quarta-feira, 10 de outubro de 2007

8ª Conferência Internacional de Materiais e Tecnologias Não-Convencionais

Maceió receberá, de 14 a 17 de outubro, a 8ª Conferência Internacional de Materiais e Tecnologias Não-Convencionais, que terá o tema “Materiais ecológicos e tecnologias para construções sustentáveis”.

O evento reunirá pesquisadores e estudantes das áreas de arquitetura, engenharia, componentes da construção, ciência dos materiais, engenharia ambiental, gerenciamento da tecnologia e inovação, ecologia e sustentabilidade. A promoção é da Associação Brasileira em Materiais e Tecnologias Não-Convencionais (Abmtenc).

“Bambu como material de construção”, “Construções com terra e fibras vegetais”, “Eficiência energética nas construções”, “Tecnologia aplicada a habitação de interesse social”, “Materiais compósitos” e “Utilização de resíduos na construção civil” são algumas linhas temáticas dos trabalhos que serão apresentados.

Mais informações: www.abmtenc.civ.puc-rio.br .

Fonte : Agência Fapesp

Fea - Unicamp desenvolve tecnologia nacional para tratamento do climatério

A Faculdade de Engenharia de Alimentos da Universidade de Campinas (FEA/Unicamp) desenvolveu uma tecnologia nacional para o tratamento dos sintomas do climatério. O novo medicamento, à base de isoflavona de soja, exigiu quatro anos de pesquisa, mas só chegou ao mercado graças a uma parceria articulada pela Agência de Inovação Inova Unicamp entre a Universidade e a Steviafarma, empresa nacional do setor de fármacos.

A Unicamp foi responsável pela pesquisa e pelo depósito da patente e a Steviafarma, pelo licenciamento da tecnologia, produção da matéria-prima (isoflavona aglicona) e pelo produto acabado. "É mais um exemplo de como podemos disponibilizar para a sociedade uma tecnologia gerada na Universidade através de parcerias universidade-empresa", afirma Vera Crósta, do Grupo de Parcerias da Inova Unicamp.

Segundo o professor Yong Park, que coordenou a pesquisa, o produto traz em sua composição aproximadamente 100% de isoflavonas de soja, disponíveis na forma de aglicona, a parte ativa da isoflavona. Esta concentração garante a absorção do medicamento pelo organismo e a obtenção dos efeitos terapêuticos com segurança e rapidez. Hoje, no mercado, são encontradas apenas isoflavonas na forma combinada com açúcares-glicosiladas.

Fernando Meneguetti, diretor presidente da Steviafarma, disse que espera um excelente desempenho do produto por tratar-se de um medicamento diferenciado. "A expectativa é fazer sucesso nos mercados interno e externo", destaca. Para comercializar e promover o medicamento junto à Classe Médica,
a Steviafarma se associou à Apsen Farmacêutica.

Fonte: Anpei

Aberto o processo seletivo para o mestrado na UCSAL

UCSAL apresenta edital de abertura de inscrição para o Processo de Seleção 2008 do Mestrado Profissional em Planejamento Ambiental - MPPA da UCSAL

Maiores informações acesse http://www.ucsal.br .

Leia o edital no endereço.


Fonte: Prof. Dr. Juan-Carlos Rossi Alva / Laboratório de Estudos em Meio Ambiente - LEMA

1o. SEMINÁRIO DE ETANOL CELULÓSICO

Objetivos
• Apresentar o que há de mais moderno em tecnologia de etanol
• Divulgar como esta tecnologia vai reverter resíduos em maior produção
• Apresentar o porque o domínio desta tecnologia será o principal diferencial competitivo no mercado de biocombustíveis

PROGRAMA

8h30 Credenciamento

9h00 Etanol Celulósico e as vantagens competitivas do desenvolvimento desta tecnologia ao redor do mudo
• Razões pela busca de supremacia na tecnologia do etanol celulósico
• Perspectiva de mercado para os detentores da tecnologia
• Tendências futuras do etanol celulósico
Mauro Silva
Gerente de Tecnologia para o Desenvolvimento
PETROBRAS

