quarta-feira, 19 de setembro de 2007

FINEP - Prorrogado prazo de envio de propostas para todas as chamadas em andamento

Prorrogação só vale para material impresso.

Devido à greve dos Correios, iniciada na quarta-feira passada, a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep/MCT) aceitará o recebimento das cópias impressas de propostas para todas as chamadas Finep em andamento com data de postagem até o dia imediatamente posterior ao fim oficial da paralisação. O prazo para envio eletrônico será mantido.

A empresa sugere ainda, como alternativa, o uso de outros serviços de courier disponíveis no mercado ou a entrega das propostas em mãos, diretamente no Departamento de Apoio Logístico aos Programas Integradores (DALP), na Praia do Flamengo, 200 - 4º andar, no Rio de Janeiro (RJ), até as 18 horas do último dia do prazo.

Maiores informações no endereço.

Fonte: Agência CT

Fatores imunológicos e aborto espontâneo

Alterações de ordem imunológica são o principal fator causador do aborto espontâneo recorrente, que é caracterizado pela perda sucessiva de três ou mais gestações antes da vigésima semana de gravidez.

A fim de compreender melhor o mecanismo do problema – que afeta cerca de 5% dos casais em idade fértil – e aprimorar os tratamentos, um grupo de médicos decidiu criar a Rede Brasileira de Imunologia da Reprodução Humana, que será lançada oficialmente no 52º Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia, entre 13 e 17 de novembro, em Fortaleza.

De acordo com o cordenador da rede, Ricardo Barini, que é professor livre-docente da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), os principais objetivos da iniciativa são divulgar a imunologia da reprodução, criar uma base nacional de dados e estimular o debate sobre publicações na área.

“Participam especialistas no tratamento de abortos de repetição em São Paulo, Brasília, Porto Alegre, Salvador, Recife, Fortaleza e Florianópolis. Todos trabalham com os mesmos protocolos de tratamento. O grupo terá foco na pesquisa voltada para o aspecto clínico”, disse Barini.

O pesquisador, que também coordena o Ambulatório de Aborto Recorrente da Divisão de Reprodução Humana da Unicamp, foi responsável pela introdução no Brasil de vacinas que corrigem o fator imunológico, viabilizando a gravidez em 85% dos casos.

“Em estudo que realizamos no ambulatório em 2006, verificamos que a causa mais freqüente do aborto recorrente foi o fator imunológico. Dentro disso, 94% dos casos estavam ligados ao fator aloimune”, disse.

O fator aloimune é um processo de rejeição do feto pelo sistema imunológico da mãe por falta de anticorpos bloqueadores que protegem as células embrionárias. “Esses anticorpos protegem o feto contra os fatores de agressão do organismo materno. Quando a mãe não os produz, o bebê não pode se desenvolver”, explicou.

Segundo Barini, nesses casos o organismo da mulher não consegue adaptação imunológica para as características do homem, uma vez que não produz anticorpos contra os antígenos desse. A vacina então é produzida com glóbulos brancos do pai e introduzidas no organismo da mãe, fazendo com que ela produza os anticorpos bloqueadores, impedindo a interrupção da gravidez.

“Esperamos que a criação da rede facilite a descoberta de outros mecanismos ligados ao problema. Sabemos que a vacina muda o comportamento da resposta da mulher para a gravidez. Queremos saber como essa resposta se expressa na verdade e até que ponto há outras alterações não ligadas ao aspecto imunológico”, disse o pesquisador.

Além do fator aloimune, os abortos de repetição podem ser causados também pelo fator auto-imune, segundo Barini. Trata-se de reações de auto-agressão imunológica – em que o organismo da mãe gera substâncias contra partes específicas do seu organismo – que, em vez de promover auto-agressão, podem ser eventualmente nocivas ao feto.

“Um exemplo disso é a alteração da coagulação sangüínea provocada pelos anticorpos antifosfolípides, que podem gerar uma trombose, dificultando a irrigação da placenta e matando o embrião”, explicou Barini.

Os casos ligados ao fator auto-imune, no entanto, são bem menos freqüentes. “Mas, quando estão associados aos fatores aloimunes, as chances de sucesso do tratamento são bem menores. Além das alterações imunológicas, as perdas espontâneas podem ser causadas também por problemas genéticos, anatômicos, infecciosos ou hormonais. A associação com qualquer um desses fatores piora o prognóstico”, disse o professor da Unicamp.

