sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Capes apresenta avaliação dos cursos de pós-graduação no Brasil

As universidades da região Sudeste estão entre as mais bem avaliadas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior do Ministério da Educação (Capes/MEC).

No último dia 10, a instituição divulgou a lista da avaliação dos cursos de pós-graduação de todo o país. A avaliação trienal analisou mais de 2.200 programas no período de 2004 a 2006. Entre eles, 2.070 são de mestrado acadêmico, 1.182 de doutorado e 157 de mestrado profissional.

A lista divulgada pela Capes confirma a região Sudeste com as melhores notas. A maior nota destinada a um curso de pós-graduação é sete. A região ficou recebeu 62 notas sete. As instituições se destacaram nas seguintes grandes áreas: ciências agrárias, oito programas com maior nota; biológicas, 10 programas; saúde, com sete; exatas e da terra, com 17; humanas, com nove; engenharias, também com nove; e linguistica, letras e artes, com duas.

Entre as instituições que receberam a nota sete na grande área de ciências exatas e da terra, uma é associada à ABIPTI, Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa).

A região Sul ficou com a maior nota nas grandes áreas de ciências biológicas, com um curso; de exadas e da terra, com cinco; e de humanas; com dois. Já a região Nordeste recebeu a maior nota apenas na grande área ciências exatas e da terra, com um programa.

O Centro-Oeste recebeu a melhor nota em um programa da área de ciências humanas. A região Norte não recebeu nenhuma nota sete para os cursos de pós-graduação.

A lista completa com as notas de cada um dos programas avaliados pode ser acessada no endereço.

Fonte: Gestão CT

MMA lança edital para pesquisas sobre a Mata Atlântica

O Ministério do Meio Ambiente (MMA), por meio do Programa Piloto para a Proteção das Florestas Tropicais do Brasil, está recebendo projetos para apoiar redes de pesquisa da Mata Atlântica.

O edital será de fluxo contínuo até que se esgotem os recursos destinados à chamada. O valor previsto para investimento é de R$ 2,3 milhões. Os projetos poderão ter um valor mínimo de R$ 70 mil e máximo de R$ 350 mil.

O objetivo da chamada 05 - PDA Mata Atlântica - é apoiar processos de geração de conhecimentos para a elaboração e aperfeiçoamento de políticas públicas, visando à ampliação da escala de impacto das experiências desenvolvidas em 111 projetos já realizados sobre a Mata Atlântica.

Os projetos deverão ser temáticos, seguindo as linhas do PDA, ou regionais, envolvendo propostas demonstrativas de parceiros e redes de uma determinada região.

Outros detalhes sobre o edital podem ser obtidos no endereço.

Fonte: Gestão CT

Finep e MC lançam editais que vão investir R$ 80 milhões em ICTs de telecomunicações

A Finep e o Ministério das Comunicações lançaram, esta semana, dois editais com recursos do Fundo Setorial para o Desenvolvimento Tecnológico das Comunicações (Funttel). O investimento será de R$ 80 milhões para plataformas de conteúdos digitais e para áreas temáticas consideradas prioritárias.

As propostas podem ser remetidas, por meio eletrônico, até o dia 25 de outubro e a via impressa até o dia 26 deste mês. Os dois editais são voltados para instituições científicas e tecnológicas (ICTs). Neste ano, a Finep está implantando nas novas chamadas a necessidade de contrapartida das ICTs. O percentual poderá chegar a 40% do valor do projeto.

Plataformas
A chamada pública MCT/Finep/MC/Funttel nº 01/2007 tem o objetivo de selecionar projetos para especificar requisitos técnicos e funcionais para o desenvolvimento de uma plataforma de produção, edição e distribuição de conteúdos digitais interativos a ser utilizada em aplicações de educação a distância que permita a interoperabilidade do conteúdo em ambientes web e televisão digital terrestre.
Os recursos para esse edital são de R$ 620 mil. Esse também é o valor máximo que cada projeto poderá solicitar.

A íntegra do edital está disponível no endereço.