9h45 O estágio atual da produção de etanol a partir de lignocelulose
• A experiência americana com a palhada de milho
• O papel do acordo com os Estados Unidos no desenvolvimento de tecnologias
• O estágio brasileiro
Adilson Roberto Gonçalves
Pesquisador na área de Biotecnologia
FACULDADE DE ENGENHARIA QUÍMICA DE LORENA

10h30 Coffee break

11h00 O estado da arte e desafios tecnológicos para o aproveitamento do material lignocelulósico
• A composição do material lignocelulósico e a sua transformação em etanol
• As limitações atuais da levedura no aproveitamento do material lignocelulósico e desafios para o setor
• Subprodutos do processo e possível aproveitamento dos mesmos
Lídia Maria Pepe de Moraes
Pesquisadora na área de Bioquímica
UNB - UNIVERSIDADE DE BRASILIA

11h45 Comparando a hidrólise ácida com a enzimática
• Características e desafios da hidrólise ácida
• As enzimas utilizadas na conversão de biomassa em álcool suas vantagens e desafios
• Tendências futuras
Jaime Fingerut
Pesquisador
CTC - CENTRO DE TECNOLOGIA CANAVIEIRA

12h30 Almoço

14h00 Técnicas de processo para a viabilização econômica do processo de hidrólise
• O pré-tratamento do bagaço e a sua importância no processo de hidrólise
• O processo de explosão a vapor e as suas aplicações atuais
• A produção enzimática como diferencial competitivo
Carlos Fernandes das Chagas
Diretor
BIOENZIMA

15h00 Microorganismos, enzimas e concentrações ótimas para o processo de hidrólise
• História do aproveitamento enzimático dos microorganismos
• Enzimas principais e acessórias
• Detalhamento da preparação enzimática da celulose para a ação da levedura produtora de açúcar e álcool
Leda Maria Fortes Gottschalk
Doutora em engenharia química, responsável pela Enzitec
UFRJ - UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO

16h00 Coffee Break

16h30 Financiando P&D em Biomass to Liquid
• As inovações tecnológicas necessárias para o aproveitamento ótimo do potencial sucroalcoleiro
• O papel do fomento tecnológico
• A parceria e o financiamento de empresas
Murilo Azevedo
Analista de Projetos
FINEP - FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS

17h30 Encerramento e entrega dos certificados.
*Programa Sujeito a alterações.

PÚBLICO-ALVO:
Profissionais do setor sucroalcooleiro e petroquímico das áreas de meio ambiente; sustentabilidade; industrial; agrícola; suprimentos; transportes; novos negócios; fornecedores de serviços, produtos e tecnologia; investidores; associações, instituições financeiras; lideranças municipais, gestores públicos e demais interessados pelo assunto.


INVESTIMENTO:
• Pagtos até o dia 18/10 - R$ 745,00 (+ R$ 11,34 ao IR)
• Pagtos após o dia 18/10 - R$ R$ 845,00 (+ R$ 12,87 ao IR)
INCLUI: almoço, coffee break, CD com as palestras e certificado.

PROMOÇÃO ESPECIAL PARA GRUPOS: A cada 3 inscrições da mesma empresa, a 4ª. é grátis!!!

INFORMAÇÕES GERAIS:

Data: 12 de novembro
Local: Hotel Mercure Central Towers
Endereço: R. Maestro Cardim, 407 - Paraíso - São Paulo - SP
Maiores Informações: (27) 3032-1449 e (27) 3289-8555 ou www.cajueventos.com.br .

Fonte: Caju Eventos

1° Congresso Internacional de Energia Renovável

A cidade de Foz do Iguaçu (PR) vai sediar o 1° Congresso Internacional de Energia Renovável, nos dias 24 a 26 de outubro, no Centro de Convenções do Hotel Mabu, Thermas & Resort.