Fonte: Fábio de Castro / Agência Fapesp

R$1 Bilhão para fomentar empresas em São Paulo

O governo de São Paulo criou, na semana passada, a Agência de Fomento do Estado de São Paulo (AFESP), que contará com um capital ativo de R$ 1 bilhão para fomentar as atividades em empresas do Estado.

Segundo informações da Secretaria de Desenvolvimento, a idéia é beneficiar, principalmente, micro e pequenas empresas. Depois da criação da agência, o governo paulista irá solicitar ao Banco Central autorização para iniciar as atividades de fomento.

Ainda de acordo com informações da secretaria, a agência fará captação de recursos junto a organismos de crédito como Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e de fontes externas como Banco Mundial, Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Japan Bank for International Cooperation (JBIC).

O decreto de criação da agência, publicado no Diário Oficial do Estado, no dia (8), proíbe a AFESP de operações de crédito ou mesmo de prestação de garantia ao Estado, a municípios ou a quaisquer entidades controladas direta ou indiretamente pela Administração Pública estadual ou municipal.

O Conselho Administrativo da nova agência contará com representantes das Secretarias Estaduais da Fazenda, de Desenvolvimento, de Economia e Planejamento, de Agricultura e Abastecimento e do Emprego e Relações do Trabalho.

Uma das atribuições do conselho será fixar metas de trabalho, além de aprovar as políticas da AFESP, de forma a compatibilizá-los com os programas regionais e setoriais e desenvolvimento do Estado.

Já a diretoria da nova agência será formada por um diretor presidente e mais três diretores com mandato de dois anos, podendo haver prorrogação do mandato por mais dois.

Mais informações sobre a nova agência podem ser obtidas no endereço.

Fonte: Gestão CT

USP realiza o Simpósio "Presença da Universidade no Desenvolvimento Brasileiro – Uma Perspectiva Histórica"

Nos próximos dias 20 e 21 acontecerá, em São Paulo (SP), o simpósio Presença da Universidade no Desenvolvimento Brasileiro – Uma Perspectiva Histórica. Realizado pela Universidade de São Paulo (USP), o evento tem o objetivo de elaborar um documento que explicite e reivindique as condições necessárias para que as universidades públicas nacionais possam contribuir mais para o desenvolvimento do Brasil.

O encontro contará com quatro rodadas de debates. Em cada uma será discutido um documento diferente. Eles foram previamente elaborados por entidades que representam os setores produtivo, governamental, universitário e a sociedade civil. Cada uma das apresentações contará com diversos especialistas que debaterão o documento em questão. Haverá, também, em cada sessão, um grupo de trabalho que assimilará criticamente os resultados das discussões e sintetizará um documento central, que será enviado aos governos federal e de São Paulo, órgãos de fomento, imprensa e outros organismos relevantes. Além disso, todos os trabalhos registrados durante o simpósio serão, posteriormente, publicados em forma de livro.

Entre os debatedores da primeira apresentação, sobre o setor produtivo, estará o secretário executivo da ABIPTI, Lynaldo Cavalcanti de Albuquerque. Além dele, as discussões contarão com outros importantes participantes, como o ministro da Educação, Fernando Haddad, e a reitora da USP, Suely Vilela.

Mais informações, pelo telefone (11) 3091-3240.
Fonte: Gestão CT

Minas-Australia Mining 2007 - Seminário de Inovação para a Excelência.

No próximo dia 21 acontece, em Belo Horizonte (MG), o Minas-Australia Mining 2007 - Seminário de Inovação para a Excelência. O evento tem o objetivo de promover a cooperação entre empresas mineiras e australianas que trabalham com o fornecimento de equipamentos, tecnologias, softwares, engenharia e serviços para o setor mínero-metalúrgico.

Durante o encontro, os participantes poderão assistir a debates sobre instrumentos e estratégias de cooperação, e sobre propostas de parcerias, entre entidades do Estado e da Austrália, que proporcionem o desenvolvimento da inovação.

As instituições que se encaixem no perfil e quiserem participar do debate poderão se inscrever, até amanhã (18), pelo telefone (31) 3285-2904.

A realização do evento é de responsabilidade da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais (Sectes/MG) e da Australian Trade Comission (Austrade).

Mais informações, pelo telefone (31) 3247-2033.
Fonte: Gestão CT

Fiocruz organiza workshop "Mudanças climáticas: como cobrir e divulgar o assunto?"