Áreas Temáticas
A chamada pública MCT/Finep/MC/Funttel nº 02/2007 tem o objetivo de selecionar propostas para apoio financeiro a projetos cooperativos de pesquisa, desenvolvimento e inovação que resultem em produtos ou protótipos industriais. Serão priorizadas inovações das seguintes áreas temáticas: sistemas de comunicações sem fio em banda larga; serviços baseados no protocolo IP; plataformas para produção e difusão de conteúdos digitais; sistemas de comunicações óticas; software para telecomunicações; e tecnologias de identificação por radiofreqüência.
Os recursos são da ordem de R$ 79,9 milhões. Esse edital também é voltado para empresas brasileiras de qualquer porte. O valor mínimo de cada proposta é de R$ 1 milhão.

Acesse a íntegra da chamada no endereço.

Fonte: Gestão CT

CNPq lançará chamada do RHAE-Pesquisador na Empresa ainda este ano

Com recursos da ordem de R$ 20 milhões, será lançada, ainda este ano, pelo CNPq, a primeira chamada do programa Recursos Humanos para Atividades Estratégicas (RHAE)-Pesquisador na Empresa.

O objetivo do programa, previsto no Plano de Ação do MCT 2007-2010, é motivar a inserção de pesquisadores com título de mestre ou doutor nas empresas. Pereira informou que a iniciativa é, prioritariamente, voltada às micro e pequenas empresas com atividades tecnológicas de PD&I e que atuem, em especial, nos setores prioritários da Política Industrial, Tecnológica e de Comércio Exterior (Pitce). Os pesquisadores receberão bolsas.

Pereira informou que, primeiramente, a chamada será para os Estados das regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste e, ainda, para o Estado do Espírito Santo. “Pensamos em fazer desta forma já que R$ 20 milhões não é muito. Num segundo momento [em 2008] lançaremos o programa para todos os outros Estados”, afirmou o secretário.

Como contrapartidas, Pereira informou que as empresas deverão prover condições de trabalho com infra-estrutura para o pesquisador e sua equipe. Nesse caso, os editais deverão ser lançados pelos Estados e não pelo CNPq, a exemplo do que acontece com o programa Pappe, da Finep.

Confap
Para o presidente do Confap, Odenildo Sena, o fato da participação do secretário na reunião do Conselho e da apresentação do programa, ainda em fase de elaboração, é algo inovador. “Perto do que têm acontecido é uma inovação. Já propus várias vezes aos presidentes do CNPq, da Finep e do MCT que os programas sejam sempre discutidos com as FAPs “.

Fonte: Fabiana Santos / Gestão CT

Curso : "Capacitação em projetos de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo"

O curso de Capacitação em projetos de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo, que já foi realizado em várias cidades desde 2006, será realizado em Brasília entre os próximos dias 17 e 19.

Organizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pela Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra), o curso tem parceria do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), por meio da Coordenação Geral de Mudança Global do Clima e do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), vinculado ao MCT.

O objetivo é apresentar as potencialidades de negócios no mercado internacional de crédito de carbono, analisar a viabilidade de projeto de carbono nas empresas e apresentar aspectos básicos aos empresários sobre elaboração de projetos de MDL.

Os interessados devem se inscrever pelo e-mail e para mais informações consultar o endereço.

O local do evento será o auditório da Fibra, no SIA Trecho 3, lote 225, Brasília (DF).

Fonte: Agência CT

Finep investe R$150 milhões para pequenas empresas inovadoras

A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), agência de inovação do Ministério de Ciência e Tecnologia, vai investir R$ 150 milhões em cerca de 1.500 micro e pequenas empresas inovadoras. Os recursos são do Programa Pappe/Subvenção, lançado nesta semana pelo presidente da Finep, Luis Fernandes, em Belo Horizonte (MG).

A iniciativa faz parte do Programa de Subvenção Econômica da Finep, que oferece financiamentos não-reembolsáveis a empresas. Isso significa que os empreendedores qualificados não terão que devolver os recursos. "O governo está dividindo com as empresas o risco de desenvolver um produto ou serviço inovador em áreas de interesse da sociedade", explica Luis.