O objetivo do evento é discutir o futuro dos combustíveis, expor produtos, serviços e tecnologias para produção de biocombustíveis, além de promover rodadas de negócios e discussões entre países produtores.

Estão previstas a participação dos seguintes palestrantes: José Octavio Pachoal, do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN); Alexandre Strapasson, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA); Napoleão Beltrão, da Embrapa Algodão; Expedito Parente Junior, da Tecbio; Carlos Khalil, da Petrobras; Waldir Quirino, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

O IPEN é uma instituição associada à ABIPTI.

Maiores informações e inscrições para o congresso acesse o endereço http://www.expobiocom.com.br/port/index.html .

Fonte: Inovação Energética

Usina termelétrica produzirá energia usando casca do arroz

A Cooperativa Agroindústria Alegrete (Caal) construirá uma usina termelétrica que produzirá energia a partir da casca do arroz. No dia 28 de setembro, a pedra fundamental da usina foi instalada no município de Alegrete (RS). A proposta é que as ações da cooperativa sejam ampliadas. O investimento total do empreendimento será de R$ 13,6 milhões, sendo que desse valor R$ 9 milhões são financiados pelo Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).

Em entrevista ao Inovação Energética, a funcionária da Caal, Luciana Marotz, disse que a cooperativa já utiliza a casca do arroz para outros fins. “A idéia é aproveitar o subproduto da matéria-prima [arroz] para produzir a energia”, afirma.

Luciana ainda explica que a energia termelétrica será produzida a partir da queima da casca do arroz. A expectativa é que a usina, que produzirá 3,8 megawatts, entre em funcionamento em julho de 2008. A energia gerada será utilizada em todo o município.

Outras informações acesse www.caal.com.br .

Fonte: Gabriela Müller /Inovação Energética

Ciclo de Seminários: Comércio Eletrônico 2007


Fonte: Sebrae -ES

Simpósio Latino-Americano “Cidade e Cultura: dimensões contemporâneas”

O Simpósio Latino-Americano “Cidade e Cultura: dimensões contemporâneas” será realizado de 22 a 26 de outubro, em São Carlos (SP).

Segundos os organizadores, o evento pretende promover questionamentos em distintos campos disciplinares que tenham a cidade contemporânea, em particular sul-americana, como objeto de estudo.

“Conflitos e consensos na conformação da cidade contemporânea”, “Espacialidades urbanas contemporâneas” e “Projeto, cultura e projetualidade na cidade contemporânea” serão as três sessões temáticas do encontro.

A promoção é do Departamento de Arquitetura e Urbanismo e do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, ambos da Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo

Mais informações: www.eesc.usp.br/silacc2007 .

Fonte: Agência Fapesp

2ª edição do curso Tratamentos Térmicos e Termoquímicos

Será realizada, na sede da ABM - SP, a 2ª edição do curso Tratamentos Térmicos e Termoquímicos, de 16 a 19 de outubro de 2007.

Objetivo
Transmitir conceitos e metodologia dos principais tipos de tratamentos térmicos e termoquímicos utilizados na indústria de transformação e indústria metal-mecânica.

Público-alvo
Técnicos, engenheiros e estudantes de graduação das áreas de mecânica, metalurgia, materiais, controle de qualidade e profissionais que atuem de modo direto ou indireto no tema de tratamentos térmicos.

Coordenação/Docência
Prof. Dr. Jaime Alvares Spim Junior
Engenheiro de Materiais e Engenheiro Elétrico, Mestre e Doutor em Engenharia Mecânica, Professor Adjunto Dr. da Universidade Federal do Rio Grande do sul - UFRGS, Coordenador do Laboratório de Fundição - LAFUN do Centro de Tecnologia - CT da Universidade Federal do Rio Gde do Sul.