Na próxima sexta-feira (21), às 10h, na tenda do “Ciência em Cena”, em Manguinhos, Rio de Janeiro, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) realizará um encontro para debater a cobertura da mídia sobre as mudanças climáticas. O objetivo do workshop Mudanças climáticas: como cobrir e divulgar o assunto? é oferecer informações e dicas práticas a jornalistas, comunicadores e profissionais de diferentes segmentos que trabalham com a divulgação científica sobre como estabelecer um diálogo legítimo e sem sensacionalismo com a sociedade neste assunto.

O workshop, que terá entrada gratuita e transmissão via internet, é organizado pelo Museu da Vida, da Fiocruz, com o apoio do Programa de Comunicação em Mudanças Climáticas da Embaixada do Reino Unido no Brasil.

Entre os convidados do evento está o pesquisador Jose Marengo, do Instituto Nacional de Pesquisas Especiais (Inpe), que dará dicas de questões que podem ser mais bem exploradas por jornalistas e divulgadores de ciência e fará uma avaliação da cobertura da imprensa no Brasil e no mundo; Ulisses Confalonieri, da Fiocruz, que integra o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), estabelecido pela Organização Meteorológica Mundial e outras agências das Nações Unidas, que abordará informações relacionadas a mudanças climáticas e a saúde; o jornalista Carlos Fioravanti, que apresentará um estudo no qual compara a cobertura do jornal inglês The Independent e do brasileiro Folha de S. Paulo; o austrialiano Simon Torok, que debaterá as formas de preparar textos mais interessantes sobre mudança climática; e o inglês Mike Shanahan, assessor de imprensa do Instituto Internacional para Ambiente e Desenvolvimento do Reino Unido, que discutirá a mídia e a agenda internacional, destacando a necessidade da imprensa oferecer maior inserção às vulnerabilidades socioeconômicas dos países em desenvolvimento.

Para ter acesso à transmissão do evento via internet, basta acessar o endereço.

Informações adicionais, pelo e-mail.

Fonte: Gestão CT

CETEM lança o Infominet, guia eletrônico para o setor minero-metalúrgico

O Centro de Tecnologia Mineral (Cetem), instituição associada à ABIPTI, lançou, no início deste mês de setembro, um guia eletrônico voltado para o setor minero-metalúrgico no contexto do desenvolvimento sustentável.

O Infominet, nome dado ao guia, tem como objetivo apoiar estudantes, pesquisadores, empresários e profissionais atuantes nas diversas atividades desse setor, direcionando a busca e a seleção das informações mais adequadas aos seus propósitos.

Segundo informações do Cetem, o guia conta com mais de 790 bases de dados sobre o assunto. Dentre as bases, 231 são proprietárias, ou seja, podem ser acessadas online ou por CD-Rom, mas para as pesquisas realizadas é cobrada uma taxa. As outras 566 bases são de domínio público.

Além disso, o Infominet conta com outros 86 links de sistemas produtores ou distribuidores de base de dados, 320 para ferramentas computacionais e mais uma lista com 9.310 sites com informações sobre o setor.

Para conhecer o Infominet, acesse o endereço.

Fonte: Gestão CT

Pernambuco lança a 13ª Ciência Jovem – Feira Nordestina de Ciência.

De 24 a 26 de outubro acontece, em Olinda (PE), a 13ª Ciência Jovem – Feira Nordestina de Ciência. O evento tem o objetivo de estimular o desenvolvimento científico por meio de exposição de pesquisas desenvolvidas por alunos e professores. A realização é de responsabilidade do Espaço Ciência.

A feira contará com um concurso para trabalhos produzidos nas escolas nordestinas. Serão duas modalidades diferentes: para alunos e professores.

A modalidade para alunos é subdividida em quatro categorias: Iniciação à Pesquisa, para alunos de 1ª a 4ª série; Divulgação Científica, para estudantes da 5ª a 8ª série; Incentivo à Pesquisa, para alunos do ensino médio; e Desenvolvimento Tecnológico, também para estudantes do ensino médio. As normas específicas para cada categoria podem ser acessadas neste endereço.

A modalidade para professores, chamada de Educação Científica, busca incentivar a reflexão sobre o processo de ensino-aprendizagem em educação da ciência e estimular novas práticas para que esse ensino seja proporcionado. Nessa categoria podem participar professores de quaisquer níveis de ensino. O regulamento pode ser conferido neste endereço.

A premiação para os alunos vencedores em cada categoria variará de material didático a passagens para a Reunião Anual da SBPC, Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia (Mostratec) e Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace). Já o professor vencedor receberá um prêmio de R$ 1 mil.

Poderão concorrer, apenas, escolas sediadas no Nordeste do país. As inscrições são até 30 de setembro. Elas podem ser feitas acessando este endereço.

