sexta-feira, 25 de maio de 2007

Petrobrás cria tecnologia para monitorar escoamento de petróleo

O módulo de aquisição de dados para pig (Mad-Pig), um equipamento capaz de monitorar, de maneira mais eficiente e precisa, o escoamento da produção na indústria do petróleo, é a nova tecnologia da Petrobras que, acoplada a um software, registra dados por até dois dias, a taxas de até 85 aquisições por segundo. A nova tecnologia foi desenvolvida integralmente pela Gerência de Tecnologia de Elevação e Escoamento da Produção do Centro de Pesquisas (Cenpes) da Petrobras. De acordo com o engenheiro de equipamentos do Cenpes Alberto de Oliveira, o Mad-Pig “cumpre bem o papel estratégico definido pela direção da companhia”.

A Petrobras não vende tecnologia, ela a desenvolve para utilização própria, criando um diferencial tecnológico para se manter na liderança mundial. O MAD PIG tem sido utilizado com sucesso em várias regiões do Brasil. Na Unidade de Negócios da Bacia de Campos, foi realizado o primeiro teste operacional real do Mad-Pig, no duto de exportação da área sul de Plataforma Central de Enchova 1 (PCE-1) ao Ponto “A”, com 83 km de duto rígido submarino. Como toda a tecnologia desenvolvida pela Petrobras, esta será usufruída por todas as regiões da companhia em todo o Brasil e em qualquer país do mundo onde a Petrobras tem negócios – explicou Oliveira.

Na Bacia de Campos, o Md-Pig foi aplicado entre as plataformas P-25 e P-31, em novembro de 2004. O módulo foi inserido em um pig flexível de poliuretano para realizar uma inspeção.
– Havia uma obstrução no duto impedindo a sua inspeção, necessária para garantir a integridade estrutural do duto. Não era possível localizar a obstrução com a passagem de outros tipos de pigs pelo duto. Em poucas horas, o Mad-Pig detectou que uma SDV (“shut down valve” ou “vávula de parada de emergência”), localizada na saída da P-25, não estava completamente aberta como sinalizava. A válvula foi substituída durante uma parada para a manutenção e o problema, solucionado – relatou Oliveira.

A tecnologia do Mad-Pig foi desenvolvida inicialmente para coletar dados que permitissem a verificação de simuladores de escoamento multifásico. A nova aplicação surgiu a partir de uma necessidade pontual da Bacia de Campos e, atualmente, está sendo redirecionada para verificar a obstrução de dutos.

CENPES JÁ TRABALHA NA OTIMIZAÇÃO DO EQUIPAMENTO
O pig é um dispositivo semelhante a um cilindro de espuma que transita pelo interior de um duto impulsionado pela própria pressão do fluido. O Mad-Pig possui quatro sensores eletrônicos: dois acelerômetros – que medem as acelerações na direção do escoamento e das laterais; um sensor de pressão, capaz de medir uma variação de zero a 400 kgf/cm²; e um sensor de temperatura, sensível a temperaturas entre zero a 100ºC. O equipamento é composto por uma placa eletrônica além dos sensores citados anteriormente que é protegido do fluido por um cilindro de aço inox ou titânio de 34 mm de diâmetro por 160 mm de comprimento. Para acessar os dados, basta conectar um cabo entre o Mad-Pig e o computador – as informações são transferidas automaticamente.

“Essa técnica nos permite corrigir diversos problemas que porventura venham a surgir no setor de escoamento de produção, além de possibilitar uma melhoria na metodologia de projetos”, afirma o engenheiro Alberto de Oliveira que criou e que já está trabalhando no processo de otimização do Mad-Pig.

– Já passamos pela fase conceitual, concebemos um pré-protótipo e estamos a finalizar o projeto eletrônico e o novo firmware. A partir daí realizaremos os testes iniciais. Todo o novo projeto é baseado na versão original e vai torná-lo mais preciso, mais completo, mais amplo em número de aplicações, de fácil adaptação e simples de ser atualizado, para garantir uma grande sobrevida ao produto.

O QUE É UM "PIG"?
O pig é um dispositivo cilíndrico ou esférico concebido e utilizado inicialmente com a finalidade de limpar o interior de dutos. Pode ser desde um simples cilindro em espuma até mesmo um dispositivo mais complexo como uma estrutura metálica (chassi) de forma cilíndrica, que utiliza disco transversal como guia e vedador.

O nome se deve à semelhança comportamental com porcos que entram limpos na tubulação, mas saem todo sujo ao final do trabalho de limpeza. Outra semelhança é que o som que alguns tipos pigs fazem ao passarem pelo interior da tubulação parece o de porcos rosnando.
Atualmente os pigs são utilizados tanto para limpar como para inspecionar o interior do duto. Neste último caso são chamados de pigs instrumentados.

Fonte: Clube de Engenharia

Rótulo auto-adesivo é fabricado à base de nano materiais

Imaginem pegar uma cervejinha gelada no congelador e não sentir frio nas mãos. Pois bem, através de um novo tipo de rótulo auto-adesivo fabricado à base de nano materiais, a Novelprint desenvolveu uma solução pioneira capaz de propiciar o isolamento térmico entre a pele e a garrafa.

A novidade é fruto de projeto de pesquisa e desenvolvimento de soluções para o setor de rótulos e etiquetas auto-adesivas, que é promovido pela empresa e conta com financiamento de R$ 2,8 milhões da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), agência do Ministério da Ciência e Tecnologia.. Iniciado em setembro de 2005, o empreendimento é focado no estudo da nanotecnologia, ciência relacionada ao controle da matéria em escala molecular capaz de manipular nanômetros (nm), unidade de medida equivalente a um bilionésimo de metro. "Entre outros avanços alcançados, estão novas aplicações para o silicone e tintas líquidas", conta Jeffrey Arippol, presidente da Novelprint.

Além disso, há inovações também em equipamentos, como uma máquina aplicadora de rótulo para cerveja, que se encontra em exposição no show room da empresa e já possui patente registrada no Brasil e pedido de extensão para os Estados Unidos.

Após a conclusão do projeto, prevista para o fim deste ano, o aumento da participação da Novelprint no mercado pode chegar a 50%. "Com relação ao faturamento, este ano a previsão é de crescimento da ordem de 25%", afirma Jeffrey.Fundada em 1958 e sediada em São Paulo, a Novelprint oferece serviços de impressão de materiais para usos industrial e comercial, o que inclui etiquetas em papel, rótulos em plástico, lacres de segurança e laminados auto-adesivos destinados a diversos segmentos, como o de alimentos, higiene pessoal, limpeza e medicamentos.

Dois exemplos de soluções desenvolvidas pela empresa em circulação no mercado são os rótulos dos produtos Ketchup Heinz e Zero Cal. No portfólio de clientes, marcas consagradas: O Boticário, Havoline, Heliar, Sadia, Yakult e Maizena, entre outras.

Para conhecer as inovações criadas pela Novelprint, acesse o site: www.novelprint.com.br.

Fonte: Finep / Informe CT