quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Capes/Fulbright divulga lista de selecionados

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior do Ministério da Educação (Capes) divulgou, na última quarta-feira (17), os selecionados para o programa de bolsa de doutorado pleno Capes/ Fulbright. São 62 aprovados e outros sete na condição de suplentes.

Agora, os selecionados têm até o dia 1º de novembro para entregarem, à Fulbright, a tradução juramentada do histórico escolar, bem como os diplomas de graduação e pós-graduação.

Capes/Fulbright
O programa oferece bolsas com duração inicial de doze meses, que podem ser renovadas, desde que não ultrapassem o período total de 48 meses. Outros benefícios fornecidos são: passagens aéreas de ida e volta para o bolsista e um dependente; auxílio instalação; seguro saúde; e taxas escolares.

A lista dos selecionados http://www.capes.gov.br/editais/resultados .

Informações adicionais, pelo site www.capes.gov.br .

Fonte: Gestão CT

US$ 1 bilhão para investimentos na expansão e modernização de Micro e Pequenas Empresas

Foi assinado, na última sexta-feira (19), em Washington (EUA), pelos presidentes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Luis Alberto Moreno, um contrato de financiamento de US$ 1 bilhão para investimentos na expansão e modernização de micro, pequenas e médias empresas do setor produtivo brasileiro.

Segundo o texto publicado pelo BNDES, o acordo faz parte da segunda etapa da Linha de Crédito Condicional (CCLIP), aprovada em 2004, no valor total de US$ 3 bilhões. Essa linha de crédito permite ao banco brasileiro usar os recursos em três operações em um prazo total de até nove anos. Os fundos locais de contrapartida totalizam US$ 3 bilhões.

O empréstimo permitirá o financiamento de médio e longo prazos de projetos de investimento que contribuirão para ampliar a competitividade das empresas brasileiras. O prazo de amortização é de 20 anos, com período de carência de até quatro anos, e acompanha a estratégia do BID, acordada com as autoridades brasileiras no âmbito do Plano Econômico 2004-2007, de contribuir para o crescimento sustentável da economia com inclusão social.

A intenção do presidente do BNDES, Luciano Coutinho, é realizar a última assinatura do contrato até o final de 2008. Para isso, já iniciou os procedimentos necessários para a aprovação da terceira parcela da CCLIP. O presidente explica que a intenção é utilizar esses recursos para melhorar o acesso ao crédito de micro, pequenas e médias empresas de regiões menos desenvolvidas do Brasil, particularmente do Nordeste.

CCLIP
Contratada em setembro de 2005 e desembolsada em 2005 e 2006, a primeira operação da Linha de Crédito Condicional permitiu a realização de 31.755 financiamentos, no valor médio de US$ 54 mil, sendo 78% destinados a micro e pequenas empresas.

Desde 1995, o BID vem apoiando cinco programas multissetoriais de crédito com o banco brasileiro, desembolsando total de US$ 4,5 bilhões, que, em conjunto com os recursos de contrapartida do BNDES, financiaram mais de 150 mil empresas do setor produtivo nacional.

O BNDES realiza grande parcela de suas operações sob a modalidade indireta, por meio das agências bancárias tradicionais. Os empréstimos são realizados de acordo com a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), 6,25%, mais um valor cobrado segundo a tabela do banco onde será realizado o contrato, que varia de 1% a 2%.

Informações adicionais, pelo site www.bndes.gov.br
Fonte: Gestão CT