-Norte e Embrapa Algodão. Isso amplia as opções para os empreendedores que queiram participar do programa de incubação da Embrapa.

Veja o edital do programa no link: www.cnpat.embrapa.br/proeta/edital.html

Mais informações pelo número (85) 32991893. Com informações da Embrapa Agroindústria Tropical)

Fonte: Gestão CT

Exercício da profissão de oceanógrafo é regulamentada

Publicada lei que dispõe sobre o exercício da profissão de oceanógrafo

A Lei nº 11.760/08, publicada no Diário Oficial da União do dia 1º, dispõe sobre o exercício da profissão de oceanógrafo. De acordo com o texto da legislação, é livre o exercício da profissão de oceanógrafo aos portadores de diploma: 1 – devidamente registrado de bacharel em curso de oceanografia, expedido por instituição brasileira de ensino superior oficialmente reconhecida; 2 – expedido por instituição estrangeira de ensino superior, revalidado na forma da lei, cujos cursos foram considerados equivalentes aos mencionados no item 1.

Também é considerado livre o exercício da profissão de oceanógrafo aos portadores de diploma de bacharel, devidamente registrado, em curso de oceanologia expedido pela Fundação Universidade do Rio Grande.

É igualmente assegurado o livre exercício da profissão de oceanógrafo aos que, embora não habilitados na forma já citada, sejam possuidores de diplomas registrados em curso superior de graduação em outras áreas de conhecimento ligadas às geociências, ciências exatas, naturais ou do mar, inclusive os diplomados pela Escola Naval, com aperfeiçoamento em hidrografia e que tenham exercido ou estejam exercendo atividades oceanográficas por um período de cinco anos, em entidade pública ou privada, devidamente comprovadas perante o órgão competente do Ministério do Trabalho e Emprego. Neste caso, o registro deve ser requerido no prazo máximo de cinco anos, a contar da data de vigência desta lei.

O texto completo da Lei nº 11.760/08 pode ser acessado por este link.

Fonte: Gestão CT

Ação Petrobras-MinC de Seleção Pública é lançada hoje

Foi agendado para hoje (7), no Rio de Janeiro, o lançamento da Ação Petrobras-MinC de Seleção Pública - parceria do Ministério da Cultura (MinC) com a Petrobras, iniciada em 2003, para a realização de editais de seleção pública de projetos culturais em diversos segmentos. Compõem a ação dez editais de seleção em diferentes áreas, com verba total de R$ 28 milhões.

Durante a cerimônia de lançamento dos editais, também estava prevista a assinatura de Acordo de Cooperação Técnica Petrobras - Ministério da Cultura, que irá permitir maior agilidade no processo seletivo dos projetos inscritos no Programa Petrobras Cultural (PPC). A Petrobras não mais exigirá a aprovação prévia pela Lei Rouanet para a inscrição de projetos no PPC, com exceção dos referentes a longa-metragens - produção e difusão.

Os dez editais podem ser conferidos neste link.

Fonte: Gestão CT

Portaria institui a Política Nacional de Regulação do SUS


Em portaria do Ministério da Saúde, publicada no dia 4, no Diário Oficial da União, foi instituída a Política Nacional de Regulação do Sistema Único de Saúde (SUS).

De acordo com o texto da portaria, a política será implantada em todas as unidades da Federação, respeitadas as competências das três esferas de gestão, como instrumento que possibilite a plenitude das responsabilidades sanitárias assumidas pelas esferas do governo.

As ações da política serão estão organizadas em três dimensões de atuação, integradas entre si. São elas: Regulação de Sistemas de Saúde; Regulação da Atenção à Saúde; e Regulação do Acesso à Assistência.

Entre as ações da Regulação de Sistemas de Saúde estão: vigilância sanitária e epidemiológica; e avaliação e incorporação de tecnologias em saúde. Já a Regulação da Atenção à Saúde prevê, entre outras ações, o cadastramento de estabelecimentos profissionais de saúde no Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (SCNES); e supervisão e processamento da produção ambulatorial e hospitalar. No que compete à área de Regulação do Acesso à Assistência estão: a regulação médica da atenção pré-hospitalar e hospitalar às urgências; e a padronização das solicitações de procedimentos por meio de protocolos assistenciais; entre outras ações.

No texto da portaria estão estabelecidas as competências da União, dos Estados e dos municípios.

Veja a íntegra da PORTARIA No- 1.559, DE 1o- DE AGOSTO DE 2008 no link.

Fonte: Gestão CT

Instituído grupo de trabalho para Integração de Sistemas de Informação sobre Biodiversidade

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) publicou a Portaria nº 713 que institui grupo de trabalho para Integração de Sistemas de Informação sobre Biodiversidade (GTSIB). A portaria foi publicada no Diário Oficial da União, no dia 1º de agosto.

O GTSIB terá entre os seus objetivos o levantamento de sistemas e bancos de dados existentes no Ibama, além de fontes de informação sobre biodiversidade presentes nas diferentes coordenações, unidades avançadas e centros especializados do instituto.

Também serão estabelecidas as diretrizes para a construção de um modelo conceitual para implementação de uma interface de integração dos dados georreferenciados de biodiversidade oriundos das diversas instâncias do Ibama.

