domingo, 13 de maio de 2007

Senai-RJ vai capacitar 3 mil profissionais para o Comperj

O convênio, no valor de R$ 3 milhões, representa o início do primeiro ciclo de capacitação de mão-de-obra para a instalação do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) em Itaboraí. O Senai-RJ será responsável pelos cursos que, nessa primeira fase, vão treinar profissionais com ensino fundamental para exercerem atividades de pedreiro, armador, carpinteiro, pintor, encanador e eletricista.

Os cursos são gratuitos. O edital de seleção pública, a cargo da Fundação Cesgranrio, será publicado no fim deste mês, com resultado previsto até junho próximo. As aulas, com duração de três meses, devem começar em setembro e serão dadas em unidades móveis do Senai-RJ em áreas previamente selecionadas em acordo com as prefeituras dos 11 municípios do entorno do complexo (São Gonçalo, Itaboraí, Cachoeiras de Macacu, Casimiro de Abreu, Guapimirim, Niterói, Maricá, Magé, Rio Bonito, Silva Jardim e Tanguá).

A capacitação de pessoal será feita nos Centros de Integração, a serem construídos nesses 11 municípios. Em São Gonçalo, as obras já começaram e devem estar concluídas em um ano. Os Centros de Integração ofertarão 78 tipos de cursos gratuitos de diversas especialidades técnicas. Do total de 30 mil profissionais a serem treinados na região de influência do empreendimento, 78% serão em nível de ensino básico, 21% em nível médio e 1% em nível superior. Os profissionais formados poderão ou não trabalhar no Comperj, mas serão candidatos potenciais a empregos em diversas empresas que deverão se instalar nos arredores do complexo petroquímico de Itaboraí.

Fonte: Firjan/ TN Petróleo