terça-feira, 22 de maio de 2007

Previsão do tempo ao vivo pela Internet

Os meteorologistas do Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), começaram nesta semana a apresentar ao vivo as previsões de tempo para todo o país pela Internet. As previsões, com duração de 30 minutos, aproximadamente, poderão ser conferidas no endereço do CPTEC, de 2ª a 6ª feira, a partir das 9 horas (horário de Brasília).

O serviço procura atender o público leigo, usuário das previsões, e também os especialistas em meteorologia. A diferença para os serviços tradicionais veiculados pela mídia é que este oferece explicações mais aprofundadas sobre as condições meteorológicas, fazendo uso de recursos didáticos mais dinâmicos.

As apresentações descrevem a situação do tempo do momento e para os dias seguintes, indicando as condições atmosféricas para chuva, variações da temperatura, entre outros fenômenos atuantes considerados importantes. O internauta acompanha as marcações e destaques que os meteorologistas assinalam sobre os campos meteorológicos.

A geração das previsões neste novo formato faz parte da política do INPE de maior aproximação entre instituições de previsão de tempo do país. Estes recursos já vinham sendo utilizados em reuniões diárias de previsão de tempo, realizadas entre meteorologistas do INPE, INMET e CIRAM. Nesta semana, as discussões das previsões climáticas, de longo prazo, passaram a utilizar a mesma tecnologia. A discussão e transmissão das previsões neste novo formato, além de potencializar a troca de informações e experiência, ampliando a confiabilidade das previsões, também promove a disseminação de conceitos meteorológicos para a sociedade.

Nesta primeira fase de implementação do serviço, que já vem sendo testado há mais de dois meses, os usuários poderão enviar seus comentários e impressões para e-mail.

Para assistir a previsão é necessário instalar o Skype, versão 3.0 ou superior disponível, gratuitamente aqui e o pacote JAVA disponível aqui.

Fonte: Ceptec / Inpe