Serão ainda estabelecidos critérios para a consulta e divulgação das informações disponíveis, respeitando os direitos autorais e a legislação pertinente.

Comporão o GTSIB representantes da Diretoria de Proteção Ambiental (Dipro); da Diretoria de Licenciamento Ambiental (Dilic); da Diretoria de Uso Sustentável da Biodiversidade e Floresta; e do Centro Nacional de Telemática (CNT).

O grupo terá 180 dias para concluir os trabalhos. Veja a íntegra da portaria por este link.

Fonte: Gestão CT

VLS - Veículo Lançador de Satélite - será testado em setembro

O Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE/CTA) marcou para a segunda quinzena de setembro o teste em bancada do motor S43 do Veículo Lançador de Satélite (VLS).

O teste, que deverá ocorrer na Usina Coronel Abner, em São José dos Campos (SP), estava previsto para o dia 6 de agosto, mas teve que ser adiado. Segundo o IAE, o motivo do adiamento foi uma não conformidade encontrada, durante uma inspeção de segurança, no sistema de proteção contra descargas atmosféricas.

Esse sistema constitui um conjunto de pára-raios com malhas de cabo de aço e sistemas de aterramentos, importante para garantir a segurança no teste. De acordo com o IAE, a correção no sistema de segurança seguirá todas as normas técnicas pertinentes para garantir totalmente a segurança contra as descargas atmosféricas. O custo previsto para a obra é de R$ 80 mil.

De acordo com a Agência Espacial Brasileira (AEB), desde o acidente que vitimou 21 técnicos do Programa Espacial Brasileiro em 2003, o projeto do VLS foi totalmente reformulado.

O motor S43 faz parte de um dos quatro motores do primeiro estágio do VLS. Ele mede cerca de 7 metros e carrega 7 toneladas de combustível sólido. O custo de motor está estimado em R$ 1 milhão.

Confirmados os resultados no ensaio, o primeiro lançamento tecnológico será realizado em 2010, com o VLS XVT 01, que terá apenas os dois primeiros estágios ativos.

Mais informações: www.aeb.gov.br e (18) 3821-8200

Fonte: Agência FAPESP

Documentário canadense aborda a biofortificação dos alimentos no Brasil

A produtora canadense Image Works está documentando alguns aspectos da diversidade cultural em países como Brasil, Costa Rica, Estados Unidos, Alemanha, Turquia, China, Índia e África do Sul.

O documentário, que será concluído em um ano, tem o objetivo de mostrar a adolescentes canadenses o que fazem e como pensam diferentes povos.

No Brasil, além dos aspectos culturais será abordado o trabalho de pesquisadores na biofortificação de alimentos com ferro, zinco e betacaroteno, bem como, os reflexos da iniciativa junto a produtores rurais e creches em Sergipe. Será o único país do documentário com pauta no campo da ciência.

As gravações começaram no dia 31 de julho na Embrapa Agroindústria de Alimentos, situada no Rio de Janeiro. No Rio, o documentário mostrará o processo de análises de amostras recebidas de todo o país, etapa imprescindível para orientar os trabalhos em busca de variedades biofortificadas, e também a elaboração de produtos derivados como o macarrão e os snacks assados de farinha de batata-doce biofortificada.

Em Sergipe, com o apoio da Embrapa Tabuleiros Costeiros, a Image Works visitará produtores rurais que estão cultivando as novas variedades de mandioca e batata-doce, ricas em betacaroteno, e o envolvimento de creches no projeto com o intuito de medir a melhoria em crianças com déficit nutricional.

O documentário surgiu da demanda do Departamento de Educação de Alberta (Canadá) e conta com o apoio da organização Médicos sem Fronteira e da Canadian International Development Agency (CIDA), uma das fontes financiadoras do programa AgroSalud para biofortificação de alimentos.

No Brasil, a biofortificação conta com pesquisadores de sete unidades da Embrapa (Agroindústria de Alimentos, Hortaliças, Meio-Norte, Arroz e Feijão, Milho e Sorgo, Tabuleiros Costeiros e Mandioca e Fruticultura Tropical), mais a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), a Universidade Estadual Paulista (Unesp), a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a Universidade de Adelaide (Austrália). Cerca de 150 parceiros em todo o mundo estão ligados a proposta por meio do programa AgroSalud.

Mais informações, pelos números (21) 3622-9799/9600, ou entre em contato com o pesquisador José Luiz Viana de Carvalho pelo e-mail. (Com informações da Embrapa Agroindústria de Alimentos)

Fonte: Gestão CT

UCL - Convite aula inaugural "MBA Gerenciamento de Projetos"




Fonte: UCL

5º Encontro de Zootecnia e 4º Simpósio de Ciências da Unesp-Dracena

O5º Encontro de Zootecnia e 4º Simpósio de Ciências da Unesp-Dracena e o 4º Simpósio de Ciências da Universidade Estadual Paulista, campus de Dracena (SP), serão realizados de 9 a 11 de setembro na cidade do interior paulista.
Com o tema "Nutrição animal: Tendências e novas aplicações nos sistemas produtivos", os eventos têm como objetivo contribuir com a formação de estudantes e a atualização de técnicos e produtores rurais.