Segundo o governador de Minas Gerais, Aécio Neves, que esteve presente ao lançamento, investir em inovação é garantir um futuro de indepedência tecnológica para o País. "Não podemos voltar a ser meros exportadores. Precisamos utilizar o conhecimento como arma contra as desigualdades sociais, através do desenvolvimento de produtos de alto valor agregado e geradores de riquezas", diz.

Para estruturar o Pappe/Subvenção, a Finep firmou convênios em 17 estados brasileiros, sempre com entidades de apoio ao desenvolvimento local, como as Fundações de Amparo à Pesquisa Estaduais (FAPs) e os Sebraes regionais. Juntos, os parceiros vão aportar R$ 95 milhões em recursos complementares. O objetivo é que essas instituições, conhecedoras da realidade local, ajudem a identificar com precisão os projetos prioritários em cada estado. Além disso, será possível um acompanhamento mais próximo das operações.

Os estados lançarão editais independentes, com valores e objetivos que respeitarão as características regionais. Em linhas gerais, serão beneficiadas empresas que faturem até R$10,5 milhões ao ano, com financiamentos entre R$50 mil e R$500 mil. O Programa vai privilegiar projetos inovadores em áreas prioritárias da Política Industrial, Tecnológica e de Comércio Exterior do Governo Federal (Pitce), além daqueles relacionados a arranjos produtivos locais e a sistemas estaduais de inovação.

Em Minas Gerais, o volume de recursos alcança R$ 24 milhões, dos quais R$ 14 milhões oriundos da Finep, R$ 5 milhões da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado (Fapemig) e R$ 5 milhões da Federação das Indústrias de Minas Gerais. A meta local é beneficiar cerca de 160 empreendimentos.

Os outros estados apoiados serão São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul, Bahia, Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte, Maranhão, Piauí, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Amazonas.

A cerimônia aconteceu durante a abertura do Fórum Nacional de Secretários Estaduais de C&T, no Pavilhão Expominas, na capital mineira

Fonte: Agência CT

Cban abre vagas para o curso "Caracterização de materiais nanoestruturados com Luz Síncroton"

O Centro Brasileiro-Argentino de Nanotecnologia (Cban) abre 15 vagas para estudantes brasileiros para o curso de "Caracterização de materiais nanoestruturados com Luz Síncroton".

Os interessados têm até o próximo dia 19 para se inscrever e devem ser doutorandos ou terem concluído o doutorado nos últimos cinco anos em física, química, farmácia, biologia ou engenharias.

O curso será ministrado na Universidade de La Plata, na Argentina, no período de 19 a 23 de novembro.

Entre os temas abordados estão as técnicas baseadas em luz síncroton (dispersão, emissão, absorção e difração de raios-X) para estudos de materiais nanoestruturados (estrutura eletrônica, magnetismo, entre outros) tais como nanotubos, nanopartículas, filmes, sistemas micro e mesoporosos.

As inscrições devem ser feitas pelo e-mail.

Os candidatos devem fornecer dados pessoais e profissionais, currículo e uma justificativa com no máximo dez linhas explicando o trabalho científico.

Maiores informações pelo telefone (61) 3317.7424, na coordenação geral de micro e nanotecnologias do Ministério da Ciência e Tecnologia, representante brasileiro do Centro.

Fonte: Agência CT

Abertas as inscrições para mestrado em Botânica na Amazônia

O Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG/MCT) e a Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) abriram na segunda-feira (8), inscrições para o processo de seleção ao Mestrado em Botânica, curso que visa à formação de pessoal qualificado na área de Botânica Tropical para atividades técnicas, de ensino e de pesquisa na Amazônia.

O curso oferece 15 vagas, distribuídas nas seguintes linhas de pesquisa: Sistemática e Evolução de Plantas; Ecologia, Manejo e Conservação; e Fisiologia e Bioquímica Vegetal. O edital, com as informações sobre o processo seletivo para 2008, a ficha de inscrição e o conteúdo programático estão disponíveis no portal do Museu Goeldi (www.museu-goeldi.br).