Além do concurso, o evento contará com uma programação científica e mini-cursos. Em breve, as inscrições para essas atividades e a programação completa estarão disponíveis na página da feira.

Mais informações, no endereço.

Fonte: Gestão CT

Brasil lança versão nacional de um dos principais prêmios de design industrial do mundo

Foi lançado, no último dia 13, na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), a versão brasileira do Prêmio Idea (International Design Excellence Award). O concurso é realizado pela Industrial Designers Society of America (IDSA) e é considerado a premiação mais prestigiada para a área do design. O Idea/Brasil será realizado pela organização não-governamental Objeto Brasil juntamente com a empresa Rio 21 Design.

Os projetos que participarem da versão nacional do prêmio serão divididos em 15 categorias. Entre elas, estão: Equipamentos de Comunicação, Ecodesign, Produtos Médicos e Científicos, e Produtos para Casa. Poderão concorrer peças fabricadas pela indústria nacional e projetadas por designers brasileiros. Os vencedores terão seus produtos apresentados em uma exposição anual que será realizada no Brasil. Além disso, eles serão automaticamente inscritos na versão norte-americana da premiação.

O site do Idea/Brasil será lançado oficialmente no dia 5 de novembro, data em que se comemora o Dia Mundial do Design. Também no mês de novembro, mas ainda sem data específica, serão abertas as inscrições para o prêmio. Entre janeiro e fevereiro do próximo ano, serão divulgados os vencedores. A cerimônia de premiação, assim como a exposição com os produtos vencedores, está prevista para os meses de março e abril de 2008.

O Idea foi criado em 2000, com o objetivo de divulgar a importância da excelência no design industrial para a melhoria da qualidade de vida.

Para visualizar a cronologia e as categorias do Prêmio Idea/Brasil, acesse o endereço.

Mais informações, pelo telefone (11) 3891-0000.

Fonte: Gestão CT

MEC prepara edital para novo modelo de institutos tecnológicos

O Ministério da Educação (MEC) anunciou, na semana passada, que lançará o edital dos novos institutos federais de educação, ciência e tecnologia (Ifets) nos próximos dias.

Segundo o ministério, é por meio desse edital que as atuais instituições federais de educação profissional e tecnológica poderão se inscrever para fazer parte do novo modelo. Os Ifets serão especializados na oferta de ensino profissionalizante e tecnológico nas diferentes modalidades de ensino, desde a educação de jovens e adultos até o doutorado. O novo modelo foi criado por decreto presidencial publicado em abril deste ano. Confira os detalhes do decreto neste endereço.

Ainda de acordo com o MEC, os cursos estarão sintonizados com as realidades regionais. Outra característica será a prioridade para os cursos de licenciatura e para a formação de professores em física, química, matemática e biologia. Os novos institutos federais integram o Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE).

Para saber mais, acesse o endereço.

Fonte: Gestão CT

Comissão aprova a Política Brasileira de Ecologia Molecular pra o Uso Sustentável da Biodiversidade

Foi aprovada no último dia 12 , pela Comissão da Amazônia, Integração Nacional e de Desenvolvimento Regional (CAINDR), a instituição da Política Brasileira de Ecologia Molecular para o Uso Sustentável da Biodiversidade da Mata Atlântica, da Zona Costeira e Marítima, da Amazônia, e de outros biomas nacionais. A aceitação unânime foi referente ao parecer da deputada Perpétua Almeida (PC do B-BA), favorável ao Projeto de Lei (PL) 7675/06.

Proposto pela ex-deputada Mariângela Duarte (na ocasião atuante pelo PT-SP) e pelo deputado Luiz Bassuma (PT-BA), o projeto estende para todo o país uma política atualmente prevista apenas para a região amazônica, conforme o decreto 4.284/02. De acordo com texto publicado pela Agência Câmara, o PL 7675/06 prevê uma série de medidas voltadas para o desenvolvimento de pesquisas em biotecnologia, com o objetivo de formar mão-de-obra qualificada; de fomentar um parque biotecnológico capaz de desenvolver novos medicamentos; de explorar, de modo sustentável, a biodiversidade brasileira; e, também, que seja capaz de incluir as comunidades nessas atividades.

Para Almeida, a proposta foi apresentada em momento oportuno, já que o Brasil dispõe de condições vantajosas para desenvolver a área de biotecnologia.

O projeto ainda será analisado pelas comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Para ter acesso à tramitação do Projeto de Lei 7675/06, acesse o endereço.