Resumo do programa:
1. Introdução aos Tratamentos Térmicos
2. Conceitos Fundamentais do Diagrama FE-C
3. As curvas Temperatura-Tempo-Transformação
4. Operações de Tratamento Térmico
5. Tratamentos Termoquímicos
6. Dureza e Temperabilidade
7. Influência dos Elementos de Liga nos Aços
8. Tratamentos Térmicos
9. Tratamentos Superficiais

Serviço
Data: 16 a 19 de outubro
Local: Rua Antonio Comparato, 218 - Campo Belo - São Paulo - SP
Horário: 08h às 17h

Os interessados podem se increver clicando aqui. A taxa de inscrição inclui material didático, coffee-break, certificado de participação (aos alunos com no mínimo 75% de presença) e estacionamento na ABM.

Fonte: ABM

Inscrições abertas para mestrado em Metrologia Científica e Industrial na UFSC

As inscrições para o Mestrado em Metrologia Científica e Industrial da UFSC estão abertas e vão até o dia 30 de novembro.

O programa de mestrado está aberto a todos os candidatos graduados em nível superior, com carga horária mínima de 2.200 horas, nas áreas de Engenharia e Ciências Exatas, que tenham qualificação para cursá-lo mediante aprovação obtida em processo de seleção classificatório.

Todos os alunos selecionados deverão ser aprovados em prova de proficiência em língua estrangeira (Inglês), a ser realizada, obrigatoriamente, no ano letivo ao seu ingresso.

O início das aulas está previsto para março de 2008.

Mais informações sobre como se inscrever no programa no site www.posmci.ufsc.br , pelo telefone: (48) 32392030 ou pelo e-mail.

Fonte: UFSC

MEC construirá cinco Cefets no DF até 2010

O Ministério da Educação (MEC) confirmou que até 2010 irá construir cinco centros federais de educação tecnológica (Cefets) no Distrito Federal. A Secretaria de Educação Federal e Tecnológica do MEC anunciou, nesta terça-feira, definições quanto ao número de alunos por unidade, valor de investimento e previsão para inauguração de cada Cefet no DF. A instalação das escolas faz parte de um pacote anunciado em abril pelo Governo Federal, que prevê a construção de mais 150 instituições no país.

Os Cefets serão instalados em Taguatinga, Samambaia, Gama, Planaltina e Plano Piloto. Esse último será a sede, uma espécie de matriz das demais unidades da capital brasileira. A escola de Planaltina, por sua vez, já existe, mas será totalmente remodelada. Atualmente, pertence ao GDF, possui 340 alunos e funciona como Colégio Agrícola de Planaltina. O Cefet será inaugurado em 2008 e terá capacidade para atender mil estudantes por ano. Segundo o MEC, já em fevereiro do ano que vem, será realizado o primeiro vestibular.

Benefícios
A escola do Plano Piloto também será inaugurada em 2008, com o início das aulas previsto para fevereiro de 2009. A União estima investimento de R$ 5 milhões na unidade, que terá capacidade para atender mil alunos em cursos regulares de educação profissional técnica de nível médio, cursos superiores de tecnologia, licenciaturas (área científica) e educação profissional para jovens e adultos.

Em 2009, por sua vez, serão instalados os Cefets de Taguatinga e Samambaia. Cada unidade terá investimento de R$ 8 milhões e estrutura para atender 4 mil alunos por ano. As aulas nas duas escolas estão previstas para começar em fevereiro do ano seguinte. Por fim, em 2010, a unidade do Gama deverá ser inaugurada. As obras custarão R$ 5 milhões e a estrutura vai atender 1.500 alunos.

Cada um dos Cefets receberá, em média, R$ 3,3 milhões por ano para o custeio e salários dos docentes, que serão contratados por meio de concurso público. Os locais onde serão construídos ainda não foram divulgados pelo MEC.

Fonte: CorreioWeb