domingo, 9 de setembro de 2007

MCT e Sebrae assinam convênio para levar C,T&I à população

Foi celebrado nesta quarta-feira (5) um convênio entre o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Distrito Federal (Sebrae/DF), para o Projeto de Ciência e Tecnologia para o Empreendedorismo Social.

O evento aconteceu no auditório Renato Archer do MCT e contou com a presença do ministro Sergio Rezende, do diretor superintendente do Sebrae/DF, Flávio Queiroga, do secretário de Ciência e Tecnologia para a Inclusão Social, Joe Valle, do deputado federal Rodrigo Rollemberg (PSB/DF) e do representante do Sebrae nacional, Juarez de Paula.

O Projeto de Ciência e Tecnologia para o Empreendedorismo Social tem, fundamentalmente, uma natureza social e busca desenvolver a competência profissional, a ação inovadora e a criatividade empreendedora. Está voltado para empreendedores, cooperativas e associações, visando a que se estabeleçam e adquiram condições de competir no mercado.

Abrindo os pronunciamentos, o secretário Joe Valle ressaltou a importância e excelência do convênio, “que está, na verdade, sendo retomado", afirmando que vem acompanhando esse trabalho desde o seu início, "e a Secretaria de Inclusão Social, com isso, apenas cumpre seu papel de levar a C&T para onde ela faz diferença: nas casas e no dia-a-dia da população”.

Também estava presente a artesã Sônia Maria Mendes, que é presidente da Associação Mãos que Criam, surgida há sete anos e situada na Cidade estrutural, no entorno de Brasília. Há cerca de três anos, a Associação vem recebendo a assessoria do convênio assinado anteriomente, beneficiando dezenas de artesãs e artesãos, muitos deles presentes na platéia que acompanhou o evento. “Conseguimos uma visibilidade que dificilmente teríamos sem esse auxílio”, revelou Sônia.

Salientando a necessidade de se identificar as “vocações e as lideranças espontâneas”, o diretor superintendente do Sebrae/DF, Flávio Queiroga, enalteceu o papel do MCT na parceria, que, juntamente com a iniciativa privada, “torna possíveis ações como essa, que vêm melhorar as condições de vida desses segmentos”.

O deputado Rodrigo Rollemberg - que foi secretário de C&T para a Inclusão Social do MCT entre 2004 e 2006 – também esteve à frente de algumas dessas iniciativas e acompanhou de perto “o trabalho de levar a Tecnologia Social às comunidades, gerando renda e modificando suas condições de vida”. Algo que, segundo ele, já vem sendo referência e, inclusive, replicado em outras localidades, como Pernambuco e Maranhão.

O ministro Sergio Rezende lembrou do período em que foi secretário de Ciência,Tecnologia e Meio Ambiente, entre 1995 e 1998, no governo de Miguel Arraes, em Pernambuco, quando ouvia do ex-governador que “o grande desafio era fazer o conhecimento dos doutores chegar ao povo”.

Para o ministro, esse é também o grande objetivo da Secretaria de C&T para a Inclusão Social, e o novo convênio com o Sebrae, “que já é vitorioso”, vem contribuir para o cumprimento desse desafio, fazendo com que a Ciência, Tecnologia e Inovação “agreguem valor às atividades da população, gerando cada vez mais trabalho, riqueza e desenvolvimento para o País e o povo brasileiro”.

Fonte: Robson Leão - Agência CT