Fonte: Gestão CT

Chamada Pública CT-Saúde e Fatores da Coagulação Sanguínea tem prazos prorrogados

Foram prorrogados, pela Finep, os prazos para o envio das propostas para a Chamada Pública MCT/Finep/MS/SCTIE/Decit – CT-Saúde e FNS – Fatores da Coagulação Sanguínea 1/2007. A data final para o envio eletrônico é o dia 10 de outubro, já a cópia impressa deverá ser despachada no dia 11 do mesmo mês.

Segundo a Finep, a divulgação dos resultados da chamada será realizada a partir do dia 13 de novembro.

O objetivo do edital CT-Saúde e Fatores da Coagulação Sanguínea 1/2007 é apoiar um projeto cooperativo de pesquisa, desenvolvimento e inovação, com vistas à obtenção de fatores da coagulação sanguínea por DNA recombinante em escala piloto. O total de recursos é de R$ 2,8 milhões, dos quais R$ 1,6 milhão originário do Fundo Setorial de Saúde (CT-Saúde) e R$ 1,2 milhão do Fundo Nacional de Saúde (FNS).

Para ler a íntegra do edital, acesse este endereço.

Informações adicionais, pelo endereço ou pelo telefone (21) 2555-0330.

Fonte: Gestão CT

Quatro milhões para desenvolvimento de equipamentos de tratamento e diagnóstico médico-hospitalar

Os interessados em encaminhar propostas para o Edital MCT/CNPq/CT-Saúde nº 24/2007 podem fazê-lo até o dia 1º de novembro de 2007.

O objetivo é apoiar atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação para equipamentos destinados ao tratamento e diagnóstico médico-hospitalar.

O total de recursos é de R$ 4 milhões, do Fundo Setorial de Saúde (CT-Saúde).

Para consultar a íntegra do edital, acesse este endereço.

Fonte: Gestão CT

LNLS abre inscrições para o 17º Programa Bolsas de Verão

O Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), instituição de pesquisa do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), abriu inscrições para o 17º Programa Bolsas de Verão, voltado a universitários interessados em desenvolver projetos de iniciação científica e tecnológica nas instalações do laboratório, situado em Campinas (SP).

O LNLS seleciona todos os anos em torno de 15 estudantes do 5º semestre dos cursos de graduação em ciências exatas, biológicas e engenharia, de instituições de ensino superior de todo o Brasil, além de África do Sul, Austrália e países da América Latina e do Caribe.

Segundo o laboratório, os bolsistas passarão os meses de janeiro e fevereiro de 2008 se dedicando aos projetos nas áreas de ciência de materiais (com ênfase em nanotecnologia e nanociência com aplicações de luz síncrotron), biologia estrutural e molecular, física e engenharia de aceleradores e instrumentação científica.

Construído a partir de 1987, o LNLS começou a disponibilizar em julho de 1997 as primeiras linhas de luz e suas estações experimentais para a comunidade científica e tecnológica. A fonte de luz síncrotron é uma poderosa ferramenta que permite o estudo de materiais com feixes de raios X, ultravioleta e infravermelho nas áreas de física, química, engenharia de materiais, meio ambiente, ciência da vida, entre outras.

Os interessados devem se inscrever até o dia 22 de outubro pelo endereço, anexando curriculum vitae e histórico escolar (de preferência em PDF).

Os candidatos precisam ainda ter cartas de recomendação enviadas por dois professores pelo e-mail, constando o nome do aluno e informações sobre desempenho e atuação em atividades acadêmicas; e enviar uma carta pessoal comentando por que gostariam de participar do programa.

Fonte: Agência Fapesp

1º Simpósio Internacional em Imunologia das Doenças Tropicais

A primeira edição do Simpósio Internacional em Imunologia das Doenças Tropicais ocorrerá nos dias 27 e 28 de setembro, em Bauru (SP). O objetivo é promover a troca de conhecimentos e a transferência de metodologias em imunodiagnóstico e imunoterapia nas doenças tropicais.

O evento é organizado por pesquisadores do Instituto Lauro de Souza Lima e pela Fundação de Pesquisa e Ensino em Ciência da Saúde de Bauru.

A programação científica terá conferências sobre “O desenvolvimento da resposta imune na hanseníase”, “Diagnóstico imunossorológico na tuberculose e na doença de chagas”, “Diagnóstico molecular nas leishmanioses” e “Imunogenética e suscetibilidade em doenças infecciosas”.

Mais informações no endereço.

Fonte: Agência Fapesp