"Nutrição animal e ambiente", "Produção Intensiva de leite a pasto", "Classificação de dietas comerciais para cães e gatos e seu impacto na formulação" e "Conceitos indispensáveis na nutrição de pássaros e peixes ornamentais" serão alguns dos temas das palestras, que serão ministradas por pesquisadores de diversas instituições.

Os trabalhos podem ser inscritos até o dia 15 de agosto. Os eventos ocorrerão no teatro municipal de Dracena.

O 5º Encontro de Zootecnia tem apoio da FAPESP na modalidade Auxílio a Organização de Reunião Científica e/ou Tecnológica.

Mais informações: www.dracena.unesp.br/eventos e (18) 3821-8200

Fonte: Agência FAPESP

3º Simpósio Multidisciplinar sobre Células-Tronco

O 3º Simpósio Multidisciplinar sobre Células-Tronco será realizado de 25 a 28 de novembro na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), na capital paulista.

O encontro é voltado a alunos de graduação, pós-graduandos e profissionais da área da saúde.

Helena Nader (Unifesp), Ilaria Bellantuono (Universidade de Sheffield, Reino Unido), Antonio Carlos Tedesco (Universidade de São Paulo, USP) e Ricardo Ribeiro dos Santos (Fundação Oswaldo Cruz) serão alguns dos conferencistas.

Serão realizadas também quatro mesas-redondas com pesquisadores de diversas instituições brasileiras, como Nestor Schor (Unifesp), Stevens Rehen (Universidade Federal do Rio de Janeiro), Irina Kerkis (Instituto Butantan) e Maria Rita Passos-Bueno (USP).

O simpósio ocorrerá no Teatro Marcos Lindenberg, na rua Botucatu, 862.

Mais informações: proex.epm.br/eventos08/celulatronco

Fonte: Agência FAPESP

Prazo para envio de trabalhos para o Fórum dos Estudantes e Jovens Engenheiros da WEC 2008 termina este mês

Até o dia 29 deste mês, os interessados podem encaminhar trabalhos para participar de painéis do Fórum dos Estudantes e Jovens Engenheiros da Conferência Mundial de Engenheiros 2008 (WEC 2008), que acontece de 2 a 6 de dezembro em Brasília.

O Fórum foi criado para fortalecer os debates sobre formação profissional, mercado de trabalho e formação ética nas instituições de ensino, além de ser um espaço para troca de experiências.

A ABIPTI é parceira do evento, responsável pela Expowec 2008 – exposição tecnológica mundial, com tema Energia para o Futuro.

Informações completas podem ser obtidas no site:
www.wec2008.org.br/pt/index.php.

Fonte: Gestão CT

Fapesb lança edital de infra-estrutura

Até o dia 6 de outubro, os interessados poderão submeter propostas ao edital de Infra-Estrutura de Pesquisa da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), entidade associada à ABIPTI.

O objetivo do edital, que este ano tem recursos de R$ 4 milhões, é apoiar o fortalecimento da pesquisa científica e tecnológica de cursos de mestrado e doutorado por meio do financiamento de projetos de implantação, ampliação, recuperação e/ou modernização da infra-estrutura física.

Podem submeter propostas para concorrer no edital os coordenadores de cursos, linhas e núcleos de pesquisas dos programas de pós-graduação de universidades baianas públicas ou privadas sem fins lucrativas.

Veja a íntegra do edital por no link:
www.fapesb.ba.gov.br/home/apoio/infra-estrutura/infra-2008/infra08/

Fonte: Gestão CT

9º Curso de Estruturação de Núcleos de Inovação Tecnológica. - NITs

Nos dias 25 a 28 de agosto, será realizado, em São Luis (MA), a 9ª edição do Curso de Estruturação de Núcleos de Inovação Tecnológica. A iniciativa é do Fórum Nacional de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia (Fortec) e é organizada pelo projeto InovaNIT.

O objetivo do curso é oferecer capacitação, de forma introdutória, em institucionalização e organização de um NIT.

Os interessados podem fazer a inscrição por meio deste link até 8 de agosto. A inscrição é gratuita e o resultado do processo seletivo será divulgado no dia 11 de agosto no site do projeto InovaNIT. Esta edição do curso conta com a parceria da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), instituição associada à ABIPTI.

Inova NIT
O projeto InovaNIT é financiado pela Finep e tem o objetivo de difundir a experiência da Inova Unicamp e consolidar práticas bem sucedidas de atuação na transferência de tecnologia, gestão da propriedade intelectual e de cooperação da universidade com organizações e empresas no processo de inovação. O projeto tem a parceria do Fortec, órgão de representação dos responsáveis nas universidades e institutos de pesquisa pelo gerenciamento das políticas de inovação e das atividades relacionadas à propriedade intelectual e transferência de tecnologia.

Informações adicionais podem ser obtidas na Agência de Inovação Inova Unicamp pelo telefone (19) 3521-2556. Acesse ainda o site www.inova.unicamp.br.

Fonte: Gestão CT