As inscrições podem ser feitas até o dia 30 de novembro, na Secretaria do Mestrado em Botânica, no Campus de Pesquisa do Museu Goeldi, na Avenida Perimetral, 1901, bairro da Terra Firme, em Belém (PA).

Mais informações pelos telefones: (91) 3217-6088 e 3274-9280 ou pelo e-mail.

Fonte: Agência CT

2º ICTng Workshop Internacional 2007

O Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT), instituição associada à ABIPTI, promoverá nos dias 22 e 23 de outubro, o 2º ICTng Workshop Internacional 2007.

O evento, que acontecerá em São Paulo (SP), na sede o IPT, apresentará pesquisas realizadas no mundo com o foco no novo protocolo de Internet - IPv6.
Segundo informações do instituto, também serão apresentadas oportunidades de negócio que a nova internet trará como, por exemplo, os sistemas de Transporte Inteligentes (ITS) e a TV Digital.

As inscrições podem ser feitas no endereço.
A iniciativa é resultado da parceria entre o IPT e o projeto GO4IT. O instituto colabora, no projeto, com a realização de testes de ferramentas automatizadas para avaliar aplicativos que adotem o protocolo IPv6.

Na programação, estão previstas a apresentação de especialistas franceses, chineses e brasileiros, que irão falar sobre experiências e estratégias de ação.

Informações complementares em http://www.go4-it.ipt.br/.

Fonte: Gestão CT

Curso de introdução ao software MPS.BR é promovido pelo Cits

O Centro Internacional de Tecnologia de Software (Cits), que é uma entidade associada à ABIPTI, e a Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex) promovem o Curso de Introdução ao MPS.BR (C1-MPS.BR). O evento acontecerá em Curitiba (PR), nos dias 18 e 19 de outubro.

O curso será ministrado pela doutora em engenharia elétrica pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Ana Liddy Magalhães. Os objetivos são: apresentar uma introdução ao MPS.BR, com foco no modelo de referência MR-MPS, que possui conformidade com as normas internacionais; apresentar o método de avaliação MA-MPS; e mostrar os passos para um profissional se tornar qualificado em MPS.

O curso é voltado para profissionais interessados na melhoria de processos de software, com base no modelo de referência MR-MPS e no método de avaliação MA-MPS.

Magalhães foi certificada pela Softex como avaliadora e instrutora do modelo MPS.BR e hoje atua como professora de pós-graduação da Fundação Mineira de Educação e Cultura (Fumec).

Informações adicionais, no site www.cits.br ou pelos telefones (41) 3025-9659 e (19) 3287-7060.

Fonte: Gestão CT

7º Encontro Nacional de Estudos Estratégicos

Será realizado, de 6 a 8 de novembro, em Brasília (DF), o 7º Encontro Nacional de Estudos Estratégicos (Enee). O evento é organizado pelo Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSIPR) em parceria com o CNPq.

O Enee terá debates sobre quatro áreas: ciência e tecnologia; segurança e defesa; relações internacionais; e temas sociais. Serão 79 palestrantes, entre ministros de Estado, pesquisadores e profissionais das diversas áreas que abordarão temas como pensamento estratégico; células-tronco; mudanças climáticas; biodiversidade; matriz energética; segurança pública; nível de emprego; qualidade de vida urbana; violência; drogas; operações de paz; entre outros.

O evento é destinado a especialistas, servidores públicos, militares, estudantes e representantes da comunidade acadêmica e científica, de organizações não-governamentais e do setor privado.

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas, até 30 de outubro em https://sistema.planalto.gov.br/siseventos/index.html

A iniciativa conta ainda com o apoio do Ministério da Defesa, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Instituto Político-Estratégico Brasileiro (Ipeb), do canal Futura e do site de notícias sobre relações internacionais, Inforel.

Informações adicionais, pelo telefone (61) 3411-1374.

Fonte: Gestão CT